Translator

segunda-feira, dezembro 28, 2009

Retrospecto 2009 e Antevisão de 2010

Finalmente, 2010. A foto aí em cima eu repito pela terceira vez na virada do ano só que colocando 2009 em preto e 2010 em azul. Preto de obscurantismo, de retrocesso e azul de positivismo. O ano que passou foi para o Brasil a consolidação do retrocesso na política, nos costumes e no trato com a coisa pública. Foi também o ano em que aqueles alçados a cargos de poder, quando pilhados metendo a mão naquilo que não é deles e sim do povo, usaram dos mecanismos da censura com a conivência de juízes retrógrados e mal informados para esconder seus atos vis. De resto, mais do mesmo.

O Apedeuta passou o ano viajando como sempre, falando mais besteira do que nunca, cometendo suas gafes e do alto da popularidade midiática que lhe atribuíram, avançou bastante o sinal no campo da galhofa, da grosseria e da mentira. Escolheu para sua candidata à sucessão, uma pessoa com certeza mais culta que ele, porém tão apedeuta quanto. E pior, bem mais mentirosa.

E assim, de mentira em mentira, de maracutaia em maracutaia, com o tempero característico da incompetência, o Brasil dos lulo-petistas vai avançando, levando a gente para um futuro obscuro.
Se vocês meus três leitores observarem com atenção, ninguém desta raça abjeta mostra um futuro sólido para o Brasil. Mostra somente o ano eleitoral que para eles é crucial. Afinal, a eleição de uma sucessora para Lula é a continuidade de um projeto de poder. Não é projeto para um povo, para uma nação.

Lula para consolidar seu governo aliou-se definitivamente ao que há de pior na política brasileira. E como diz o velho ditado, "dize-me com quem andas e dir-te-ei quem és".

A economia em 2009 estagnou. Crescimento zero, apesar dos mentirosos de plantão alardearem que nos saímos muito bem da crise. Mentira! Quem se saiu bem foi a China, a Coréia, o Chile, o Peru, países governados com seriedade e competência.

Outra grande mentira. Os impostos foram reduzidos. Vejam o placar do impostômetro para desmentir a farsa. A arrecadação total em 2009 foi exatamente igual à de 2008. Mas a arrecadação federal subiu quase 100 bilhões de reais com relação a 2008. Os Estados e Municípios foram os grandes prejudicados.

E para onde foram estes 100 bilhões a mais? Para gastos públicos do governo federal, para pagar os salários dos companheiros que se aboletaram no bonde do funcionalismo, para alimentar a corrupção que nunca antes neste país foi tão grande e aberta.

Repetindo, 2009 foi mais do mesmo. Vejam AQUI o meu post do ano passado. Com pequenas diferenças, eu poderia tê-lo repetido hoje e nada mudaria.

Teremos eleições este ano. Para mim e para muitos brasileiros de bem, é uma esperança que em outubro possamos passar a foice neste monte de mato político cheio de tiririca e urtiga que cresceu ao longo de 8 anos, arar a terra brasileira e começar a plantar de novo um futuro melhor.

Feliz 2010 a todos menos aos lulo-petistas. Estes eu desejo que fiquem com a boca cheia de formiga. E a seus aliados corruptos, desejo que gastem todo o dinheiro roubado de nós em hospital e remédio. Não tenho por eles a mínima consideração assim como eles não têm por nós.

quinta-feira, dezembro 24, 2009

É lugar-comum?Sim, mas sincero.


Final de ano é sempre época de confraternização. Este ano não poderia ser diferente. Este blog na pessoa do escriba deseja a todos os leitores, seus amigos e familiares, um Feliz Natal, com muita paz e alegria. Deseja também um Ano Novo pleno de paz e prosperidade.

E que Papai Noel não seja mais atropelado pelo Aerolula.

quinta-feira, dezembro 10, 2009

A verdade dói mas tem que ser dita...

Este post de Reinaldo Azevedo é definitivo. Concordo 100% com o que está escrito e assino embaixo.

"QUEREM COMPARAR GOVERNOS? ENTÃO VAMOS CIVILIZAR OS BOTOCUDOS!"

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009 | 5:41

É para ler até o fim, hein!? Tenho uma chavinha de ouro para vocês. Psiu!!! Sem tentação. É para pegar do começo.

De vez em quando, um petista moderado, tentando se distinguir dos petralhas, resolve pegar no meu braço, ousando ser o meu Virgílio e me convidando a visitar um dos círculos do inferno onde o partido aprisiona há 29 anos a reputação de suas vítimas. Sim, o PT tem este formidável poder de reescrever a biografia de seus adversários. Trata-se do Círculo das Reputações Enlameadas. Alguns poucos conseguem, pelo próprio esforço, como fez Eduardo Jorge Caldas Pereira, repor a sua história no devido lugar. E há aqueles que são resgatados pelo próprio PT desde que façam um ato de contrição ou sejam cínicos o bastante para se divertir na tragédia ou na comédia. No segundo caso, está, por exemplo, Delfim Netto, antes tido como uma besta-fera da “direita” e hoje conselheiro informal de Lula. Delfim diz que não mudou. Exemplo maior do primeiro caso é José Sarney. O PT, sempre tão dedicado a enlamear a honra alheia, funcionou, no seu caso, como lavanderia.

Mas volto ao petista que tentou se mostrar civilizado, me chamando até de “Rei” (!!!), muito íntimo, convidando-me a ceder: “Rei, admita que o governo Lula é inquestionavelmente melhor do que o governo FHC e que procede a votação plebiscitária que o PT propõe. Acho que você é um bom analista, mas sua paixão o cega às vezes…”

Ô bilu, bilu!!! Não há a menor chance de o “Rei” se apaixonar, viu? Não estou entre aqueles que sentem o frêmito da atração pelo inimigo. Zero! Você aí, eu aqui. Sem essa de me pegar no braço! “Rei” é uma pinóia! E não, não admito que “o governo Lula é melhor do que o de FHC”, não dito desta maneira, porque esse juízo é coisa ou de energúmenos ou de gente a soldo — e, às vezes, das duas coisas.

O “melhor” expressa um juízo comparativo. Não terá sido o governo FHC — que começou a governar, de fato, já como ministro da Fazenda de Itamar Franco — muito “melhor” do que o governo Collor? Muito melhor, na verdade, do que o governo Sarney ou do que o governo Figueiredo, quando a inflação começou a destrambelhar? O que quer dizer o seu “melhor”? É melhor um governo que assume, sem solavancos, com os fundamentos da economia sólidos — apesar de desajustes de superfície, alguns provocados pelo próprio “risco PT” — do que um outro que pegara o país com uma inflação superior a 2.500% ao ano, conduzindo-a para 5% ou 6%? Não terá sido “melhor” o governo que pegou o país com o custo de vida na casa dos 20% ao mês, derrubando-o para menos de 0,5%? Não terá sido “melhor” o governo que recolocou o país na rota dos investimentos?

Essa afirmação, meu caro falso civilizado, é só mais uma manifestação da delinqüência intelectual a que se dedica permanentemente o petismo. Para que se pudesse sustentar essa superioridade, seria necessário que, em iguais condições, o PT tivesse demonstrado competência ou apuro intelectual potencial ao menos para fazer melhor do que fez FHC. E sabemos bem qual foi a expertise demonstrada pelo partido: opôs-se ao Real, pregava o calote da dívida, o rompimento com o FMI, a rejeição à reestruturação dos bancos, às privatizações e seus investimentos — a tudo, enfim, que colabora para fazer hoje a fortuna crítica do lulismo. Tivesse vencido em 1994, o PT teria destruído o Plano Real. Porque era esta a proposta de Lula: destruir o Real. Era o que pautava a sua campanha.

“Ah, vá falar isso a eleitor, rá, rá, rá”, ri o delinqüente, satisfeito com o seu partido por ter ajudado a deformar a história e feliz porque seu líder sapateia sobre conquistas inegáveis do Brasil.

EU QUERO QUE SE DANE SE A VERDADE QUE DIGO É POPULAR OU NÃO. A mim, basta saber que é verdade; basta saber, e poder escrevê-lo, ao menos por enquanto, que a comparação é obra da mais estúpida vigarice intelectual, coisa de militância política da mais reles, da ignorância mais desprezível.

Num artigo anteontem, afirmei que minha rejeição ao lulo-petismo nada tem a ver com essa conversa mole de “governo deu certo ou deu errado”, governo “melhor ou pior”. Nunca antevi desastres para o governo Lula. Ao contrário: escrevi na revista Primeira Leitura que o PT seria mais conservador se vencesse em 2002 do que seria Serra, então candidato tucano. Está registrado. É documento.

- O que me incomoda no PT é seu ódio mal disfarçado à democracia, daí que viva tentando solapá-la — agora, o partido quer uma Constituinte para fazer a reforma política.

- O que me incomoda no PT é a moral que cria para si mesmo e a moral que defende para os outros — a exemplo de Dilma, anteontem, na festa dos mensaleiros do PT a atacar o mensalão de Arruda.

- O que me incomoda no PT é esse esforço para fazer tabula rasa do passado, destruindo a reputação de qualquer pessoa que não seja útil a seu projeto — a exemplo do que faz com a monumental conquista que foi o Plano Real.

- O que me incomoda no PT é o seu apoio dedicado a todos os vigaristas do planeta,— a exemplo de Mahmoud Ahmadinejad.

- O que me incomoda no PT é a sua admissão prática de que o crime compensa ou é aceitável desde que esteja ancorado numa causa de suposto alcance social — a exemplo de seu asqueroso conluio com o MST.

- O que me incomoda no PT é seu esforço permanente para substituir a sociedade pelo partido, imiscuindo-se em eleições sindicais de trabalhadores e patrões, nos fundos de pensão, na direção das estatais, nas ONGs e, se você deixar, no batizado de seus filhos.

- O que me incomoda no PT, a despeito de seus “universitários”, é a apologia permanente da ignorância, do obscurantismo militante, da barbárie das ruas.

“Governo competente?” Governos têm de ser competentes mesmo. Não serei grato a Lula, escrevo em Máximas de Um País Mínimo, por ele cobrar tão caro por aquilo a que temos direito de graça. Ou nem tanto: pagamos caro para que nos governem. Não tenho de lhe dar nada de adicional.

Um mínimo de honestidade intelectual — e não espero que os petralhas a tenham — indica que as ações do governo FHC e do governo Lula não são comparáveis porque simplesmente são diferentes as circunstâncias em que cada um existiu e os problemas a que cada um respondeu. E tenho uma chave de ouro para o tonto que achou que poderia pegar no meu braço:

Estou certo de que os tucanos, estivessem no governo, não teriam feito, NA ECONOMIA, nada muito diferente do que fizeram os petistas. Mas estou igualmente certo de que, estivessem os petistas no lugar dos tucanos em 1995, e hoje nós seríamos o mais ocidental dos países africanos.

segunda-feira, dezembro 07, 2009

Polêmica encerrada? Ainda não.

Por César Benjamin

DEIXO de lado os insultos e as versões fantasiosas sobre os "verdadeiros motivos" do meu artigo "Os Filhos do Brasil". Creio, porém, que devo esclarecer uma indagação legítima: "por quê?", ou, em forma um pouco expandida, "por que agora?". A rigor, a resposta já está no artigo, mas de forma concisa. Eu a reitero: o motivo é o filme, o contexto que o cerca e o que ele sinaliza.Há meses a presidência da República acompanha e participa da produção desse filme, financiado por grandes empresas que mantêm contratos com o governo federal. Antes de finalizado, ele foi analisado por especialistas em marketing, que propuseram ajustes para torná-lo mais emotivo.

O timing do lançamento foi calculado para que ele gire pelo Brasil durante o ano eleitoral. Recursos oriundos do imposto sindical - ou seja, recolhidos por imposição do Estado - estão sendo mobilizados para comprar e distribuir gratuitamente milhares de ingressos. Reativam-se salas pelo interior do País e fala-se na montagem de cines volantes para percorrerem localidades que não têm esses espaços. O objetivo é que o filme seja visto por cerca de 5 milhões de pessoas, principalmente pobres.

Como se fosse pouco, prepara-se uma minissérie com o mesmo título para ser exibida em 2010 pela nossa maior rede de televisão que, como as demais, também recebe publicidade oficial. Desconheço que uma operação desse tipo e dessa abrangência tenha sido feita em qualquer época, em qualquer país, por qualquer governante. Ela sinaliza um salto de qualidade em um perigoso processo em curso: a concentração pessoal do poder, a calculada construção do culto à personalidade e a degradação da política em mitologia e espetáculo. Em outros contextos históricos isso deu em fascismo.

O presidente Lula sabe o que faz. Mais de uma vez declarou como ficou impressionado com o belo "Cinema Paradiso", de Giuseppe Tornatore, que narra o impacto dos primeiros filmes na mente de uma criança. "O Filho do Brasil" será a primeira -e talvez a única- oportunidade de milhões de pessoas irem a um cinema. Elas não esquecerão. Em quase oito anos de governo, o loteamento de cargos enfraqueceu o Estado. A generalização do fisiologismo demoliu o Congresso Nacional. Não existem mais partidos. A política ficou diminuída, alienada dos grandes temas nacionais.

Nesse ambiente, o presidente determinou sozinho a candidata que deverá sucedê-lo, escolhendo uma pessoa que, se eleita, será porque ele quis. Intervém na sucessão em cada Estado, indicando, abençoando e vetando. Tudo isso porque é popular. Precisa, agora, do filme.

Embalado pelas pré-estreias, anunciou que "não há mais formadores de opinião no Brasil". Compreendi que, doravante, ele reserva para si, com exclusividade, esse papel. Os generais não ambicionaram tanto poder. A acusação mais branda que tenho recebido é a de que mudei de lado. Porém os que me acusam estão preparando uma campanha milionária para o ano que vem, baseada em cabos eleitorais remunerados e financiada por grandes grupos econômicos.Em quase todos os Estados, estarão juntos com os esquemas mais retrógrados da política brasileira. E o conteúdo de sua pregação, como o filme mostra, estará centrado no endeusamento de um líder. Não há nada de emancipatório nisso.Perpetuar-se no poder tornou-se mais importante do que construir uma nação.

Quem, afinal, mudou de lado? Aos que viram no texto uma agressão, peço desculpas. Nunca tive essa intenção. Meu artigo trata, antes de tudo, de relações humanas e é, antes de tudo, uma denúncia do círculo vicioso da extrema pobreza e da violência que oprime um sem-número de filhos do Brasil. Pois o Brasil não tem só um filho.Reitero: o que escrevi está além da política. Recuso-me a pensar o nosso país enquadrado pela lógica da disputa eleitoral entre PT e PSDB.

Mas, se quiserem privilegiar uma leitura política, que também é legítima, vejam o texto como um alerta contra a banalização do culto à personalidade com os instrumentos de poder da República. O imaginário nacional não pode ser sequestrado por ninguém, muito menos por um governante. Alguns amigos disseram-me que, com o artigo, cometi um ato de imolação. Se isso for verdadeiro, terá sido por uma boa causa.


César Benjamin, 55, militou no movimento estudantil secundarista em 1968 e passou para a clandestinidade depois da decretação do Ato Institucional nº 5, em 13 de dezembro desse ano, juntando-se à resistência armada ao regime militar. Foi preso em meados de 1971, com 17 anos, e expulso do país no final de 1976. Retornou em 1978. Ajudou a fundar o PT, do qual se desfiliou em 1995. Em 2006 foi candidato a vice-presidente na chapa liderada pela senadora Heloísa Helena, do PSOL, do qual também se desfiliou. Trabalhou na Fundação Getulio Vargas, na Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, na Prefeitura do Rio de Janeiro e na Editora Nova Fronteira. É editor da Editora Contraponto e colunista da Folha. Artigo publicado na Folha de S. Paulo de 2 de dezembro.

Comentário meu: Acompanhei a polêmica criada pelo primeiro artigo de Cesar Benjamin e o artigo dele acima é o desfecho deste capítulo. Concordo com ele. Foi por uma boa causa. A causa da liberdade e da democracia.O problema é que o Brasil de hoje, pelo menos dos 80% que dizem apoiar Lula, me parece estar dividido entre corruptos, ingênuos, deslumbrados, aproveitadores e os piores, os mal-intencionados que querem transformar o país no país do Estado Único, totalitário, à maneira dos Mussolinis,Hitlers,Castros, Pérons e mais recentemente, dos Ahmahinejads, Chavez,Ortegas,Morales e outros.

segunda-feira, novembro 30, 2009

Assim como o mensalão do PT em 2004, o mensalão ou caixa 2 , se preferirem, do governo de Brasília é real e mais que comprovado pelos vídeos. E mesmo tendo sido uma "vendetta" do assessor de Arruda, não há desculpas panetônicas que anulem a culpa do governador no caso. O governador Arruda é culpado seja por ação ou por omissão. E tem antecedentes, lembram-se?

Para mim, cabe ao DEM expulsá-lo já que ele não irá pedir seu desligamento do partido. Bem fazem o PDT, PPS, PSDB que saem fora do governo para não serem envolvidos na exploração política que certamente virá na campanha de 2010. Bem fará o DEM se tomar a atitude da retirada do governador de seus quadros o mais rápido possível. Caso contrário, será cúmplice da sacanagem e merecedor da execração não só dos adversários como de seus eleitores.

Portanto, CAI FORA, ARRUDA!

sexta-feira, novembro 27, 2009

O PT nasceu de cesariana, há 29 anos. O pai foi o movimento sindical, e a mãe, a Igreja Católica, através das Comunidades Eclesiais de Base. Os orgulhosos padrinhos foram,primeiro, o general Golbery do Couto e Silva, que viu dar certo seu projeto de dividir a oposição brasileira. Da árvore frondosa do MDB nasceram o PMDB, o PDT, o PTB e o PT.

Foi um dos únicos projetos bem-sucedidos do desastrado estrategista que foi o general Golbery.

Outros orgulhosos padrinhos foram os intelectuais, basicamente paulistas e cariocas, felizes de poder participar do crescimento de um partido puro, nascido na mais nobre das classes sociais, segundo eles: o proletariado.

O PT cresceu como criança mimada, manhosa, voluntariosa e birrenta. Não gostava do capitalismo, preferia o socialismo. Era revolucionário. Dizia que não queria chegar ao poder, mas denunciar os erros das elites brasileiras.O PT lançava e elegia candidatos, mas não "dançava conforme a música". Não fazia acordos, não participava de coalisões, não gostava de alianças.

Era uma gente pura, ética, que não se misturava com picaretas. O PT entrou na juventude como muitos outros jovens: mimado, chato e brigando com o mundo adulto.

Mas nos estados, o partido começava a ganhar prefeituras e governos, fruto de alianças, conversas e conchavos. E assim os petistas passaram a se relacionar com empresários, empreiteiros, banqueiros. Tudo muito chique, conforme o figurino.E em 2002 o PT ingressou finalmente na maioridade. Ganhou a presidência da República.

Para isso, teve que se livrar de antigos companheiros, amizades problemáticas.

Teve que abrir mão de convicções, amigos de fé, irmãos camaradas. A primeira desilusão se deu entre intelectuais. Gente da mais alta estirpe, como Francisco de Oliveira, Leandro Konder e Carlos Nelson Coutinho se afastou do partido, seguida de um grupo liderado por Plínio de Arruda Sampaio Júnior. Em seguida, foi a vez da esquerda. A expulsão de Heloísa Helena em 2004 levou junto Luciana Genro e Chico Alencar, entre outros, que fundaram o PSOL.

Os militantes ligados à Igreja Católica também começaram a se afastar, primeiro aqueles ligados ao deputado Chico Alencar, em seguida Frei Betto. E agora, bem mais recentemente, o senador Flavio Arns, de fortíssimas ligações familiares com a Igreja Católica. Os ambientalistas, por sua vez, começam a se retirar a partir do desligamento da senadora Marina Silva do partido.Afinal, quem do grupo fundador ficará no PT? Os sindicalistas.

Por isso é que se diz que o PT está cada vez mais parecido com o velho PTB de antes de 64.

Controlado pelos pelegos, todos aboletados nos ministérios, nas diretorias e nos conselhos das estatais, sempre nas proximidades do presidente da República. Recebendo polpudos salários, mantendo relações delicadas com o empresariado. Cavando benefícios para os seus. Aliando-se ao coronelismo mais arcaico, o novo PT não vai desaparecer, porque está fortemente enraizado na administração pública dos estados e municípios.

Além do governo federal, naturalmente. *É o triunfo da pelegada!*

Comentários meus:

1- Este texto é atribuído a Lúcia Hippolito mas não sei se é dela . Mesmo que não seja, é muito elucidativo.

2-O velho PTB era composto de uma súcia de aproveitadores que usavam a ingenuidade política dos trabalhadores da época para fins escusos. O PT ampliou seu campo de ação. Usa a ingenuidade da maioria do povo brasileiro para os mesmo fins.

E agora seu Kassab? Como fica? Posso passar a lhe chamar de Kassabtaxa?

PNBE CONTRA O AUMENTO DA CARGA TRIBUTÁRIA

São Paulo, 19 de novembro de 2009 - O PNBE - PENSAMENTO NACIONAL DAS BASES EMPRESARIAIS se manifesta contra o aumento do IPTU na forma proposta pela Prefeitura, com fundamento na valorização dos imóveis de determinadas áreas da cidade.

Para Percival Maricato, 1º Coordenador da entidade e Mario Ernesto Humberg, 2º Coordenador, qualquer aumento de tributo, ante a já extorsiva carga paga pelos contribuintes aos entes públicos: prefeituras, estados e União, não pode ser considerada justa. O aumento previsto pela municipalidade paulistana chega a ser extorsivo, se for verdade o que dizem os jornais.

Há algum tempo atrás, a sociedade se organizou e derrubou as taxas impostas pela Câmara Municipal, na gestão Martha Suplicy. Recolhemos e entregamos 200 mil assinaturas na Cãmara Municipal. As taxas foram revogados e a Prefeitura continuou administrando a cidade. A mobilização social volta a ser relevante, para impedir esta nova tentativa de aumento da carga tributária.

Ninguém deve se iludir com um aumento insignificante de isenções para alguns contribuintes, nem deve acolher sem ponderações, argumentos como o de valorização de áreas por passar a ser servida por metrô, etc.

O uso do sistema tributário para distribuir renda e benefício, pode ser aceito, com critérios de justiça. O metrô e outros benefícios só são possíveis justamente em decorrência dessa mesma carga tributária existente. Eles são pagos pelos contribuintes e não pela prefeitura.

Se uma área é valorizada e outra não, sendo os impostos recolhidos com contribuições do conjunto da população, o justo é que se os imóveis valorizados irão pagar mais, um benefício equivalente deve ser transferido para os que não foram valorizados. Dessa forma, mantém-se o equilíbrio entre o que fica com os cidadãos, da riqueza social produzida e com o que fica com o erário público.

Por esses motivos, o PNBE pede se manifesta contrário ao aumento da carga tributária total imposta pela prefeitura e apela ao Sr Prefeito e srs Vereadores que ouçam a população, com atenção, antes de qualquer decisão.

O PNBE é uma entidade não-governamental, de âmbito nacional, formada por empresários de todos os ramos da atividade econômica e de todos os portes de empresa, que lutam pelo aprofundamento da democracia, pela ética, pelo desenvolvimento e pelo amplo exercício dos direitos da cidadania no Brasil. É a única entidade empresarial que congregam empresários e executivos enquanto pessoas físicas e não empresas, destacando-se por não ser uma organização corporativa e sim comprometida com o desenvolvimento da sociedade como um todo. Sua ação busca transformar o país que temos no país que queremos: socialmente justo, economicamente forte, ambientalmente sustentável, politicamente democrático e eticamente respeitável, como define seu Projeto Brasil 2022.

domingo, novembro 22, 2009

Ainda a repercussão sobre a censura

Olhem bem para esta foto. Este é o deputado que se diz a favor da liberdade de imprensa e da livre manifestação da expressão. Guardem bem sua cara. Ele responde a 95(!!!) processos na Justiça do Mato Grosso por improbidade e malversação de dinheiro público. Bateu o recorde de Maluf. E diz por aí que os blogueiros censurados querem denegrir sua imagem e sua honra.

domingo, novembro 15, 2009

A volta da censura aos blogs


Mais uma vez, um blog é censurado somente por divulgar notícias sobre malfeitos de parlamentares(até parece que negócios escusos de políticos são coisa rara no Brasil não é?).

O Estou de Olho está solidário com Adriana Vandoni. Leiam mais AQUI .

quarta-feira, novembro 11, 2009

O governo Lula será lembrado por ter provocado dois grandes apagões.

O primeiro foi o apagão moral com o mensalão, os gastos com cartões corporativos, as alianças com os corruptos de sempre.

E agora, o apagão de verdade. Que Lula poderá se vangloriar de ter sido muito melhor que o apagão do governo anterior pois não foi só nacional, mas internacional, durou muito mais e aconteceu numa época em que as represas estão cheias, num horário fora do pico de consumo. Neste caso não podemos acusar o governo de falta de planejamento. Foi sim, falta inquestionável de competência.

domingo, novembro 08, 2009

Eu também quero sabotar Lula-II (e outros assuntos)

Ontem, Lula ao discursar para os comunas do PC doB em SP, lá pelas tantas despirocou de novo e passou a agredir a seus críticos, especialmente FHC e Caetano Velloso. O primeiro por escrever artigo no Estadão, mostrando de forma clara o lado autoritário do presidente de plantão e sua tentativa de continuísmo no rumo da consolidação do projeto de poder populista e sindicalista, junto com seus companheiros.
O segundo, por dar entrevista no mesmo diário, comparando Marina Silva e o Apedeuta (há quanto tempo não uso esta palavra...) , chamando-o de analfabeto e grosseiro.É certo que Lula não é analfabeto, é somente iletrado. Iletrado por não ter estudado o suficiente embora tenha tido oportunidade mesmo que tardia e só saber das coisas "de ouvido" como também, por comer as letras nas palavras que profere. Mas Lula é grosseiro, sim. Haja vista a resposta que deu tempos atrás a um manifestante no Rio de Janeiro que declarou que não votou nele. "Não preciso do seu voto!" disse o Apedeuta ao cidadão, entre gargalhadas dos puxa-sacos à sua volta (o vídeo está aqui no YouTube). Mas Lula é mais que grosseiro. É malandro e dos mais sagazes. Porém toda malandragem tem seu ponto fraco e o ponto fraco de Lula é sua soberba, sua pretensa auto-afirmação, auto-confiança. Por não aceitar a crítica, acaba abrindo a guarda e se expondo. O caminho para melhor sabotar Lula é exatamente este. Criticá-lo sempre, mesmo que eventualmente venha em raras ocasiões a merecer elogios. Enfim, usar as mesmas armas que ele e seus companheiros usaram durante duas décadas contra seus adversários.

......................................................

Mudando de pato para ganso, a idade vai aumentando e às vezes a saudade de tempos melhores me dói. Sobre isso, leiam clicando no link um bom artigo de Orlando Sabka no blog da Adriana Vandoni. "Tudo mudou"

.......................................................

Estudante é expulsa pelos Talibans da UNIBAN por usar mini-saia

.






sábado, outubro 31, 2009

Eu também tento sabotar o PT.Tenho um aliado.



VEJA 2 - Diogo Mainardi: Manual da Sabotagem

sábado, 31 de outubro de 2009 | 5:25

Eu tento sabotar o PT. Como é que se sabota o PT? Atualmente, só há um jeito: unindo José Serra e Aécio Neves, em 2010.

Sem Aécio Neves, José Serra perde. Sem José Serra, Aécio Neves perde. Eles sabem disso. O PT sabe disso. Aécio Neves pode até ser o melhor candidato presidencial. Mas o PSDB acabará apoiando a candidatura de José Serra, porque ele lidera - e lidera folgadamente - em todas as pesquisas eleitorais.

Com o único propósito de sabotar o PT - e de sabotar Lula, Dilma Rousseff, Franklin Martins -, amolei um monte de gente para tentar descobrir se José Serra e Aécio Neves realmente podem se tornar companheiros de chapa em 2010. O primeiro como candidato a presidente e o segundo como candidato a vice-presidente. Publicamente, eles negam essa possibilidade. José Serra diz que a disputa presidencial ainda está longe. E Aécio Neves responde que, se o PSDB escolher José Serra, ele pretende se candidatar ao Senado.

Mas a probabilidade de um acordo entre os dois é muito maior do que parece. Na última semana, o marqueteiro de José Serra e o marqueteiro de Aécio Neves se reuniram e trataram abertamente do assunto. Eu só soube disso - repito - porque amolei um monte de gente. O marqueteiro de José Serra fez um cálculo simples: para eleger seu candidato ao Palácio do Planalto, ele tem de ganhar em Minas Gerais. Se Aécio Neves se candidatar a vice-presidente, José Serra ganhará disparado. Se, por outro lado, Aécio Neves concorrer ao Senado, desinteressando-se da campanha presidencial, ganhará em Minas Gerais o candidato apoiado por Lula.

Aécio Neves tem de fazer um cálculo um tantinho mais complicado. O Senado oferece-lhe um caminho perfeitamente seguro. Mas, se José Serra acabar perdendo de Dilma Rousseff, ele poderá ser responsabilizado pela derrota. Para alguém como Aécio Neves, cujo maior atributo político é ser um aglutinador, nada pior do que rachar o próprio partido. Se Aécio Neves tomar o caminho oposto e aceitar ser companheiro de chapa de José Serra, sabotando os planos do PT, ele só terá a ganhar. Em primeiro lugar, porque isso garantirá o triunfo eleitoral de José Serra. Ele será o Lula do PSDB. Em segundo lugar, porque ele poderá ocupar, além do Palácio do Jaburu, um grande ministério da área social, cacifando sua candidatura presidencial em 2014, contra Lula, ou em 2018, contra o que restar do PT, se é que ainda restará algo.

Pronto: sabotei o PT. Agora só falta o PSDB sabotar o PSDB.

sábado, outubro 24, 2009

Será Lula o Anticristo?

Ouçam aqui a sempre sensata Dora Kramer. Ela resume muito bem mais uma crise de diarréia mental de Lula em sua entrevista ao jornal Folha de São Paulo. Desta vez, debochando dos fatos bíblicos e fazendo pouco dos cristãos.

Estamos assistindo Lula "Anticristo" da Silva tentando desesperadamente convencer o povo que em 2010 deve aclamar a Santíssima Trindade do Planalto. Ele como o Pai dos brasileiros acima de tudo e de todos, onipresente, onipotente e onisciente. Dilma "Maria Madalena" Roussef como a Filha e o PT como o Espírito Santo dos brasileiros.

Sinal do Apocalipse?

domingo, outubro 04, 2009

Yes, we créu,nóis tudo?

A cidade do Rio de Janeiro foi eleita sede das Olimpíadas em 2016. Bola dentro do marketing oficial que com o discurso decorado de Lula comoveu os corações e mentes dos membros do COI. Aliás, este marketing tem sido vencedor desde 2002.

Mas é muito importante ressaltar, é puro marketing. Pura venda de ilusões. A propaganda é a arte de bem vender produtos exaltando as virtudes e relevando os defeitos. Na propaganda vale tudo para vender, até mentir ou contar meias-verdades.

Assim foi na sexta-feira em Copenhague. O vídeo muito bem produzido de Fernando Meirelles mostra um Rio que não existe na realidade. Mostra um Brasil unido o que é pura mentira, pois o próprio Lula não se cansa de incentivar a desunião em forma de discursos onde boa parte da população que não o aprova é taxada de elite. Lula decorou e fez um discurso aparentemente impecável, equilibrado, emocional. Foi um sucesso. Mas logo depois, voltou ao seu normal medíocre, ao declarar à imprensa nacional que a "vitória" é uma resposta àqueles que sempre o criticaram por ser um pobre nordestino que não teria condições de bem governar o país, muito menos de trazer a Copa do mundo e as Olimpíadas para cá.

Este (des)governo incentiva a luta de classes, prega o separatismo em forma de cotas raciais, joga o remediado Sul-Sudeste contra o pobre Norte-Nordeste, protege movimentos ilegais como o MST que não querem uma reforma agrária justa mas sim, a implantação de um socialismo ultrapassado e retrógrado no nosso país. Aproveita um bom momento econômico, resultado de administrações responsáveis anteriores que semearam a estabilidade política e econômica e sequer dá o crédito, por pura soberba - um dos piores pecados capitais. Ao contrário, se apropria covardemente das boas ações passadas em seu próprio proveito e de seus áulicos para auferir ganhos políticos mesquinhos.

Serão 30 bilhões de reais a serem gastos de hoje até 2016. Some-se a isto, mais uns 20 bilhões para a Copa de 2014.

Baseado no passado recente dos Jogos Pan-Americanos onde cada real previsto virou 3 na prática, a perspectiva é que essas aventuras custem 150 bilhões de reais ou seja, 8% do PIB brasileiro de hoje. 70% destes recursos virão dos cofres públicos. E a corrupção deve garfar uns 10% dessa grana. Tudo pago por quem? Por nós, povo brasileiro!

Traduzindo: 10 bilhões(ou mais) irão para o bolso de políticos e empresários corruptos, para o caixa de campanha dos partidos da base governista em forma de Caixa 2 (agora institucionalizada pela nova Lei Eleitoral), para o crime organizado que cobrará pedágio para não atrapalhar os eventos.

Não que eu seja contra a Copa ou as Olimpíadas no Brasil. Fico feliz de, como brasileiro, poder ver nosso país abrigar as duas maiores competições esportivas do planeta. O esporte é uma das melhores formas de união entre povos e nações por representar a competitividade e o esforço conjunto das pessoas para atingir um ideal. Desde que seja organizado de forma limpa e assim praticado.

Porém, embora acredite que as competições em si serão um sucesso esportivo pois são reguladas por entidades sérias, não acredito que os bastidores serão um modelo de lisura. Ao contrário. Baseado no passado recente de desonestidade e de mentiras dos atuais governantes e das agremiações políticas que os sustentam, tais eventos serão um caldo perfeito para a ocorrência de muito mais maracutaias que assistimos desde que a petralhada tomou conta do poder.

E o Rio de Janeiro infelizmente, continuará sendo o que é hoje. Lindo por fora, graças à natureza e podre por dentro graças aos sucessivos governos populistas dos péssimos seres humanos que assim o transformaram.

O sofrido povo carioca continuará sofrido. É uma pena que daqui até 2016, viverá de ilusões. E nóis, créu! Não só os cariocas, mas todo povo brasileiro.

terça-feira, setembro 22, 2009

Nós e você. Já são dois gritando

Nós e você. Já são dois gritando. O Globo. Muito além do papel de um jornal.


Shared via AddThis

O jornal O Globo lança esta campanha cujo link está acima. Considerei uma ótima iniciativa pois permitirá debates sobre os (muitos) problemas que assolam o país, apesar de alguns espalharem por aí que tudo está bem, tudo é ótimo, que somos os melhores, etc e tal. Escolhi o tema corrupção. Cliquem no link e façam sua adesão.

terça-feira, setembro 15, 2009

Curtas e grossas n.56(sem revisão)

1- O (des)governo de plantão tenta passar no Congresso a nova edição da CPMF com novo nome: CSS. Depois que a gente soube que o Ministério da Saúde gastou um montão de dinheiro nosso com publicidade, e segundo as notícias, o atendimento à saúde do brasileiro vai de mal a pior, dá raiva ver estes imbecis tentarem arrecadar mais da classe média para financiar os seus desmandos.

2- O (des)governo de plantão segundo o seu aloprado Ministro da Fazenda vai taxar as cadernetas de poupança acima de 50 mil reais. De novo, uma tentativa de arrochar ainda mais a classe média via impostos e de quebra aumentar a arrecadação para gastar mais dinheiro público em inutilidades. E ainda tenho que ver um outro aloprado Ministro dizer que só serão taxadas 1% das cadernetas. Mentira! Aí tem também a pressão dos bancos para não perderem dinheiro e como este desgoverno tem rabo preso com os banqueiros, dá no que dá.

3- Sarney discursa e diz que a mídia é a inimiga das instituições. Ora Senador, não fosse a mídia não saberíamos das maracutaias suas e de sua família e dos seus amigos. Não saberíamos do império nepotista que o senhor montou ao longo dos anos no Congresso Nacional e nos Ministérios. A liberdade de imprensa é a causa pela qual devemos lutar pois sem ela, estamos ferrados frente a esta confraria política composta de comunas ideologicamente ultrapassados, populistas de ocasião e coronéis nordestinos todos eles loucos para implantarem no país suas personalidades ditatoriais em causa própria.

Agora, cá entre nós, o que é a mídia que tanto os petralhas adoram bater? Para mim existe a imprensa, falada, escrita e televisada. Os esquerdóides metem tudo no mesmo bolo e chamam de mídia para confundir o grande público. E a Internet onde fica? É mídia também?

4- Por falar em Internet, o imbecil-mor das oposições, o senador tucano envolvido até o pescoço no mensalão mineiro, é o responsável pela Lei que exigirá o fim do anonimato na Internet na campanha eleitoral em 2010. Aqui, não, senador! Quem defendeu o anonimato nas contribuições pecuniárias de campanha (leia-se Caixa 2) não merece minha consideração. Pediu direito de resposta, levará pé na bunda que nem os petralhas que por aqui aparecem.

Senador Azeredo, por sua causa, a oposição (covarde), para lhe defender, abaixou as calças no caso do mensalão de Lula et caterva e hoje amargamos esta porcaria de desgoverno que temos.

Um desgoverno que empenha o futuro do país para tentar ganhar as eleições de 2010, custe o que custar, "duela a quem duela" como disse um dia o atual grande amigo e aliado de Lula, o farsante Collor.

E ainda temos que aguentar a Dilma confundindo Roraima com Rondônia...

terça-feira, setembro 08, 2009

Denúncia! Olha a censura aí de novo gente!

DENÚNCIA!!!

BLOG DA PETROBRAS CENSURA BLOGS LIVRES...

A EMPRESA PETROBRAS, AQUELA QUE SE DIZ “DE TODOS OS BRASILEIROS” ACABOU DE CENSURAR MEU BLOG. ISSO MESMO: EM PLENO 2009, ESTAMOS VIVENDO SOB CENSURA! PRESSIONARAM O WORDPRESS E QUEREM QUE EU MUDE MINHA URL (MEU ENDEREÇO DO BLOG) E RETIRE TODA E QUALQUER MENÇÃO AO NOME PETROBRAS DO CONTEÚDO.

ESTOU ME SENTINDO COMO QUE VIVENDO EM UMA DITADURA: MEUS TEXTOS SENDO DELETADOS, PROIBIDOS, JOGADOS NO LIXO. MAS PODEM FICAR TRANQUILOS QUE DAQUI 20 ANOS, MESMO QUE ESTEJA PASSANDO FOME, NÃO VOU PEDIR BOLSA-DITADURA PARA O GOVERNO COMO INDENIZAÇÃO AO QUE HOJE TIRARAM DE MIM. PETROBRAS, GOVERNO DO PT, ESSA GENTE TODA NÃO TOLERA O CONTRADITÓRIO.

NÃO SUPORTAM UMA CHARGE, UMA CRITICA, ENFIM, A LIBERDADE DE EXPRESSÃO! QUEREM TER CONTROLE SOBRE TODOS E TUDO, INCLUSIVE SOBRE DADOS CONFIDENCIAIS DE CADA CIDADÃO DOS QUAIS ELES TEM ACESSO.

É BEM A CARA DO PT. LEMBREI AGORA DE UM AMIGO DA FACULDADE QUE POSTA VÍDEOS-CHARGES DE POLÍTICOS NO YOUTUBE E ME CONTOU, ANO PASSADO, TER SIDO CENSURADO PELO SITE. DE TODOS OS VÍDEOS QUE ELE POSTOU, SOMENTE OS QUE SE REFERIAM A MARTA SUPLICY FORAM DELETADOS. O YOUTUBE DEVE TER RECEBIDO UMA TONELADA DE CARTAS DE ADVOGADOS DE DONA MARTA ENCHENDO O SACO PARA TOMAR ESSA ATITUDE, SÓ PODE.

SE ALGUÉM TEM CONTATOS DENTRO DO GOOGLE, PERGUNTEM TAMBÉM PORQUE IMAGENS DO BANCO DE BUSCA DO “GOOGLE IMAGES” QUE CRITICAM A PETROBRAS DESAPARECEM MISTERIOSAMENTE. DIGO ISSO POIS VÁRIAS IMAGENS DESSE BLOG DESAPARECERAM DAS BUSCAS DO GOOGLE. COMO EXISTE A FERRAMENTA DE “EMBANDEIRAR” IMAGENS, OU SEJA, AVISAR QUE O CONTEÚDO É “OFENSIVO”, TUDO INDICA QUE EXISTEM EMPREGADOS DO SR GABRIELLI RASTREANDO SISTEMATICAMENTE A WEB PARA LIMPAR O NOME DO PATRÃO.

TUDO "M U I T O D E M O C R Á T I CO" POR PARTE DESSA GENTE. ESPALHEM POR AI, PELOS BLOGS, POR TODAS AS COMUNIDADES SOCIAIS:

A PETROBRAS ESTÁ CENSURANDO A INTERNET. NA PROPAGANDA, ELA É O MÁXIMO PARA O BRASIL, NOS PORÕES E NA SURDINA ELA PERSEGUE BLOGS E QUEM MAIS SE COLOCAR CONTRA. O BRASIL ESTÁ INDO LADEIRA ABAIXO EM TERMOS DE LIBERDADE E DE INSTITUIÇÕES, UMA PENA POUCA GENTE AINDA TER SE DADO CONTA DISSO.

ABRAÇOS A TODOS. ANDRÉ

http://petrobrasdadosefatos.wordpress.com/

segunda-feira, agosto 31, 2009

Porque Marina Silva saiu do PT?

Pelos mesmos motivos de Fernando Gabeira, Paulo de Tarso Venceslau, Francisco Weffort, Cristovam Buarque, Heloísa Helena, Plínio de Arruda Sampaio, Luiza Erundina, Chico Alencar, Flávio Arns, entre tantos outros. O PT hoje é sinônimo de falta de ética, de falsidade ideológica, de ausência de honestidade de propósitos, de excesso de mentiras, trambiques e contradições.

O PT é o partido das bravatas, das apropriações indébitas de idéias de terceiros proporcionadas por um grupelho de espertalhões que comanda o partido, liderados por um cidadão sem escrúpulos, cuja principal ideologia é deter o poder a qualquer custo, mesmo que tenha que aliar-se aos corruptos e passar por cima até dos próprios companheiros, se necessário.

Marina Silva se encheu disso tudo. Um exemplo está no vídeo abaixo.


sexta-feira, agosto 21, 2009

O dia do Fico de Mercadante

"Se é para o bem de todos os corruptos e felicidade geral de Lula, Sarney e seus comparsas, estou pronto e de calças abaixadas! Digam ao povo imbecil que votou em mim (eu hein, Rosa?eu nãoooo!) que fico".

Aloísio Mercadante - 21/08/2009

domingo, agosto 16, 2009

Alvíssaras!

Esta semana que passou, tivemos notícias realmente alvissareiras.

A mais importante é a intenção e a muito provável determinação da Senadora Marina Silva do PT de se mudar de mala e cuia para o PV. E de lá, candidatar-se ao cargo máximo da nação em 2010.


Marina Silva é mais uma petista de carteirinha que está decepcionada com os rumos que seu partido tomou. A exemplo de Heloísa Helena, Cristóvam Buarque, Fernando Gabeira e tantos outros ex-petistas sérios e históricos que se decepcionaram com o rumo pouco virtuoso que este partido tomou desde sua ascensão ao poder em 2002, tendo como vetor principal o maior engôdo populista que foi o personagem Lula da Silva, Marina quer mudar.

O que o PT trouxe de bom para o Brasil, além da continuidade do programa econômico do governo anterior? Mais nada.

Coisas ruins? Um montão!

Um conjunto de escândalos como os mensalões da vida, os aloprados, a grana do caixa 2 nas cuecas, as licitações fajutas do PAC, a incompetência histórica e mais recentemente, o apoio irrestrito ao que há de pior na política brasileira. O PMDB dos coronéis e cangaceiros.

O engôdo Lula da Silva foi tão eficiente que até os enganadores anteriores como Sarney e Collor curvaram-se à genialidade do projeto de poder lulo-petista, a ponto de hoje serem aliados em prol das maracutaias que houveram e haverão de acontecer, com o povo brasileiro (como sempre) pagando a conta das sujeiras.

Mas o mundo dá voltas.

Marina Silva, é muito mais Silva do que o Lula da Silva pois saída das camadas mais humildes da sociedade como ele, chegou onde está. Muito mais que Lula: esforçou-se e estudou. Formou-se legitimamente numa faculdade.

Ao contrário de Lula que é vagabundo profissional e de sua "companheira" Dilma que mentiu sobre seu curriculum para se valorizar, Marina não precisa disso. A competência de Marina Silva é real e não virtual. Não sai por aí dizendo que estudar é ruim. Pelo contrário, valoriza a educação e não fala palavrões a torto e direito, para se impor. Não é arrogante. É a força tranquila que vem da honestidade de propósitos, do bom caráter.


Gosto dela, mas fora do PT.

**********************************

Aos idiotas e imbecis que vêm aqui para me espinafrar:

Vocês não têm argumentos para rebater a verdade do que escrevo. Então criticam meu português, as minhas construções de frases. Não debatem. Atacam. Então, vão chupar uma meia bem fedorenta, ok? Não publicarei as suas idiotices, mesmo. Este é meu espaço. Vão rodar suas bahianas nos blogs petistas. Aqui, não, violão!

domingo, agosto 09, 2009

A república dos coronéis e cangaceiros

O Congresso brasileiro hoje está sendo manobrado à distância por um apedeuta através de representantes dos dois mais inexpressivos estados da União. Maranhão e Alagoas.

Estados inexpressivos não pelo seu povo, pela sua história, mas pelos seus políticos mais retrógrados, que levaram durante anos estas terras tão lindas e promissoras a uma situação de completo feudalismo onde a pobreza impera, a desigualdade é levada ao extremo. Maranhão e Alagoas são hoje dois dos estados mais atrasados do Brasil.

Graças a Sarney, Collor e Renan. O trio que melhor representa o vampirismo político brasileiro. O trio que pior representa a política brasileira.

Soberbos, vingativos, violentos, verdadeiros reis do cangaço moderno. Sanguessugas de seu povo e de todos os brasileiros.

Assistimos esta semana que passou, cenas no Senado que poderiam fazer parte de um filme classe "C" , tal a baixaria.

Vimos Collor mandar o Senador Simon engulir suas palavras, dobrá-las e usá-las como bem lhe aprouvesse.

Vimos Renan chamar o seu colega senador de "coronel de merda".

Vimos Sarney do alto de seu posto, na cadeira azul da presidência impassível, calando e consentindo na baixaria porque os seus asseclas da tropa de choque estavam defendendo a sua indefensável posição de presidente do Senado em nome da sua biografia e da governabilidade do governo Lula.

Lula por sua vez, com a grosseria e imbecilidade que lhe é peculiar, apoiou nos bastidores a baixaria, calando-se em público para não macular a sua falsa popularidade e evitar passar ao povão a realidade de sua triste figura, de aproveitador, enganador da ignorância alheia.

O que faltou?

Faltou Collor reeditar o episódio triste de seu pai, sacando um revólver para matar o senador Simon? O Senador Simon confessou ter ficado temeroso.

Faltou Renan colocar seus jagunços no plenário e abater o Senador Jereissatti em nome da defesa de sua honra?

Não fosse a mídia presente, podem crer que eles teriam feito isso. São tão bandidos, tão crápulas, que seriam capazes de assim agir se pudessem.

O que faltou mesmo foi vergonha na cara destas tristes figuras da política brasileira e de seus comparsas.

Falando em comparsas, não consigo engolir um senhor senil como Paulo Duque nesta idade ser tão subserviente ao que há de pior na política brasileira. O povo fluminense aceita isso? Ou então engolir o outro senhor de longas melenas sebentas que declara seguir a ética que a maioria lhe mandar seguir. O povo de Minas Gerais aceita isso? E os dois nem foram eleitos pelo voto do povo que falsamente dizem representar.

É igualmente deplorável
a omissão da bancada petista liderada pelo covarde Aloísio Mercadante e pela falsa "pit-bull" Ideli Salvatti diante desta sujeira toda. Afinal eles se elegeram prometendo trabalhar pela ética e honestidade no Congresso. Mas não. Abaixaram a calça e calçola para o seu líder de fancaria que se sente como um ditadorzinho em cima da sua popularidade mas que não passa de um ídolo com pés de barro. Barro saído de uma lagoa de esgoto fétido localizada infelizmente dentro do palácio do Planalto.

sábado, agosto 01, 2009

Da imbecilidade à censura (o que dá no mesmo)

Esta semana destaco dois fatos relevantes:

- A mais nova patacoada de Lula ao pechar aqueles que criticam o programa Bolsa-Esmola de imbecis e ignorantes.

Todos sabem que Lula, o soberbo, é avesso a críticas. Ele se acha acima de todos os brasileiros e essa postura é uma de suas muitas fraquezas. Um governante que tem a pachorra de chamar em público concidadãos seus que não concordam com ele de imbecis e ignorantes, não passa ele mesmo de um grande imbecil e ignorante.



- A decisão do desembargador de Brasília, Dácio Vieira, de censurar previamente o jornal "O Estado de São Paulo" proibindo este órgão da imprensa que tem uma longa história de lutas contra arbitrariedades, de noticiar as maracutaias do clã Sarney.

Ora, eu já vivi quase 58 anos e vivenciei a luta do glorioso Estadão contra a censura dos anos 70, publicando poesias e receitas de bolo no lugar das matérias que retratavam o lado triste do regime militar. Sugiro aos editores do jornal que passem a publicar trechos do livro "Marimbondos de Fogo" de autoria do senador, como forma de protesto.

O desembargador em questão é ligado ao clã maranhense que hoje sabemos ser mais que um clã, uma verdadeira "famiglia mafiosa", que domina aquele paupérrimo estado nordestino e boa parte do Congresso brasileiro, usando o dinheiro público de todos nós brasileiros para seu próprio proveito. O Estadão denunciou e provou tanto que Sarney está mais sujo que pau de galinheiro não só entre a opinião pública como também entre seus pares. O único que o defendia era Lula, que como bom rato que é, abandonou o navio anteontem.

Vejam a foto abaixo num rega-bofe de casamento em Brasília, da filha do ex-diretor do senado Agaciel Maia (um cidadão que propiciou o mais escandaloso esquema de vantagens pessoais no Senado com o nosso dinheiro, protegido pelo senador Sarney).

A foto fala mais que minhas palavras e vale dizer:

"Sr. Desembargador, dize-me com quem andas e dir-te-ei quem és"


quinta-feira, julho 16, 2009

A galinha vermelha e o socialismo



Esta história ficou mais conhecida quando foi divulgada por Ronald Reagan, nos anos 70, que, quando era presidente dos Estados Unidos, reduziu a carga tributária e conseguiu aumentar a arrecadação.

Uma galinha vermelha achou alguns grãos de trigo e disse a seus vizinhos:
- Se plantarmos trigo, teremos pão para comer. Alguém quer me ajudar a plantá-lo?
- Eu não. Disse a vaca.
- Nem eu. Emendou o pato.
- Eu também não. Falou o porco.
- Eu muito menos. Completou o ganso.
- Então eu mesma planto. Disse a galinha vermelha.
E assim o fez. O trigo cresceu alto e amadureceu em grãos dourados.
- Quem vai me ajudar a colher o trigo? - quis saber a galinha.
- Eu não. Disse o pato.
- Não faz parte de minhas funções. Disse o porco.
- Não depois de tantos anos de serviço. Exclamou a vaca.
- Eu me arriscaria a perder o seguro-desemprego. Disse o ganso.
- Então eu mesma colho. Falou a galinha, e colheu o trigo ela mesma.
Finalmente, chegou a hora de preparar o pão.
- Quem vai me ajudar a assar o pão? Indagou a galinha vermelha…
- Só se me pagarem hora extra. Falou a vaca.
- Eu não posso por em risco meu auxílio-doença. Emendou o pato.
- Eu fugi da escola e nunca aprendi a fazer pão. Disse o porco.
- Caso só eu ajude, é discriminação. Resmungou o ganso.
- Então eu mesma faço. Exclamou a pequena galinha vermelha.
Ela assou cinco pães, e pôs todos numa cesta para que os vizinhos pudessem ver. De repente, todo mundo queria pão, e exigiu um pedaço. Mas a galinha simplesmente disse:
- Não, eu vou comer os cinco pães sozinha.
- Lucros excessivos!. Gritou a vaca.
- Sanguessuga capitalista! . Exclamou o pato.
- Eu exijo direitos iguais!. Bradou o ganso.
O porco, esse só grunhiu.
Eles pintaram faixas e cartazes dizendo ‘Injustiça’ e marcharam em protesto contra a galinha, gritando obscenidades. Quando um burrocrata do governo chegou, disse à galinhazinha vermelha:
- Você não pode ser assim egoísta…..
- Mas eu ganhei esse pão com meu próprio suor. Defendeu-se a galinha.
- Exatamente. Disse o burrocrata. Essa é a beleza da livre empresa. Qualquer um aqui na fazenda pode ganhar o quanto quiser, mas sob nossas modernas regulamentações governamentais, os trabalhadores mais produtivos têm que dividir o produto de seu trabalho com os que não fazem nada.
E todos viveram felizes para sempre, inclusive a pequena galinha vermelha, que sorriu e cacarejou:
- Eu estou grata, eu estou grata. Esse é o governo do social.
Mas os vizinhos sempre perguntavam por que a galinha, desde então, nunca mais fez coisa nenhuma… Nem mesmo um pão.

Esta fábula deveria ser distribuída e estudada em todas as escolas brasileiras. Quem sabe, assim, em uma ou duas gerações, sua mensagem central pudesse tomar o lugar de toda essa papagaiada, que insiste em assombrar nosso país e condená-lo à eterna miséria. Qualquer semelhança desses bichos com alguns abaixo é mera coincidência: “Sem-Terra”, “Sem-Teto”, “Quilombola”, “Com Bolsa-Escola Sem Escola”, “Puxa-sacos”, “Com indenização de Perseguido Político”, “Sem Vergonha”, “Assessores”, Corruptos,Governantes populistas etc.

terça-feira, julho 07, 2009

Aqueles que dizem que são sem nunca terem sido

Ontem foi dia do funeral-show de Michael Jackson. Poderia dedicar este post a isto como a mídia do mundo todo o fez. Mas não.

Lula foi a Paris em mais uma de suas intermináveis tournées pela Lula-Tour com direito a serenata de violinista famoso e tudo. De lá soltou mais uma de suas intragáveis bazófias afirmando que não há crise no Senado, somente divergências. Poderia estender este post a isto mas também não.

O meu post de hoje é dedicado àqueles que fazem parte do grupo dos mentirosos no poder e têm a cara de pau de tentarem se passar por aquilo que não são.

Me refiro a D. Dilma, a candidata a presidenta do Brasil e ao chanceler Amorim que foram pegos na mentira graças à mídia que tanto detestam e que têm razões para detestar pois o jornalismo sério denuncia aqueles que tentam enganar o povo como eles tentaram.

D. Dilma mandou botar no seu curriculum oficial da Internet que é mestra e doutora numa tentativa, sei lá, de melhorar sua folha corrida.

O Ministro Celso Amorim, que tanto bater bumbo alardeando os grandes feitos da diplomacia lulo-petista poderia ser alcunhado de Tamborim fez o mesmo. Botou no seu curriculum o título de doutor.

Dois grandes mentirosos. D. Dilma nem é mestra, nem doutora. Tamborim também não é doutor de porcaria nenhuma. Descobrimos isto graças à revista Piauí e ao jornal "O Estado de São Paulo". Alguém desavisado ou mal-intencionado poderia me dizer: "Ah.. foi um mero ato falho, engano, eles não sabiam que alguém responsável por divulgar a folha corrida dos dois errou."

E lá vem de novo o "Eu não sabia!" que fez escola neste governo.

Não foi isso não. É claro que sabiam e intencionalmente tentaram se passar aos olhos do público como pessoas estudiosas, cultas, verdadeiros doutores naquilo que fazem. Ela em economia, ele nas relações internacionais.

O senador Mercadante também foi pego na mesma mentira tempos atrás.

Eu sempre afirmei aqui que o petismo não tem quadros competentes para preencher cargos importantes no governo seja de uma cidade, seja de um estado e principalmente de um país. A maioria dos petistas nem pra síndico servem.

A mentira tem pernas curtas já dizia meu velho e sábio avô. Pode-se enganar alguns por algum tempo mas não todos por todo o tempo. Quem viver, verá.

terça-feira, junho 30, 2009

Ver petista metido a sério defender corrupto não tem preço

Lula está preocupado em blindar Sarney. Está segundo dizem, empenhado em fazer com que seus "cumpanhero" senadores defendam o hoje indefensável velho Senador.Eu escrevi isto anteontem.

A bancada petista estava determinada a pedir o afastamento do velho Senador em nome da moralidade do Senado. Mas um telefonema do "Noço Ghia" barrou as pretensões dos "cumpanhero" que acabaram apoiando Sarney. "Abaixaram as calças" como se diz no popular.

E ver petistas que sempre defenderam a ética e honestidade na política abaixando as calças e levantando a bunda pra cima para o comandante supremo da corrupção não tem preço.

Petistas e petralhas! Desafio vocês aqui no meu blog a postarem comentários defendendo a idoneidade de Sarney! Vamos lá, cambada! Defendam a corrupção! Defendam as mentiras! Defendam a desonestidade!

Quero ver vocês terem a cara de pau de defender a ladroeira!

Aguardo comentários.

Atualização de 03/07/2009:

O discurso de Mercadante ontem na tribuna do Senado me perdoem o trocadilho, foi Mercadantesco.

Em nome da governabilidade, de repente os petistas descobrem que Sarney e o PMDB prostituto, nepotista,corrupto, por ele comandado onde se incluem figuras tenebrosas como Renan, Jader, Wellington Salgado, aquele senadorzinho de Sergipe (Almeida Lima?) , Michel Temer entre tantos outros políticos que se deixarem vendem a mãe para conquistar uma boquinha no poder é impoluto e portanto merecedor do apoio do PT, ex-defensor da ética e da honestidade.

Há alguns anos aqui neste blog eu disse que a petezada iria ficar refém dessa gente.
Agora a máscara cai de vez. Lula é refém da corrupção da mentira e da desonestidade. Pior. É cúmplice. ele e a petezada e a petralhada toda.


Estamos sendo governados por uma verdadeira quadrilha.

Nós brasileiros de bem merecemos isto?

domingo, junho 28, 2009

VASO RUIM NÃO QUEBRA

Esta semana morreu Michael Jackson. Não interessa a causa e sim o fato.

Michael Jackson tinha 50 anos. Morreu, quando se preparava para voltar à ativa e quem sabe, ao topo depois de uma grande baixa em sua vida. Dois de seus ídolos que o influenciaram na sua trajetória, morreram mais jovens ainda, como John Lennon aos 40 anos e Elvis Presley aos 42.

É certo que Lennon não morreu de morte natural e talvez, caso não tivesse sido assassinado por um demente, quem sabe estaria ainda entre nós nos encantando com seu talento e genialidade.

Por que muitos gênios da música acabam morrendo cedo?

Elis Regina morreu aos 37 anos de idade, Noel Rosa aos 27 anos. Cazuza aos 32 anos.Freddie Mercury aos 45 anos.

Jimmy Hendrix (28), Janis Joplin(27), Jim Morrison(28) e tantos outros gênios da música e do entretenimento, nos deixaram precocemente.

Alguém poderá me dizer que isso se deve ao estilo desregrado da vida particular deles. Pode até ser, mas é injusto saírem da vida tão cedo, num mundo que precisa cada vez mais de pessoas do bem.

Uma coisa é certa. Todos eles na sua curta passagem por estas plagas terrenas só trouxeram coisas boas. Com seus talentos, fizeram milhões de pessoas felizes.

Quando eu observo pessoas que fizeram ou ainda fazem muito mal aos seus semelhantes como por exemplo Stalin (morreu com 76 anos), Mao Tse-Tung(morreu com 83 anos), Pinochet (morreu com 86 anos) , Fidel "carniceiro" Castro(ainda vivo com 83 anos), os aiatolás fundamentalistas do Irã que toleram matança de pessoas por protestarem pacificamente contra uma bandalheira eleitoral e tantos outros líderes políticos corruptos e malvados que grassam por aí inclusive no Brasil de hoje e que conseguem a longevidade para fazer o mal por mais tempo, mais me convenço da veracidade do ditado popular:


"VASO RUIM NÃO QUEBRA"

Fiquem com este clip. Michael Jackson FINALLY IS THERE, como promete nesta canção, ao lado dos bons e dos bem-aventurados.



sábado, junho 20, 2009

Voltando mais acelerado....(hehe)

Comentaristas partidários do Noço Ghia (a maioria anônimos, portanto com comentários não publicados) sempre meteram o pau em mim pela minha postura anti lulo-petismo nestes 4 anos de blogosfera.

Isto me fez refletir esta semana se eu não estaria sendo por demais rígido com a petralhada já que a popularidade do Apedeuta está nas alturas, a Dilma é linda e maravilhosa, o PAC é um sucesso, a crise continua sendo uma marolinha, o Mantega é um gênio da economia, o Brasil do lulo-petismo é lindo e maravilhoso apesar dos 40 milhões de excluídos que continuam excluídos apesar do Bolsa-Família, o PT é um partido sério e ético, salvo disposições em contrário, desde que provadas na Justiça.

Pensei então em dar um refresco e focar em outros assuntos políticos fora da petralhice.

Esta semana o assunto em pauta foi a descoberta da árvore "ginecológica" montada por Sarney et caterva dentro do Senado. Se alguém disse no passado que Sarney como Presidente iria tornar o Brasil um grande Maranhão, se enganou. Ele não conseguiu isso mas com certeza tornou o Senado Federal uma extensão de seu feudo maranhense. O colunista José Simão com sua verve espirituosa disse que Sarney montou uma empresa de transportes denominada "TRANS-PARENTE" , que se encarrega diligentemente de transportar os parentes e apaniguados do Senador de suas residências, na maioria a mais de 1000 km de Brasília(alguns até residentes na Europa e Estados Unidos) para trabalharem e fazerem jus a seus gordos salários pagos por nós cidadãos brasileiros idiotas e comuns.

Aí vem Lula e estraga tudo.Me forçou a voltar a meter o pau no lulo-petismo. O imbecil-mor declara para quem quiser ouvir que Sarney não é cidadão comum e não deve ser tratado como está sendo, pela imprensa e pelos seus inimigos políticos. Defende Sarney, hoje seu aliado, que antes de 2006 era chamado por ele de mentiroso. (Está aqui no YouTube para quem quiser ver).

Numa coisa concordo com Lula. Sarney não é cidadão comum. Ladrões, assassinos e estelionatários, por exemplo, não são cidadãos comuns tanto que se pegos, reza a Lei, devem ser presos e apartados da sociedade. Lula também não é cidadão comum. Deve ter sido,se é que foi, há mais de 30 anos. Pelo menos ele diz isso.

Tenho minhas dúvidas se Lula um dia foi um cidadão comum. Me parece pela sua trajetória que ele nasceu com o DNA da malandragem e da mentira como todo político brasileiro que se preze.

Aliás, todos políticos brasileiros são cidadãos incomuns. Político brasileiro que se preze tem que ter o DNA da malandragem e da mentira, senão não progride na profissão.

Lula é coerente. Como cidadão incomum, defende seus iguais mesmo que as evidências mostrem as maracutaias. Não poderia esperar nada diferente dele.

Ah...ao comentarista Frei Betho. A Petrobrás para mim deve continuar a ser empresa estatal com composição acionária mista Estado/Privado. A maioria das empresas petrolíferas do mundo, salvo as empresas americanas têm participação estatal. Acho isto salutar, num setor tão estratégico como o da energia. O problema, Frei Betho, é que a parte estatal da Petrobrás com o advento do sindicalismo lulo-petista, não foi privatizada. Pior, a parcela estatal dela virou uma privada.

Para finalizar: o PT agora tem um novo código de ética. Uai! O antigo não serve mais?

P. S.: Comentarista Frei Betho: veja minha resposta ao seu comentário desaforado na seçaõ de comentários. Depois disso, vou bloqueá-lo pois aqui não entra mal-educado.Vai chupar uma meia que é melhor.

terça-feira, junho 16, 2009

Voltando...devagarinho...mais uma vez

Há quase um mês que não postava. Também...

Nada mudou no noticiário político do "Brasil-País de Todos os políticos malandros" .

Falcatruas no Congresso, o governo tentando derrubar a CPI da Petrobrás (e quase conseguindo), Carlos Minc falando merda atrás de merda, embalado pela maconhinha (essa é de lei, não é ministro?), os verdadeiros golpistas agindo como sempre, usando a doença da D. Dilma como desculpa para criarem o regime perpétuo do partido único, os lulo-petistas zurrando como sempre na blogosfera e botando a culpa de tudo na imprensa livre, que eles chamam de PIG, esquecendo que eles são abstração da natureza. Porcos que metem a mão na lama fedorenta e zurram como asnos.

Mas vamos lá:

1-A Petrobrás criou um blog(um blog ???)

Meus 3 leitores: temos enfim alguém de peso na blogosfera. A Petrossauro. Criou um blog porque? O site oficial não basta? Eu tenho a certeza que os atuais administradores da Petrossauro criaram este blog para desqualificar acusações de desmandos na administração da maior empresa brasileira, acusações que devem ser verdadeiras, tenho a certeza.
Ao saber disso fui lá conferir e o que vi? Ataques virulentos à imprensa, comentários 100% elogiosos à administração lulo-sindical-petista da empresa e pasmem! Críticas e comentários contraditórios simplesmente bloqueados ao melhor estilo Pravda ou Granma.
E notem bem: é um blog escrito por nada menos que 1050 profissionais da comunicação treinados que nem cachorrinhos amestrados para só falarem bem da empresa que paga seus salários. Eita blog caro! Bem, este custo deve estar embutido no preço dos combustíveis que pagamos, os maiores do mundo. Mas felizmente já temos o anti-blog da Petrobrás (vejam aqui).

2- Carlos Minc comparece à passeata a favor dos maconheiros e depois de puxar todo fumo que tem direito, chama os produtores rurais de vigaristas.

Vigarista é ele que se deixarem dará licença ambiental a quem quiser para plantação da cannabis sativa em larga escala. Afinal desta forma o Brasil derrubará a concorrência do cocaleiro Evo Morales e se tornará o maior exportador de drogas do mundo. Afinal o Brasil já é o maior produtor de drogas do mundo, principalmente em Brasília. Basta visitarmos o Congresso que encontraremos todo tipo de droga vicejando no pasto de tapetes verde-amarelos-cor de anil.

3- Xô Sarney!

Criaram empregos no Senado para a parentada e aumentaram salários com base em mais de 500 decretos secretos. Eram tão secretos que o Sarney jura que não sabia, apesar de ter sido por nada menos que 3 vezes, presidente do Senado. Hoje fez discurso na tribuna batendo no peito e dizendo que é preciso respeitar seu curriculum de 50 anos como político respeitável.O que é isso companheiro? Todos sabemos de sua verdadeira trajetória política, graças à imprensa livre.

Neste 50 anos, Sarney passou de mero vereador a poderoso dono de um feudo que engloba nada menos que um estado inteiro da Federação, o Maranhão. Com direito a um quintal no Amapá.

Como chegou a isso?


Primeiro lambendo a bota dos poderosos militares do regime de exceção e depois no poder, deixando que lhe lambessem a bota em troca de fidelidade e cumplicidade.

Sarney foi o protagonista do maior estelionato eleitoral da história brasileira. O Plano Cruzado. Hoje manda no PMDB, para mim o maior cancro partidário que existe neste país. O PT perto do PMDB é pinto. Mas cuidado! Hoje a petralhada tem como aliado o melhor professor de maracutaia. E estão se esforçando para serem os alunos que suplantam o mestre. Se deixarmos, chegarão lá.

4- Por fim, Lula para variar soltou mais uma das suas bazófias. Desta vez, internacional.

Enquanto milhões de iranianos saíram às ruas para protestar contra uma mais que provável fraude nas eleições daquele país, o Noço Ghia disse que os protestos eram somente choro de torcedor derrotado. Briga de torcida entre Flamenguistas e Vascaínos

"Por que no te calas, imbecil?"

P.S.: Achei nos rascunhos do meu blog um post de fevereiro de 2008 que esqueci de publicar. Continua atual, apesar de terem se passado 14 meses. Leiam aqui

sábado, maio 23, 2009

Voltando (devagarinho...)

Enquanto estive ausente, não deixei minha antena abaixada. E estou cada vez mais estarrecido com os acontecimentos deste último mês. Listo abaixo e comento:

1- O de(FD)PUTAdo gaúcho que se lixou para a opinião pública;

- Eleitores gaúchos, um apêlo: nas próximas eleições, mandem ele para o lugar que merece: à PQP!

2- D. Dilma com câncer e o pessoal lulo-petista tentando tirar proveito publicitário/político da doença dela usando o sentimento do "lumpem" para vantagens políticas:

- Por razões humanitárias, me solidarizo com a cidadã Dilma Roussef pois passei pela apreensão de ter tido a doença no passado e vencido. Desejo sinceramente que ela se cure. Mas desejo fortemente que aqueles políticos que se aproveitam do fato para tirarem vantagem, que passem pelo mesmo problema para verem o que é bom para a tosse. Bando de sanguessugas!

3- CPI da Petrobrás:

A Petrobrás sempre foi uma caixa preta desde os tempos de sua fundação. Quando os sindicalistas parasitas do PT e seus asseclas tomaram a empresa de assalto, a caixa ficou mais preta ainda. Diria até, preta e fedida.

Será bom termos uma CPI onde com certeza ninguém sairá culpado mas muitas coisas virão à luz e a sociedade terá mais informações da podridão que ocorre dentro desta estatal. O simples fato da reação exagerada de Lula et caterva contra a instauração da CPI mostra que tem muita mutreta na Petrobrás e lixo debaixo do tapete. Afinal, quem não deve, não teme e não reclama.

4- Lula na China tentando fazer negócio da China com o chinês:

- Quem acabou fazendo o negócio da China, foi .... o chinês. Pega 10% da nossa produção de petróleo em troca de financiamento barato enquanto que nós vamos importar petróleo para compensar esta venda a preços de mercado.Tem gente ganhando nisso, podem crer e não é o povo brasileiro.

5- Lula na Turquia dizendo pros turcos que para os brasileiros, eles não passam de mascates árabes:

- Gente, gafes do Lula conhecemos e estamos de saco cheio delas, mas esta foi demais. Foi uma ofensa explícita a um povo amigo.


6- Bônus para os barnabés do PAC

- Quer dizer então que nós vamos dar compulsoriamente (digo nós porque sai do nosso bolso) um agrado oficial e adicional de 45 mil reais aos barnabés para que eles efetivamente exerçam a função para a qual foram contratados?

Quer dizer então que o salário deles é só para eles irem de casa para a repartição e de lá para casa sem fazer mais nada?

Quer dizer então que este (des)governo finalmente reconhece que os nossos funcionários públicos devidamente aparelhados por um bando de sindicalistas - sinônimo de parasitas profissionais da sociedade- não passam de um bando de vagabundos remunerados por quem efetivamente produz e trabalha (nós) e que se constitui na esmagadora maioria dos trabalhadores brasileiros?

Isso se chama oficializar a propina. Onde chegamos!!!!

O partido que combatia a corrupção, tenta oficializá-la. Pior, estatizá-la.

7- Finalmente. Cristóvam Buarque depois de tirar a sua assinatura da CPI da Petrobrás vem a público criticar quem tem vergonha dos políticos brasileiros(LEIA AQUI):

- Ora, ora, senhor Senador. Eu depois de sua atitude covarde e de ler seu artigo, fiquei é com vergonha do senhor. Mais um político que caminha rapidamente para a vala comum dos maus políticos. Caiu a máscara do Cristóvam!

quinta-feira, maio 14, 2009

domingo, abril 12, 2009

Brasil - País de Todos - Parte 1

Lula é o homem! Disse Obama. Não sei se como elogio ou como gozação. Lula na TV (onde aparece mais que propaganda de Casa Bahia) , diz que Obama na Bahia parece bahiano ou no Rio, parece carioca. Também não sei se foi elogio ou gozação. Com isso, no fundo, no fundo,Lula quer dizer que bahiano e carioca é tudo afro-descendente? Para mim, no fundo, no fundo, Lula é racista. O fato dele ficar enfatizando tanto as diferenças raciais na mídia mostra seu profundo preconceito. Só falta Lula dizer nas suas costumeiras diarréias mentais que Obama é um negro de alma branca. Vale a pena ler inclusive, o artigo de J.R.Guzzo na Veja desta semana sobre o assunto.

À parte este comentário inicial, que não queria deixar passar em branco (ops! será que esta afirmação é racista?) começo aqui uma série de comparações entre o Brasil-País de Todos do Lula e o Brasil -Real. Com fotos que mostram as realidades.
Começo pelo setor de transportes. Vejam os contrastes nas estradas brasileiras. As BR´s administradas pelo Governo Federal (Leia-se Ministério dos Transportes/DNIT x estradas administradas por gente competente). As fotos, algumas tiradas por mim e outras da mídia, valem mais que palavras-cliquem nas fotos para ampliar.



Brasil-um país de todos-Parte 1/II

Muito se criticou as privatizações das estradas brasileiras. Mas a realidade mostra um fato indiscutível. A qualidade e segurança aumentou exponencialmente. Só quem como eu utiliza a malha rodoviária brasileira com frequência sabe disso. Devo fazer semana que vem outra viagem longa utilizando em parte rodovias privatizadas e rodovias administradas pelo DNIT. Farei um registro fotográfico atualizado para mostrar aos meus 3 leitores a diferença entre as boas e as más administrações do dinheiro dos usuários. Por enquanto, fiquem com mais contrastes.










sábado, março 28, 2009

A diarréia mental de Lula piorou. Imosec nele!


COLIFORMES MENTAIS
por Maria Lucia Victor Barbosa
Dia 26 deste, durante entrevista coletiva que encerrou o encontro oficial de Lula da Silva com o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, o presidente brasileiro mais uma vez contaminou a platéia com seus coliformes mentais. Deitando falatório pelos cotovelos como se estivesse num daqueles comícios em que leva a mãe do PAC a tiracolo, ele sapecou diante da delegação inglesa a seguinte “preciosidade”, referindo-se à crise mundial: “É uma crise causada por comportamentos irracionais de gente branca de olhos azuis que antes da crise parecia que sabia tudo e agora demonstra não saber nada”.

Deixemos de condescendências. Não foi uma gafe, como se costuma dizer para atenuar os desastrados gracejos do presidente da República. Foi uma estupidez. Pior. Foi crime de racismo, coroado pela gabação xenófoba de que aquela gente branca, irracional, de olhos azuis são uns ignorantes que não sabem nada. Lula da Silva deve achar que só ele entende das coisas, como seu alter ego, Hugo Chávez, igualmente populista e chibante.

Questionado por um repórter britânico se sua declaração tinha viés ideológico, o presidente titubeou, engasgou e se saiu como mais uma idiotice: disse não conhecer nenhum banqueiro negro ou índio.

Acontece que existem banqueiros negros, como Stan O’Neil, ex-presidente do Merryll Lynch, um dos bancos norte-americanos que teve que ser vendido por causa das perdas bilionárias com as hipotecas subprime. E o negro Frank Raines, ex-presidente da Fannie Mae, instituição financeira que ajudou a desencadear o colapso de Wall Street.

Mas Lula da Silva sabe que ao associar raça e classe, como se todos os brancos de olhos azuis fossem capitalistas exploradores de negros e índios, joga bonito para platéia brasileira e mesmo latino-americana. Afinal, não somos todos de esquerda nessas plagas? Se formos temos que levar adiante a luta de classes como fiéis seguidores de Karl Marx. Mas nem esse chegou a tanto, pois teorizou sobre burguesia e proletariado e não sobre brancos de olhos azuis e negros de olhos escuros.

Vai assim Lula da Silva como porta-voz das garbosas esquerdas brasileiras fomentando ódio e preconceito. Em nome do PT ele veio para desagregar e não para agregar a nação. Como um Chacrinha de auditório propositalmente confunde a mente dos incautos que enxergam nele o defensor dos pobres e oprimidos, quer dizer, dos índios e negros, vítimas dos brancos irracionais de olhos azuis.

Diante desse despautério a impressão que se tem é que o presidente da República quer se portar como um Hitler subdesenvolvido ás avessas. Ele não gosta de gente branca de olhos azuis, como se existisse pureza racial. E se quis referir aos países desenvolvidos, especialmente aos Estados Unidos, esqueceu que no Brasil existe gente branca de olhos azuis. São descendentes dos europeus que para aqui vindo deram uma substancial colaboração para o progresso que o país hoje desfruta.

Além do mais, alguém conte para o presidente que brancos de olhos azuis, aqui, na Europa ou nos Estados Unidos, não são intrinsecamente maus ou ignorantes e nem sempre são ricos. No Brasil muitos se casaram com negras, com índias, e seus descendentes compõem nossa sociedade multirracial. Como resultado dessa miscigenação não temos um tipo racial específico.

O bestialógico de Lula da Silva deve ter soado no mínimo inusitado aos ouvidos dos ingleses. Mas o presidente deu mais vexame. Segundo o Estado de S. Paulo (27/03/2009), ele “se expressou com pouca familiaridade sobre questões que estarão em debate no encontro de cúpula do G-20, em Londres, no próximo dia 2”.

Naturalmente, nesse encontro, o presidente da República defenderá os pobres e oprimidos e clamará contra o protecionismo daquela gente branca de olhos azuis. Curiosamente, matéria do jornal citado dá conta de que o Brasil dobrou barreiras em 2008. Yes, nós somos fortemente protecionistas e nossos principais alvos foram a China, a Europa e os Estados Unidos.

Outra incoerência que se observa em nossa política externa diz respeito à generosidade de um presidente que, se por um lado defende negros e índios, por outro permite que seu governo, do qual é o principal responsável, se recuse no Conselho de Direitos Humanos da ONU a aprovar resolução que condena duramente as “graves violações de direitos humanos na Coréia do Norte. As atrocidades cometidas na tirania comunista norte-coreana incluem a fome, a tortura e a perseguição política. Horrores que existem em Cuba, também vigorosamente apoiada por Lula da Silva e seu governo. O Itamaraty tampouco condena regimes acusados de violações graves como os do Sudão e do Congo. Mas endossa fortes críticas contra Israel.

Os coliformes mentais de Lula da Silva foram lançados para inglês ver, sendo que nesta enorme Sucupira em que vai se transformando o Brasil são tidos como lampejos de genialidade. Em todo caso, nossos brancos irracionais de olhos azuis que se cuidem. E se Lula cismar de mandá-los para aqueles chuveiros de onde não se volta?