Translator

segunda-feira, dezembro 31, 2007

FELIZ ANO NOVO!

MUITA PAZ, SAÚDE, TRABALHO, AMOR, FELICIDADE, DIGNIDADE.

E PAU NOS PETRALHAS! ELES MERECEM.
(HEHEHE...)

quinta-feira, dezembro 27, 2007

Retrospecto 2007 do lulo-petismo ou...quem disse que a oposição não tem discurso?


Fim de ano é época de retrospectos. Nesta época, as revistas, jornais, emissoras de tv fazem a resenha do ano. Dedicam programas especiais, edições especiais. Eu faço aqui um retrospecto à minha moda. Em forma de tópicos, que clicando em cima deles o leitor pode ler o assunto desenvolvido no meu blog do Wordpress.





O que esperar de 2008?

Mais do mesmo?

Vamos ter que aguentar mais um ano as bazófias e bravatas do Apedeuta como "nunca dantes nestepaiz". É certo que suas gafes continuarão servindo de piada e assunto para nós. Os lulo-petistas continuarão arrogantes e incompetentes. Os "asnopones" continuarão agindo. Os petralhas e seus aliados continuarão "metendo a mão na merda" e insuflando falsas esperanças no povão desinformado.

O Brasil S/A não deve repetir o crescimento de 2007. Mas deve crescer em torno de 5%. Não será um crescimento sustentado. Sem reforma tributária, administrativa, corte de gastos publicos e gestão eficiente, não há como crescer de forma sustentada. Existe no horizonte a perspectiva de uma crise mundial não tão grave quanto as que FHC enfrentou na década de 90 mas mesmo assim, crise é sempre crise. O mercado que é sábio, aponta para uma crise de energia ainda em 2010, caso o país continue crescendo no ritmo de 4% ao ano sem investimentos em geração. O preço do quilovatt-hora no mercado cresceu em 2007 cerca de 20% o que é sinal de falta de energia à vista. D. Dilma garante que não teremos apagão.Se tiver, será culpa de São Pedro. Tá bom. Já vi este filme antes.
A inflação medida pelo IGP-M da FGV bateu 7,15% em 2007. Naturalmente o aloprado do Manteiga dirá que foi culpa do feijão que dobrou de preço, da oposição que acabou com a CPMF,dos comerciantes da 25 de Março, do dono das Casas Bahia, das elites dominantes.

2008 é ano de eleições. O partido da confraria sindicalista sob a mesma direção aloprada quer manter ou até crescer sua influência nas prefeituras. Para isso contará com os cofres abertos do governo central. É por isso que o Apedeuta afirma que os gastos públicos e sociais não devem diminuir. Afinal como vai ficar a manutenção do cabide de emprego dos “cumpanhero” não é mesmo?
A gastança deve continuar contra todas as recomendações de economistas renomados, da necessidade de se reduzir os gastos públicos, de melhorar a eficiência de gestão para permitir um crescimento sólido. E não duvidem que se necessário, tentarão aumentar os impostos, sim!

E a oposição? Nos tópicos acima a oposição tem várias dicas para afinar seu discurso. Se quiser chegar em 2010 com chances de retomar o poder, a oposição possui vários argumentos. O que não pode fazer é esperar alguma crise ou mais algum escândalo nem apostar no quanto pior, melhor. Se assim agir, pode esperar sentada que em pé cansa.

Um recadinho aos petralhas que aqui me visitam e pedem pra eu sair. Podem entrar sempre aqui em casa mas se vierem com comentários "graciosos", chuto o saco na boa, sem dó.





sexta-feira, dezembro 21, 2007

Recesso momentâneo

Pessoal, estarei em recesso até depois do Natal. Prometo que comento os comentários dos comentários dos comentários do post anterior na quarta-feira.

Um Feliz Natal a todos os amigos blogueiros que estão relacionados aí do lado direito e também a todos aqueles que não estão. Amigos e inimigos, afetos e desafetos, direitos e esquerdos, azuis, verdes, amarelos, vermelhos, brancos e negros. Não importa a cor, a raça, a religião, a preferência política.

Esta data é de congraçamento nem que seja só por um dia. Vale também.

Só não espero que:


O APEDEUTA VIAJANDO PARA SUA PRAIA NÃO FAÇA ESSA CAGADA

E MARMANJOS, NÃO EXAGEREM E ACABEM ASSIM...

E TODOS NÓS NÃO VAMOS DEIXAR QUE ISSO ACONTEÇA JAMAIS!



FELIZ NATAL! FIQUEM COM DEUS!

sábado, dezembro 15, 2007

Pouca gente faz 100 anos de idade...


...e destes poucos, pouquíssimos se destacam. Oscar Niemeyer é um deles.
Figura controversa entre os seus colegas de profissão pelo arrojo de suas idéias, um dos últimos comunistas idealistas da humanidade que se diferencia dos outros por ser coerente e honesto, Oscar é gente muito boa. Convivi com ele durante 6 anos nos projetos do Memorial da América Latina, no Sambódromo de São Paulo, no Teatro Estadual de Araras, no Centro Administrativo de Osasco e em outros projetos.(em março deste ano escrevi AQUI um pouco sobre esta convivência)
A obra acima causou um rumor incrível e eu havia sido envolvido por uma imprensa marrom e mal intencionada que queria atingir uma terceira pessoa através de nós. Oscar partiu em minha defesa que também era a dele. Nem precisava me defender mas o fez.

Oscar é antes de tudo um bom ser humano. Minha trajetória profissional tomou outro rumo e há 15 anos não o vejo embora todo dia 15 de dezembro me lembre dele.

Esta dedicatória foi feita a mim no seu livro, com um sorriso singelo e carinhoso, me lembro bem. O que sempre me impressionou em Oscar foi sua vitalidade para o trabalho e a disposição de ajudar as pessoas que o cercam. A longevidade do ser humano advém da paz interior, de ter cumprido em sua vida aquilo em que acredita. Oscar é assim. Pacífico, dedicado à seu trabalho.

Parabéns, Arquiteto Oscar Niemeyer. Aqui de longe, lhe cumprimento. Se a ideologia poderia nos separar, a amizade que ficou nos une. Assim deveriam ser todos os seres humanos.

quinta-feira, dezembro 13, 2007

The day after

Conforme o passarinho de Brasília me havia asseverado, parte da bancada do PSDB não roeu a corda. Tal passarinho é tucano com o bico e o saco roxo. Há 1 mês, ele me aconselhou. Tenha paciência e confie que o “vai-e-volta” faz parte da estratégia. É claro que uma estratégia pode ser furada por traidores. Havia este perigo. Afinal muitos generais perderam batalhas por causa de “quintas-colunas”. Mas a democracia interna do PSDB se fez valer. A maioria da bancada votou pela união em torno da derrubada da CPMF e a decisão foi mantida. Mas nesse “vai-e volta de negociações” , o governo cedeu muita coisa. O BNDES liberou empréstimos para o Rodoanel, para o Metrô de SP, para obras em Minas Gerais, liberou dinheiro do DNIT para estradas no RS que a União devia ao governo daquele Estado, liberou um montão de dinheiro em emendas parlamentares, inclusive para senadores da oposição.

É claro que em política o que menos existe é idealismo mas política é também pragmatismo e neste caso o pragmatismo foi plenamente utilizado em oposição à soberba e à mentira.

A oposição pagou aos lulo-petistas na mesma moeda. O governo fingiu que queria acordo e a oposição fingiu que aceitava. Lulo-petista nunca cumpre acordo mesmo que esteja em papel assinado e registrado em cartório. A oposição fez a mesma coisa. Disse que estava disposta a um acordo e nesse cabo de guerra ganhou algumas vantagens.

Mas agora, passada a ressaca da derrota é certo que os lulo-petistas vão culpar a oposição por tudo de ruim que acontecer no Brasil daqui para a frente. Até terremoto em Minas e furacão em Santa Catarina será culpa da oposição, a herança maldita vai voltar a ser propalada aos 4 ventos. Mas isso não é novidade,eles sempre fizeram isso. A oposição (DEM, PSDB, PPS e aliados) deve tirar de letra as acusações que virão, é só usar o bom-senso.

O importante de tudo isso é que o resultado foi extremamente didático. Lula e seus “cumpanhero” levaram no lombo uma lição de democracia. Se a CPMF tivesse passado, Lula não precisaria do Congresso para mais nada, nem da oposição nem de seus aliados. Não podemos esquecer que o resultado da votação foi também fruto de uma pressão da parcela da população e da mídia responsável que enxerga além dos discursos ufanistas e mentirosos do presidente apedeuta, de seus seguidores e dos aliados de ocasião.

Parabéns, Arthur Virgílio e Sérgio Guerra pela estratégia, apesar do Serra e do Aécio;

Parabéns, José Agripino e Rodrigo Maia pela postura;

Parabéns aos 7 senadores dos partidos aliados do governo pela coragem.

Não nos esqueçamos que ainda tem o segundo turno portanto, “sempre alerta” como dizia Frank Lloyd Wright.

Um especial voto de pêsames ao Pedro Simon pela triste participação no processo. Sua máscara de democrata sério, coerente e independente caiu no ocaso de sua carreira. Idade pode ser sinal de sabedoria mas isso não é dogma. A partir de hoje até o final de seu mandato, reze 10 vezes por dia o Ato de Contrição e a partir de 2011 aconselho que se retire para um convento franciscano em Santa Maria e penitencie-se pelo resto de sua vida.

quarta-feira, dezembro 12, 2007

É hoje? Será? Não sei.O que acham?

O assunto político do dia é claro, é a votação da CPMF, prevista para hoje às 16 horas.

Como o governo ao que parece não alcançou ainda os 49 votos para aprovar a prorrogação deste imposto, está empurrando com a barriga a votação enquanto tenta comprar mais algum coração e mente senatorial.

Nas minhas contas, pelo que leio na mídia e assisto principalmente na TV Senado, a oposição que precisa de 32 votos +1, tem garantidos 32. Seriam os 14 do DEM, os 13 do PSDB, 1 do PSOL mais Mão Santa e Jarbas Vasconcelos do PMDB, Mozarildo Cavalcanti do PTB e ainda o Senador Expedito Jr. do PR. Esses eu creio que não falham pois por motivos diferentes, não têm como voltar atrás.

O DEM que se revela o verdadeiro partido de oposição e está firmemente disposto a expulsar qualquer traíra.

O PSDB apesar da desconfiança que todos temos sobre seu comportamento ambíguo, foi longe demais nas afirmativas e agora se algum Senador trair a palavra vai ocasionar um racha tão grande que pode acabar com o partido de vez e de quebra levar uma maioria de eleitores de oposição para os braços do DEM.

Jarbas Vasconcelos tem opinião e pronto. Mão Santa está de olho no governo do Piauí e sua postura e popularidade certamente o credencia como favorito naquele estado em 2010 uma vez que o governo petista de lá é um verdadeiro desastre.

Mozarildo Cavalcanti além de ter sido humilhado pela Ideli “Bravatti” tem sido desde o início contra a CPMF e está de olho no governo de Roraima cujo eleitorado é oposicionista. Com a morte de Ottomar Pinto, ele terá grande chance em 2010.

Expedito Jr. só não foi para o PSDB porque o STF não permitiu mas podem crer que será o candidato pelo PSDB ao governo de Rondônia em 2010.

O senador do PSOL vota contra porque Heloísa Helena mandou e pronto. HH quer ver Lula pelas costas. Quanto pior pra Lula, melhor pra ela.

De quebra, existem outros senadores da base do governo que podem votar contra a CPMF. São a exemplo de Lula também metamorfoses ambulantes. Seriam eles:

César Borges (PR) , Romeu Tuma (PTB), que estão com a faca no pescoço ali colocada pelo seu ex-partido o DEM, que numa chantagem saudável ameaça tomar seus mandatos se não votarem contra a CPMF. Cesar Borges ainda está de olho no governo da Bahia em 2010 e se contar com o apoio de seu ex-partido mais o PSDB de lá tem chances pois além de ser ex-governador, com a gestão desastrada de Jaques Wagner que se anuncia pelas plagas bahianas, um apoio do partido do falecido “painho” ACM é de grande ajuda.

Osmar Dias(PDT) é um ex-tucano e tem a promessa de apoio do DEM e do PSDB de apoiá-lo novamente nas eleições para o governo do Paraná em 2010. Além disso, as conversas de pé de ouvido de seu irmão mais velho Álvaro Dias (PSDB) podem surtir efeito.

Geraldo Mesquita(PMDB) já se declarou contra e é outro que está de olho no governo do Acre. Sua chance lá é ter o apoio da oposição naquele estado em 2010.

Pedro Simon foi pego pela palavra. Escreveu carta ao senador Arthur Virgílio dizendo que vota contra a CPMF que hoje vai mostrá-la em plenário.

Conta muito também a pressão do eleitorado que através de emails entope suas caixas postais. Afinal, 70% da população é contra a CPMF ou melhor, a favor da redução de impostos.

E finalmente, o motivo principal. Político (qualquer um) tem horror a ficar sem mandato, de não ser reeleito. Através do mandato é que eles podem fazer suas maracutaias.

O que eu acho que vai acontecer hoje, caso o governo tope a parada de votar e não fuja da raia de novo:

Aberta a votação, se a oposição lograr atingir os 32 votos a porteira se abrirá. As “metamorfoses ambulantes” votarão maciçamente contra para sair bem na fotografia. Até voto do PT contra a CPMF vai aparecer. Acreditem se quiserem.

sábado, dezembro 08, 2007

A semana termina ...

Porque hoje é sábado, 8 de dezembro de 2007.
Feriado religioso em muitas cidades do Brasil.
A palavra sábado deriva do latim sábbătum, que deriva do hebreu Shabbath, que significa: descansar, cessar, parar.
Mas sabemos que tem gente lá no Planalto que não vai parar neste sábado pois as negociatas estão mais do que nunca a pleno vapor. As ofertas de facilidades em cargos e quem sabe até ofertas em espécie para comprar mentes e corações de senadores e senadoras devem estar cada vez mais altas. Sabe-se lá quanto do nosso rico dinheirinho, inclusive da própria CPMF, será investido para fazer com que a CPMF seja aprovada na terça-feira.
Permito-me aqui fazer uma paródia em cima dos famosos versos de Vinícius de Moraes sobre este sábado, 8 de dezembro de 2007, dia de N. Sa. da Conceição. Afinal se Lula se permite parodiar a música de Raul Seixas intitulando-se "metamorfose ambulante", humildemente sinto-me no direito de fazer o mesmo com os versos do poetinha.

Neste momento há um parlamento
Porque hoje é sábado
Há um senador e um regimento
Porque hoje é sábado
Há um político que veta
Porque hoje é sábado
Há um governo e uma mamata
Porque hoje é sábado
Há um espetáculo de malas
Porque hoje é sábado
Há um senador que se humilha e cala
Porque hoje é sábado
Não há renovar de esperanças
Porque hoje é sábado
Há sim uma profunda gastança
Porque hoje é sábado
Há um sedutor na Granja do Torto
Porque hoje é sábado
É um grande espírito-de-porco
Porque hoje é sábado
Há um opositor que vira casaca
Porque hoje é sábado
Porque não passa de um babaca
Porque hoje é sábado
Há um piquenique de políticos
Porque hoje é sábado
Há um grande acréscimo de cargos
Porque hoje é sábado
Há um paulista e um mineiro
Porque hoje é sábado
E um gaúcho que não parece brasileiro
Porque hoje é sábado
Há o paraibano e o cirurgião acreano
Porque hoje é sábado
Vampirizados pelo pernambucano
Porque hoje é sábado
Há um grande aumento no jabá
Porque hoje é sábado
Há um governo louco pra comprar
Porque hoje é sábado
Há um garden-party na Alvorada
Porque hoje é sábado
Há uma irascível lula assada
Porque hoje é sábado
Há senadores de todas as classes
Porque hoje é sábado
Uns difíceis outros fáceis
Porque hoje é sábado
Há um cantar e um comprar sem conta
Porque hoje é sábado
Haverá uma senadora que irá de tonta?
Porque hoje é sábado
Há governistas passeando à paisana
Porque hoje é sábado
Há um frenesi de dar banana
Porque hoje é sábado
Há a sensação angustiante
Porque hoje é sábado
De estarmos impotentes
Porque hoje é sábado
Há uma comemoração fantástica
Porque hoje é sábado
Da primeira traição prática
Porque hoje é sábado
E dando os trâmites por findos
Porque hoje é sábado
Há a perspectiva do domingo
Porque hoje é sábado

(Desculpe Vinícius, mas se você estivesse entre nós faria o mesmo)

quarta-feira, dezembro 05, 2007

A semana está piorando...

Renan se livrou mais uma vez. Com direito à arrogância oriunda da certeza de ter tudo dominado. Ele sabe muito de todos. Arquivo vivo. Só aconselho que ele tome cuidado com os que o cercam pois seu grande amigo PC Farias também era arquivo vivo e hoje é arquivo morto.

Uma mensagem aos senadores:

Como dizia a Kate Lyra num famoso programa humorístico dos anos 70: "brasileiro é muito bonzinho". Mas brasileiro quando enche o saco, pode da noite para o dia virar estudante venezuelano ou até militante da "Al Qaeda".

Hoje é só.

segunda-feira, dezembro 03, 2007

sábado, dezembro 01, 2007

Quatro anos + 1 dia. Continuando a caminhada, agora mais acelerada.


Esta semana eu participei de uma reunião política muito informativa e esclarecedora. O objetivo desta reunião foi ouvir e debater com uma pessoa influente no meio político brasileiro e que pela proximidade com o poder, com o jogo político, sabe muito mais coisas que nós aqui da arquibancada.

De acordo com o que esta pessoa nos confirmou, o plano do terceiro mandato é real, está em pleno curso, passa pela aprovação da CPMF e pela disputa da presidência do Senado. Muito mais pela aprovação da CPMF. E que o governo está disposto a gastar muitos bilhões para aprová-la.

Uma revolução não se faz só com ideologias. Para fazer uma revolução e mudar o regime político, é necessário principalmente dinheiro. Dinheiro para comprar consciências, para financiar movimentos marginais. Daí o nervosismo de Lula e seus destemperos verbais recentes. Existe o risco iminente de se perder uma importante fonte de financiamento de um projeto de poder que está em curso já há muitos anos. A CPMF na realidade financia a compra pura e simples das consciências através do assistencialismo. Somente um terço deste imposto vai para a saúde. O resto vai para os ‘programas sociais” que na realidade servem para em nome da erradicação da pobreza, financiar os MST´s da vida e calar os desassistidos e deseducados que com a boca cheia de arroz, farinha e feijão, não conseguem gritar por condições realmente sustentáveis de vida.

É mentira que com a CPMF irão melhorar a educação. Não interessa aos mentores do projeto de poder ter um povo educado viu, Senador Cristóvam? Um povo educado mesmo que com fome, tem consciência de cidadania. Tem condições de realizar se está sendo manobrado ou não.

Com 40 bilhões a mais no cofre ano que vem, o próximo passo será comprar mais consciências nas eleições municipais além de manter as já conquistadas. Será muito mais fácil aumentar o número de prefeitos e vereadores que na realidade são os políticos que estão mais perto do povo e que influem decisivamente nos corações e mentes dos desassistidos e deseducados. Com os 80 bilhões adicionais a partir de 2009, ficará ainda mais fácil aprovar o "plebiscito democrático” da extensão do mandato do presidente. Uma vez consolidado um terceiro mandato, não haverá mais a necessidade da CPMF. O projeto de poder terá dado um grande passo. O toque final será abolir este imposto em 2011 e assumir a paternidade da redução da carga tributária com o intuito de anular a reação da já combalida classe média pensante. Afinal, alguém duvida que quem já se apossou desavergonhadamente da paternidade do Plano Real, da economia estável, do crescimento das exportações, da crescente produção de petróleo e dos programas assistenciais não é capaz de realizar tais ações?
Portanto, vai aqui um apelo aos que ainda têm condição de reclamar e pressionar:

A próxima semana será crucial. Mandem emails para os senadores. Seus endereços eletrônicos estão neste link. Mandem se possível emails todos os dias para todos os senadores que dizem estar contra a CPMF e para aqueles que ainda estão no muro. Lembrem-se: o que mais assusta um político é a possibilidade de não ser reeleito. Bastam 33 votos contra a CPMF e falta muito pouco, eu diria mais dois ou três votos. Concentrem-se mais nos senadores Pedro Simon, Sérgio Zambiasi, Geraldo Mesquita, César Borges, Romeu Tuma, Jonas Pinheiro, Flávio Arns, Cristóvam Buarque, Jefferson Peres, Osmar Dias, Patrícia Saboya, Lúcia Vânia, Eduardo Azeredo. Não percam tempo com os senadores petistas nem com os da turma do Renan e do Sarney. Já estão dominados e devidamente acolhidos no seio governista.

Para aqueles que se opõem a este governo, repasso um conselho que me foi dado pela pessoa que estava nesta reunião. Unam-se em torno dos partidos de oposição. Unir-se não é acreditar somente. É pressionar também. É ser pró-ativo.

Os líderes da oposição têm toda a razão. Esta é a hora de acabar com a CPMF. Não só pelo dinheiro, o buraco é muito mais embaixo. Acabar com a CPMF será uma grande vitória da verdadeira democracia sobre a falsa democracia lulo-petista.

sexta-feira, novembro 30, 2007

Pausa para um bolinho

Hoje completo 4 anos caminhando na estrada blogueira.
Amanhã continuo no caminho.

segunda-feira, novembro 26, 2007

Quatro anos? Sim! Quatro anos! Haja saco!

Não sou muito bom de efemérides mas fui verificar nos meus arquivos e constatei somente ontem que minha participação mais ativa na web e na blogosfera se iniciou em 30/11/2003 quando criei um website denominado www.estoudeolho.nom.br (falecido) que depois derivou para um blog no UOL com o mesmo nome (também falecido) e hoje aqui hospedado no Blogger, com filhotes no Wordpress e no Blogspot.
Portanto, dia 30/11/2007 completarei 4 anos como um palpiteiro ativo na web.

Tive o saco de contar quantos posts escrevi nesse tempo todo. 442.

Visitas únicas? Quase 50.000, somando todos os blogs e o website. Mas não estou preocupado com a quantidade e sim com a qualidade.
Neste tempo conheci gente muito boa, todos listados aí do lado direito. Conheci também gente muito ruim, a maioria anônimos. Mas eu percebi que nunca me posicionei claramente. Hoje, dados os acontecimentos políticos que nos cercam, achei importante me posicionar, ou reiterar meu posicionamento.

Escrevi um texto sobre ideologias e regimes de governo.Está postado no Wordpress que utilizo como apoio a este blog. Lá procurei desenvolver um tema que está na ordem do dia, a nossa democracia que mais uma vez está sendo posta à prova.

O texto pode ser lido AQUI. É a minha visão. Não é verdade absoluta mas é com base nela que me posiciono neste Blog.

Eu sou um adepto da democracia, do social-liberalismo (mais liberal que social mas também social) e do capitalismo. Se querem me rotular de direitista, é mentira. Se querem me rotular de esquerdista, é mentira também porque refuto tais termos por julgá-los ultrapassados. Ademais sou canhoto de nascimento e ambidestro por costume.

Quanto à minha posição em relação ao “establishment” atual no Brasil, afirmo que sou avesso a radicalismos e especialmente contrário aqueles que têm tendências totalitaristas, socialistas radicais e comunistas. Sou também contra a burrice, a cegueira mental, a incompetência, a arrogância e a desonestidade.Por tudo isso sou adversário do lulo-petismo e de seus aliados políticos e ideológicos. Os lulo-petistas reúnem todas as “qualidades” que deploro.

Mas também sou aberto aos debates onde sempre tentarei mostrar meu ponto de vista. Se não conseguir, paciência. “Cada qual com seu cada qual”. Que seja feliz com suas convicções pois, antes de tudo, me considero um humanista secular e partidário do livre arbítrio. A Lei do Karma se encarregará de equilibrar as coisas um dia.

Nunca xingarei alguém que me contestar de forma educada e civilizada. Mas se partir para a baixaria, o mesmo Exú que baixa em Olavo de Carvalho (ultimamente quase sempre ele baixa lá) irá baixar em mim e sai de baixo!


*******
Para não perder a verve humorada e de acordo com o texto que escrevi no meu blog rumeno, seguem umas definições engraçadas que muita gente conhece mas sempre é bom relembrar.




ROTULAÇOES IDEOLÓGICAS(ATUALIZADO PARA 2007)

CAPITALISMO:Você tem duas vacas.Vende uma e compra um touro.Eles se multiplicam, e a economia cresce.Você vende o rebanho e aposenta-se, com o fruto do seu trabalho.
CAPITALISMO AMERICANO:Você tem duas vacas.Vende as duas, compra uma vaca indiana e força ela a produzir o leite de quatro vacas em Bangalore.Fica surpreso quando ela morre.
CAPITALISMO ESPANHOL:Você tem muito orgulho de ter duas vacas. E orgulho do seu Rei.
CAPITALISMO PORTUGUÊS:Você tem duas vacas.E reclama porque seu rebanho não cresce...
CAPITALISMO(versão chinesa da 25 de março): Você tem duas vacas. Vende as três para uma empresa fantasma em nome do primo de uma namorada e depois compra as quatro vacas de volta com o financiamento obtido junto a um banco cujo gerente é seu amigo e com quem reparte o rebanho: quatro vacas para cada um.
CAPITALISMO ITALIANO:Você tem duas vacas.Uma delas é sua mãe, a outra é sua sogra, maledetto!!!.
CAPITALISMO HOLANDÊS:Você tem duas vacas.Elas vivem juntas, não gostam de touros e tudo bem.
CAPITALISMO ALEMÃO:Você tem duas vacas.Elas produzem leite regularmente, segundo padrões de quantidade e horário previamente estabelecido, de forma precisa e lucrativa.Mas o que você queria mesmo era criar porcos.
CAPITALISMO RUSSO:Você tem duas vacas.Conta-as e vê que tem cinco.Conta de novo e vê que tem 42.Conta de novo e vê que tem 12 vacas.Na realidade você não tem nenhuma pois a máfia já roubou todas.Você pára de contar e abre outra garrafa de vodca.
DEMOCRACIA REPRESENTATIVA:Você tem duas vacas. Você e os seus vizinhos marcam um plebiscito para escolher quem irá dizer como o leite será repartido.
DEMOCRACIA BRITÂNICA:Você tem duas vacas. As duas são loucas.
DEMOCRACIA FRANCESA:Você tem duas vacas. O governo baixa regras sobre a forma de as alimentar e ordenhá-las. Paga um gordo subsídio para você reduzir a produção para continuar faturando e não ter de ir procurar emprego na cidade. Depois, manda você desfilar com as vacas em frente a lanchonete de gringo.
FASCISMO: Você tem duas vacas. O governo toma as duas vacas, contrata você para cuidar das vacas e vende o leite a você.
DITADURA MILITAR LATINO-AMERICANA:Você tem duas vacas. O governo te prende como subversivo. Fica com as duas vacas, vende as vacas e manda o dinheiro para um banco suíço.
COMUNISMO SEGUNDO MARX: Você tem 2 vacas. Deve então dar uma a seu vizinho. Terá leite até que sua vaca morra.Depois vai pedir leite ao seu vizinho mas ele comeu a vaca que você deu pra ele.
COMUNISMO CUBANO: Você tem 2 vacas. O Estado te toma as duas, vende uma para fazer fotos do Fidel e outra do Che. Depois te dá um cupom para que você entre na fila para te vender um litro de leite por mês.
COMUNO-CAPITALISMO CHINÊS:Você tem duas vacas e 300 pessoas tirando leite delas.Você se gaba de ter pleno emprego e alta produtividade.E prende o ativista que divulgou seus números.
SOCIALISMO DO SÉCULO 21 (”bolivariano”): Você tem 2 vacas. Deve doar as vacas à comuna.Depois vai pedir leite ao chefe da comuna que por sua vez pede permissão ao Chavez.Como a coisa demora demais, você protesta e te chamam de golpista, fascista e a serviço da CIA. Não te dão nunca mais leite e você entra na lista negra do governo.
SOCIAL-DEMOCRACIA PETISTA:Voce tem duas vacas.Vem o MST, abate uma para fazer um churrasco para os sem-terra patrocinado pela ONG do Jorge Lorenzetti e diz que a outra vaca não está cumprindo sua função social.Vem o INCRA e o IBAMA, colocam um imposto sobre o seu rebanho inexistente, desapropriam suas terras e lhe entregam títulos da dívida do Caixa2 do PT, afiançados pelo Delúbio Soares, pelo Zé Dirceu e pelo Genoíno, com aval do Berzoini e firma reconhecida pelo Marcos Valério.Você entra na Justiça, o governo é condenado a lhe ressarcir: ele o faz com dois cartões magnéticos do Bolsa-Família, que lhe dão direito a retirar, diretamente com o prefeito da sua cidade, 65 reais por mês. Você reclama com o Lula, ele diz que não tem nada com isso, que não sabe de nada e manda a chefe da Casa Civil resolver o seu problema. Ela cria uma comissão interministerial de 37 membros, com prazo certo, publicado no Diário Oficial, para apresentar uma solução: você continua esperando até hoje...
SOCIAL-DEMOCRACIA TUCANA:Você tem duas vacas.Uma foi morta e transformada em churrasco pelo pessoal do MST na última invasão.O governo cria a CPPV- Contribuição Provisória pela Posse de Vaca.Um fiscal vem e lhe autua, porque embora você tenha recolhido corretamente a CCPV, o valor era pelo número de vacas presumidas e não pelo de vacas reais.A Receita Federal, por meio de dados também presumidos do seu consumo de leite, queijo, sapatos de couro, botões, presume que você tenha 200 vacas e para se livrar da encrenca, você dá a vaca restante para o fiscal deixar por isso mesmo.

Dia de acción bloguero contra la reforma

Excepcionalmente, em edição extraordinária este blog se une aos blogueiros venezuelanos para protestar contra a reforma constitucional que o Presidente Hugo Chavez pretende implantar naquele país vizinho e irmão. Leia no blog União e Ação o nosso manifesto.

quinta-feira, novembro 22, 2007

quinta-feira, novembro 15, 2007

DECLARAÇÃO

ESTE BLOG REPUDIA A FALA ANTI-DEMOCRÁTICA DE LULA SOBRE CHAVEZ E SE ASSOCIA AOS DEMOCRATAS

Por entender que o Apedeuta de maneira irresponsável e deplorável mostrou sua verdadeira face finalmente, venho a público para:

1) repudiar este ser desprezível que quer transformar o Brasil numa republiqueta de bananas de novo;

2) denunciar este ser desprezível que finalmente revela a sua verdadeira pele de lobo quando defende um idiota totalitarista;

3) afirmar que se este ser desprezível tentar se perpetuar no poder com manobras espúrias, tomarei de minha parte iniciativa para promover reações contundentes a fim de neutralizar as suas intenções ;

4) antecipar que como nos anos 70, contra a ditadura militar, pegarei em armas (ainda tenho meus estilingues e bolinhas de gude guardados) se preciso for para impedir esta escalada irracional;

5) reafirmar que o lulo-petismo ao contrário do que apregoa ao povo é o mais pernicioso movimento político-ideológico que o Brasil já viu em sua história;

6) E por fim, mandar o Apedeuta e todos seus seguidores para a “PQLP"

Participem do concurso - CHUTA A BUNDA DELES - AQUI

sábado, novembro 10, 2007

Rir ainda é o melhor remédio

Notícias da semana

Sobre moluscos em geral...

Em 2005 D. Dilma trombeteou que em 2007 o campo de Mexilhão estaria produzindo 12 milhões de m3 de gás. Desmentida depois pela Petrobrás, conforme informado em 2006 que a produção de Mexilhão só começará a partir de 2009 com metade do volume trombeteado. Anteontem, D. Dilma trombeteou que o novo campo petrolífero Tupi (descoberto em 2005 e não agora como ela quis se fazer entender), situado a 250 km da costa e perto do centro da Terra (uma légua de profundidade), tornará o Brasil um grande exportador de petróleo...daqui a uns 10 anos.
Pensando bem, cuidado ao ingerirem determinado tipo de moluscos. Podem fazer mal à saúde.

*******


O Sindicato dos taxistas do Rio de Janeiro incentiva seus afiliados a comprarem batata-doce, couve-flor, brócolis, repolho e feijão mulatinho para suas famílias gerarem gás e assim abastecerem seus táxis.
A respeito deste assunto, o macaco Simão noticia que Evo Morales vai informar a Lula
que a Bolívia só vai exportar para o Brasil COCA, sem gás!

*******

Mais sobre a CPMF

O macaco Simão também informa que se a CPMF não passar no Senado, Lula enviará ao Congresso projeto para o mesmo imposto com outro nome. CPMF: Contribuição Pra Mim Ficar.

*******

Bundinha perfeita pra chutar(dica da Star)

clique aqui para jogar

terça-feira, novembro 06, 2007

Brasil, o país dos impostos(6)

Atentai bem! Hoje a Executiva do PSDB decide se é a favor ou contra a CPMF. Independente desta decisão, eu posso apostar que ela vai passar. Esta onda toda é cortina de fumaça da súcia que se apossou de nosso Congresso. O circo está armado, o script está escrito.

Arrisco até um placar. 50 x 30 com uma abstenção. Como?

Vejam bem:

Seriam contra: 14 senadores do DEM, 2 do PDT, 3 do PMDB e se o PSDB "fechar" questão, 13 tucanos. Total: 32
Mas um passarinho me contou que Pedro Simon do PMDB/RS vai votar a favor alegando que nunca seria contra seu estado. E o Senador tucano por Alagoas, amigão do Renan, tem 99% de chance de sumir na hora da votação ou se abster. Não é confiável. Estes dois estariam "colaborando" com os governadores tucanos de seus estados, que precisam desesperadamente de verbas do governo.

Isso fará parte de um acordão de bastidores. O PSDB passará ao "respeitável público" a imagem de oposicionista, tentando limpar a barra com suas bases. Tudo isso na calada do voto secreto.

Gaúchos e alagoanos, fiquem de olho nestes dois senhores. E todos os brasileiros que pagam impostos extorsivos para este governo perdulário e incompetente estarão levando um gol contra no último minuto do segundo tempo.


Em tempo: A reunião do PSDB foi cancelada. O passarinho me disse que os favoráveis à aprovação iriam ser derrotados e como estes favoráveis são os caciques, democraticamente cancelaram a reunião para dispersar os índios.

quinta-feira, novembro 01, 2007

Brasil, o país dos impostos-5- Tu(sa)canagem?


Terça-feira à noite, saberemos finalmente sem nenhuma dúvida, qual é a desse PSDB que aí está. Se os tucanos se decidirem por apoiar a continuidade da CPMF, terão assinado "democraticamente" com firma reconhecida a sua verdadeira identidade. A de vendilhões do Brasil por uma mísera parte dos 39 bilhões de reais. Caso isso aconteça, as urnas ano que vem e em 2010 certamente derrubarão de vez o ninho tucano de seu galho. Eu serei um dos que ajudarão a chacoalhar a árvore.

*******
Quem te viu, quem te vê
Quem não o conhece não pode deixar de crer
Quem jamais esquece vai é reconhecer
Hoje o samba mudou...hoje o samba mudou...



segunda-feira, outubro 29, 2007

Brasil, o país dos impostos(4)

O texto é longo mas para quem tem saco de ler pode ser didático. Os valores foram tirados do IBGE, do BACEN em pesquisa. Já consideram a nova metodologia de cálculo do IBGE sobre o PIB.



A discussão aguerrida sobre a manutenção ou não da CPMF é decorrente de uma pressão da sociedade que não agüenta mais pagar impostos numa proporção similar à dos países desenvolvidos por tanto tempo. Já se passam 15 anos desde que FHC assumiu o Ministério da Fazenda de Itamar Franco e a carga tributária começou a subir aceleradamente passando dos 23% do PIB para os atuais 36,7%. Neste período a contrapartida do Estado à sociedade foi quase nada em termos de segurança, infraestrutura, educação, saúde, transporte, só para citar os principais itens. Para tentar explicar porque passamos a pagar tanto imposto e porque é necessário um freio de arrumação na sanha arrecadadora, é necessário voltar um pouco no tempo e verificar as origens e as causas do aumento brutal de impostos.

O monstro da inflação e a crise fiscal.

O arrocho fiscal foi necessário após a queda de Collor que deixou o país com uma inflação monstruosa da ordem de 2.800 % ao ano. A inflação é o pior dos impostos porque atinge a todos indistintamente e com muito mais contundência os mais pobres, que não têm como se defender dos seus efeitos. Na época da hiperinflação, a classe média se defendia em parte com o famoso “overnight” e com a correção monetária trimestral dos salários mas assim mesmo ainda perdia cerca de 30% do seu poder aquisitivo. A estabilização do Plano Real permitiu um planejamento de longo prazo para minimizar o problema.
A criação do PROER acabou com o poder de emissão de moeda paralela pelos governadores através dos Bancos Estaduais que tinha que ser bancada pelo governo Federal, gerando mais inflação. Porém, com a centralização da dívida pública no Banco Central, saiu do armário a verdadeira face da “trombada”. A dívida pública era 3 vezes maior que a divulgada. Para fazer frente ao pagamento desta dívida a longo prazo, houve a necessidade de se arrecadar muito mais do que o Estado vinha arrecadando dos cidadãos brasileiros. O Estado rolava a dívida com o aumento de arrecadação mais os recursos obtidos de terceiros pagando juros muito acima do mercado. Com os famosos “choques externos” da economia globalizada, para evitar a fuga de capitais, aumentavam-se os juros, aumentando a dívida pública. Para fazer frente a este aumento, mais tributos. Assim chegamos a 2002.
O discurso do PT e seus aliados era terrível.
Moratória, “FORA FMI”, socialização da economia, etc e tal. Os donos do capital volátil, rapidamente retiraram seu dinheiro do país como já haviam feito nas crises anteriores e a inflação voltou, o dólar subiu, realimentando a inflação num processo especulativo brutal.
Foi aí que alguém no PT teve um raro lampejo de inteligência. Sabiam que o Plano Real era bom.Sabiam que os projetos sociais implantados funcionavam e estavam de acordo com seu ideário.Só faltava dizer ao povo esclarecido e principalmente à platéia econômica (os agentes financeiros e os agiotas internacionais) que não mexeriam na economia, desmentindo o discurso raivoso. O governo FHC desmoralizado e em fim de carreira concordou em ajudar, prorrogando a CPMF e o adicional do Imposto de Renda na fonte, previstos para terminarem no final de 2002. Assim, Lula assumiu no melhor dos mundos. Com popularidade, com um discurso moderado mesmo que da boca pra fora, com garantia de arrecadação. Re-equilibrar as finanças seria só questão de tempo. No seu primeiro ano de governo, se promoveu um dos maiores arrochos que se tem história, comparável somente ao confisco de Collor. O PIB de 2003 subiu menos que 1%.

O que tudo isso tem a ver com a carga tributária escorchante que temos?

Tem tudo a ver. A arrecadação de tributos em 2003 foi 33% de um PIB de 1,564 trilhões de reais. O Brasil tinha 175 milhões de habitantes. Cada brasileiro pagou em impostos em 2003 em valores atuais, R$ 3.925,00. A projeção em 2007 é de uma arrecadação de 36,7% de um PIB equivalente a 2,52 trilhões para uma população de 184 milhões. Assim, cada brasileiro este ano vai pagar R$ 5.026,00 reais em impostos. VINTE E OITO POR CENTO a mais que em 2003. O arrocho fiscal foi feito em nome da dívida pública.Mas esta dívida subiu de 2003 até 2007 26,7% acima da inflação.Eram 800 bilhões em 2003, hoje é 1,4 trilhões!
Este governo gastou com o Bolsa-Família de 2003 até 2007 em valores atualizados pela inflação 50 bilhões de reais. 1,3% da arrecadação total de impostos dos mesmos 5 anos. Sabem quanto aumentou a renda média mensal do brasileiro no mesmo período? 2,1% !
Em 2003 o governo federal gastou com pessoal da máquina pública 103 bilhões de reais a dinheiro de hoje. Em 2008, pretende gastar 131 bilhões! 27% a mais! Esse é o aumento da renda do aparelho lulo-petista.

O gasto público do governo federal subiu 13% de 2006 para este ano.

Os políticos petistas afirmam que o governo lulo-petista não aumentou impostos. Não? Numa inflação de 33% em 5 anos, a tabela do Imposto de Renda na Fonte dos assalariados só foi reajustada uma vez em 10%. A previsão de arrecadação deste imposto em 2007 é de 78 bilhões de reais. Logo, 20% deste valor é aumento de imposto ou seja, 16 bilhões!

A alíquota do PIS/COFINS dobrou de 3,65% para 7,65%, a CSLL das empresas subiu 33%, a taxação das micro e pequenas empresas subiu 33% no SuperSimples ( a alíquota mínima era 3% agora é 4%). Tem muita micro-empresa que pagava 3% e passou a pagar até 14% de alíquota pois foi desenquadrada. Estima-se que pelo menos 1/3 das micro-empresas optantes do antigo Simples do governo anterior foram golpeadas por esta tunga. Para a gestão lulo-petista, micro-empresário é elite.

É verdade que o o lulo-petismo recebeu uma herança maldita. O arrocho dos impostos. Esse governo só fez torná-la ainda pior. O Brasil tem uma brutal desigualdade social, 40 milhões de miseráveis e pobres. O Bolsa-Família deu uma ajuda? Sim, mas a que custo se não há saída a curto prazo? Em não havendo saída, é o mais puro incentivo à vagabundagem, ao encosto. 12 milhões de eleitores saíram do curral dos coronéis e passaram ao curral lulo-petista.
Mas o Brasil não é só toda esta gente. Existem 40 milhões de brasileiros remediados e suas famílias, que estão sendo achatados pois é neles que recai a maior parte da carga tributária. Empresário não absorve imposto. Repassa para os preços. Banqueiro não paga IOF. Repassa para o tomador de empréstimo.

Não seria preciso ficar aqui repetindo mas repito. E a saúde pública? E a infraestrutura? E a crise dos transportes? As estradas? Isso tudo melhorou substancialmente em 5 anos a ponto de justificar uma arrecadação de impostos 20% superior a 2003 ?

Por isso insisto. Corte de gastos públicos, austeridade na gestão, aliada a uma redução e simplificação da arrecadação de tributos, é o caminho. Qualquer outra alternativa é mero populismo e má gestão. Para não dizer más intenções.

Para este post não ficar mais longo, LEIAM AQUI as minhas ponderações ao comentário da Luciana, a petista que se diz de direita(???)


terça-feira, outubro 23, 2007

The Invaders from Red Star – Nova Série -Episódio 6


No ano passado, iniciei a série que teve grande sucesso entre meus 3 leitores, denominada OS INVASORES DA ESTRELA VERMELHA - A SAGA. Foram 5 episódios que mostraram como essa raça chegou ao nosso planeta em 1978, especificamente num país tropical ao Sul do Equador. O quinto episódio da série mostrou qual o projeto dos tranbikeiros para se apoderar do país.

A nova série – A CONQUISTA se passa 25 anos depois a partir de 2003, quando finalmente os tranbikeiros chegam ao poder nessa grande nação tropical.

Conheçam os personagens principais e os 5 episódios anteriores
a partir deste link(cliquem para ler).
Ouçam também o podcast com a chamada para a nova série.

Epísódio 6 – ENFIM, NO PUDÊ!

Durante 25 anos (2,5 crocks na contagem de tempo deles) , os invasores de Tranbik seguiram fielmente o seu projeto de poder. Montaram o Partido dos Tranbikeiros, se infiltraram no meio dos trabalhadores da indústria local através de seus sindicatos, onde Molluska com o codinome Lul-La, rapidamente se tornou popular e líder da turma. Promoveram um monte de agitações, greves, passeatas, reinvindicações e se tornaram conhecidos pela população como os pretensos defensores dos pobres e oprimidos. Louis Gushy e Rick Vigaristoini haviam se infiltrado no meio dos bancários, Libanik no meio religioso, Zex Genuine na guerrilha (onde foi preso pelos militares no poder e se safou dedurando seus companheiros de guerrilha) e Suplyssysky na alta burguesia local juntamente com sua mulher Martax, onde serviram de informantes do Partido dos Tranbikeiros.

Zex Tranbik que havia vaporizado com sua arma desintegradora o jovem revolucionário em Cuba, assumiu sua identidade e com a anistia começou a se infiltrar no meio político local. Depois de um tempo, todos eles conquistaram popularidade suficiente e liderança política no meio da massa trabalhadora ignara, a ponto de se elegerem em cargos políticos importantes. A próxima etapa agora que estavam no centro do poder, era agir contra tudo e contra todos, sem se importarem com o mérito do assunto. Quanto pior, melhor. Criaram um código de comportamento próprio que consistia em se auto-proclamarem éticos e honestos, embora na realidade não agissem assim. Seus gritos de guerra e máximas preferidas eram : “Eu sou do contra!” , “O povo trabalhador, unido! Jamais será vencido!” , “Fora FMI!” , “Abaixo a burguesia!” . O país tropical passava por uma desestabilização econômica e inflação altíssima. A desigualdade social aumentava a olhos vistos e era o caldo de cultura ideal para sua manipulação prosperar, imaginavam os tranbikeiros.

Porém, com o correr do tempo, eles perceberam que esta tática radical não estava dando certo. Nem 30% do povo os ouvia e aceitava suas idéias. O país saiu da ditadura e os políticos locais que chegaram ao poder, com vários planos mirabolantes de estabilização seguidos e com uma política franciscana do tipo "é dando que se recebe" , iam enrolando o povo até que um líder local conseguiu finalmente implantar um sistema econômico que funcionava. O país começou finalmente a entrar nos eixos e o falatório radical dos tranbikeiros corria o risco de se perder no vazio.

Numa de suas assembléias intermináveis na sede do Partido dos Tranbikeiros, Molluska junto a sua inseparável garrafa de cachaça num lampejo de sabedoria, declarou: “Acordei brabo hoje.Si nóis num pode cumbatê eles, vamu nus juntá a eles! Sem medo de sermo felis!” . Foi ovacionado. Nunca antes nesse partido se ouviu uma frase tão brilhante. Não era à toa que Molluska era o líder. Suas frases de efeito sempre conquistavam os corações e almas dos militantes.
E assim foi feito. Durante mais de um crock(dez anos), ao mesmo tempo que uma parte dos tranbikeiros continuava com a postura radical assustando investidores, tentando desestabilizar o país, outra parte entre eles Molluska, passou a prometer ao povo tudo aquilo que os políticos locais prometiam e com isso numa disputa eleitoral, finalmente conseguiram chegar ao poder.

O líder máximo de Tranbik, Molluska agora com o codinome Lul-Lala, tornou-se Presidente da República Tropical. Essa vitória corria o risco porém de se transformar numa vitória de Pirro pois os tranbikeiros não tinham maioria no Congresso do país. Então Zex Tranbik o ex-Primeiro Ministro de Tranbik agora nomeado Chefe Geral da Tranbikagem mais uma vez, veio com a solução.
(continua no próximo episódio)

Nota do autor: Esta é uma obra de ficção.Qualquer semelhança com fatos verdadeiros ou pessoas será mera coincidência

sexta-feira, outubro 19, 2007

Brasil, o país dos impostos(3)

As mentiras, falácias e meias-verdades sobre a CPMF


1-A CPMF é um imposto democrático porque atinge igualmente a todos e quem ganha mais, paga muito mais, quem ganha menos, paga muito menos.Só paga quem tem conta em banco. Mentira


Vamos comparar quanto paga de CPMF um chefe de família classe média que ganha 10 Salários mínimos (pejorativamente chamado de ELITE pelos governistas de plantão), um chefe de família pobre que ganha 1 Salário Mínimo (registrados em carteira) e um chefe de família miserável que ganha Bolsa-Família de 70 reais mais uma renda de 120 reais, todos com um filho em idade escolar. Vejam abaixo que em todas classes de renda, a CPMF somada em um ano, equivale a 30% do ganho suado de um mês de cada cidadão.


A-O cidadão que ganha 3.800 reais, recebe líquido depositado no banco 2.660 reais. Já deixou para os cofres do governo 722 reais de FGTS e Previdência, mais 418 reais de Imposto de Renda.
Paga escola particular, plano de saúde pois o Estado não lhe oferece serviço decente nessa área.Esse cidadão pagou 2,53% do salário mensal em forma de CPMF.Vejam as tabelas.



B-O cidadão que ganha 380 reais, recebe líquido 308 reais pois deixou FGTS,Contribuição Previdenciária e sindical para o governo no valor de 72 reais. Esse cidadão pagou 2,30% de CPMF.



C- O cidadão que ganha 190 reais, recebe tudo sem desconto pois vive de bico e e´mais um informal ou pedinte.Mas paga 2,30% de seu ganho miserável em CPMF e nem tem conta em banco.


2- A CPMF reduz a sonegação a zero. Meia-Verdade

Eu completo a outra metade. A CPMF reduz a sonegação sim, mas muitas empresas e pessoas passaram a transacionar com dinheiro vivo. Daí a profusão de malas na cueca que vemos por aí. Outras empresas interagem entre si em forma de créditos, numa espécie de escambo.

3- Os que hoje atacam a CPMF são os mesmos que a implantaram e a defendiam no passado. Meia-verdade

Completo também a outra metade.Muitos que hoje atacam a CPMF foram a favor no passado, é certo. Mas muitos também que hoje a defendem, foram contra porque lhes convinha ser contra como lhes convêm serem a favor hoje.

E a CPMF foi criada PROVISORIAMENTE para melhorar as condições da Saúde com apoio da maioria e seu uso foi totalmente desvirtuado a partir de 1996, contra a vontade da população, em nome do equilíbrio fiscal. A CPMF era para ter acabado em dezembro de 2002. A pedido de Palocci, na transição do poder, o governo anterior concordou em prorrogar a CPMF para fazer frente à crise especulativa causada pela iminência da vitória do Apedeuta. Ninguém fala disso. Lula não sabia de nada?

4- Se acabarem com a CPMF, acaba o Bolsa-Família. Falácia

Alguém tem dúvida que se a CPMF acabar o Apedeuta vai acabar com o Bolsa-Família? Só se ele for maluco. É a única coisa que mantém a sua popularidade em alta. Portanto é mera falácia e terrorismo verbal.

domingo, outubro 14, 2007

15 segundos de fama para um petralha


Quando eu faço minhas postagens, os comentários de petralhas que tentam me desqualificar ou ofender são normalmente apagados pois aqui é MEU espaço e não deles. Nunca fui a um blog petralha nem para debater de forma qualificada pois eles não aceitam mesmo. Assim seria perda de tempo. Mas recebi um comentário em meu post anterior complementado por um texto lá no Wordpress de um tal Paulo Souto, que tenho a certeza é mais um pseudônimo dos patrulhadores petralhas de plantão que pululam que nem moscas varejeiras na blogosfera com o objetivo único da desqualificação pura e simples, quando não da agressão gratuita. Perdi 15 minutos do domingo para responder.


Cliquem neste link para lerem o comentário e a resposta.

Tem hora que a gente deve dar um freio de arrumação nessa raça, certo?

quarta-feira, outubro 10, 2007

O “imbróglio” Renan sob um ponto de vista atravessado ou ...

“Mais uma teoria conspiratória com muita chance de ser verdade”



Já se vão 4 meses e o assunto Renan ainda não está resolvido. Pelo contrário, está ficando cada vez mais embolado.

Qual o motivo de tanta resistência do senador?

Soberba? Teimosia? Caradurismo? Sede de poder?

Nada disso. O motivo é a aprovação da CPMF. Por que? Vamos analisar.

Leiam mais aqui

quinta-feira, outubro 04, 2007

Foi mera coincidência

Eu tinha recebido uma sugestão do David para fazer um vídeo sobre o PMDB, baseado no podcast anterior. Demorei para produzir mas finalmente cheguei a um termo. Coincidiu com a demissão dos ilustríssimos Senadores( com "S" maiúsculo) Pedro Simon e Jarbas Vasconcelos da CCJ do Senado, por exigência do senador (com "s" minúsculo) Renan Calheiros e seu "pau-mandado" Valdir Raupp. Só agora soube do ocorrido. Lamento muito que o PMDB tenha descido a tal ponto. É de fato a decadência moral deste partido.
Vejam o vídeo.





Update de 08/10/2007

1- Complemento do post - leiam aqui

2- Atendendo ao meme da Star e da Patinha:

Estou fazendo uma tradução de um relatório técnico para o inglês e o livro ao meu alcance é o Dicionário Inglês-Português / Português-Inglês - 6a. edição de Osvaldo Serpa que na sua pág. 161, 5a. linha, traz o verbete "CROSS-EYED - adj. estrábico, vesgo"

Hehehe, estrábico, vesgo, é o boboca que votou no Apedeuta e no PT e não consegue ver o que está acontecendo à sua volta. Repassando para mais 5 blogs, vamos lá!

Nat, Gusta, Patrick Gleber, Keikas e Alcinéa - It´s up to you my friends!

segunda-feira, outubro 01, 2007

Brasil, o país dos impostos(2)

Tópicos-resumo do post anterior:
  • Temos hoje 80 tributos diferentes no Brasil;

  • A legislação é complicada e custa às empresas 80 bilhões por ano em administração tributária;

  • O fisco brasileiro é imperial, burocrata e autocrata. Parte da premissa que o cidadão-contribuinte é sonegador até prova em contrário;

  • A qualidade de atendimento ao público é inversamente proporcional à massa de dinheiro arrecadada.

*******


Os empresários brasileiros são os que mais sofrem com a complicação das leis e com a burocracia. São hoje mais de 5 milhões de empresas no Brasil, das quais 95% são microempresas e pequenas empresas. Essas empresas respondem por 80% dos empregos.
Incluem-se neste número as adesões advindas do Super Simples que ao contrário do que o governo alardeou não foram mais 3 milhões de empresas que aderiram e sim simplesmente 3 milhões, incluindo as que já haviam optado pelo Simples do FHC e as novas.

Aqui, dou uma paradinha.

Das empresas que eram optantes do Simples, a grande maioria, com a adesão forçada ao Super Simples tiveram sua tributação aumentada de no mínimo 30%, chegando até a 5 vezes mais!!!
Isso porque a alíquota mínima do Simples era 3% do faturamento e passou para 4% no Super Simples. E quem não tem folha de pagamento superior a 35% do faturamento passa a pagar alíquota de 15%.

Hoje, 90% das empresas cadastradas no CNPJ têm problemas com o fisco, dos mais variados tipos e são impedidas de obter a Certidão Negativa de Tributos . À primeira vista isto poderia parecer que 90% dos empresários são sonegadores mas não é bem isso.

A maior parte dos apontamentos se refere justamente à burocracia. Um código de recolhimento digitado de forma errônea já implica em problema. E sabem quantos códigos de recolhimento existem só na Receita Federal e Previdência? Mais de 300! Somando os códigos da Receita Estadual e Municipal, devemos passar de 1000 códigos. E o empresário só vai saber se recolheu em código errado no dia em que receber um aviso que tem “problema”. Isso pode acontecer entre um a 5 anos, se o contador não percebeu o engano antes. Se percebeu antes, ótimo.Para corrigir, é fácil. É só entrar na Internet e fazer o Re-Darf. Mas se o débito foi encaminhado para a dívida ativa (e o Fisco normalmente faz isso sem avisar o incauto), é pior. Vai ter que entrar na fila, pegar a senha, entrar na fila de novo, explicar pro atendente que o focinho do porco não é tomada. O atendente, se der tudo certo, vai proceder ao que eles chamam de envelopamento. O processo vai para Brasília e se tudo correr bem, demora uns 4 a 5 anos para ser apreciado. Enquanto isso, a empresa fica impedida de tirar a Certidão Negativa.Se o recurso for julgado procedente, ok. Se não, vai pra Justiça Fazendária.

Segundo a imprensa informou semana passada, a Fazenda alega que existem 630 bilhões de reais em impostos sonegados no Brasil (25% do PIB). Mentira. Isso é puro terrorismo, bem ao gosto dos “leões” .Uma grande parte deste valor são débitos contestados administrativa e judicialmente, valores em processo de parcelamento. Mesmo assim, a Procuradoria da Fazenda vai enviar os CPF e os CNPJ de todos lá listados para o Serasa (cadastro de maus pagadores do sistema comercial e bancário). Pura chantagem e o que é pior, inconstitucional ainda mais que o governo já tem o CADIN (Cadastro de Inadimplentes da Receita Federal) para isso.

Conheço muito empresário (pequeno) que para se livrar da brutal burocracia necessária para contestar uma cobrança indevida da Receita paga de novo o imposto, se for valor pequeno. Nesse caso, o Estado age exatatamente como o fiscal corrupto que cria dificuldade para auferir facilidade.

E aí reside uma das grandes fontes de corrupção. A constante mudança de leis,regulamentos, decretos, deliberações, causa tanta confusão que você pensa que agindo de acordo com o procedimento da “grampola” está certo mas o que vale agora é a “parafuseta”. Um tempo depois, passa a valer a “catarineta”, associada à lei da “parafuseta” que cancelou a “grampola”. E o contribuinte acaba por tornar-se involuntariamente um “fora-da-lei”, um sonegador ou inadimplente no linguajar dos “leões”.

Mas o pior mesmo, é a carga tributária a qual mais do que excessiva, é escorchante e injusta e atrapalha a vida do cidadão (ops, contribuinte) brasileiro.

Esse assunto fica para o próximo post.

quarta-feira, setembro 26, 2007

Brasil, o país dos impostos(1)

Existem hoje no país, 80 tipos de tributos Federais, Estaduais e Municipais entre impostos, taxas, encargos trabalhistas e previdenciários e contribuições (vejam lista aqui).

A legislação relativa à tributação por sua vez é um cipoal de leis, decretos, resoluções. É uma coisa tão complicada que as empresas por menores que sejam precisam contar com especialistas para destrinchar a legislação e estar sempre a par das novidades. São contabilistas, advogados, economistas, office-boys, escriturários, que custam às empresas tempo e dinheiro improdutivo.

Levantamento recente mostrou que em média as empresas gastam 2.400 horas por ano só para atender o Fisco. Isso corresponde a um gasto anual médio equivalente a 3% do PIB ou 80 bilhões de reais totalmente improdutivo para as empresas, encarecendo seus produtos.

Nem todos podem pagar esta assessoria toda e por isso muitas vezes são surpreendidos com um apontamento no fisco.

Na maioria das vezes é quando necessitam de uma certidão negativa e ela é negada pela repartição competente (muitas vezes, incompetente). Até pessoas físicas sentem o problema. Na hora da declaração do Imposto de Renda quantos não precisaram pagar um contador ou contar com a ajuda de um advogado amigo para poderem elaborar sua declaração? Quantas pessoas já caíram na “malha fina” sem entenderem porque? E a Fazenda é imperial apesar de estarmos em uma república democrática. Seu símbolo é um leão. Aquele que vai te matar.

Um errinho no preenchimento do endereço ou do código e pronto! Sua declaração cai na malha fina e a restituição demora às vezes anos para ser depositada na sua conta, te dá trabalho, preocupação e você se sente tratado como um bandido embora não seja. Mas independente de você pagar a mais ou a menos, pagou sempre um ano antes para receber no mínimo um ano depois.


É que nem ser assaltado. Que não tem na família pelo menos um caso similar?

Cidadão para a Fazenda não é cidadão. É contribuinte. Mesmo que não tenha renda mas precise ter uma conta em banco ou ter um bem mesmo que doado, ou viajar para fora do país, precisa ter o tal do CPF. Para contratar um serviço de TV a cabo ou de Internet, precisa ter CPF. Para abrir um crediário, precisa ter CPF. Para obter um emprego com carteira assinada, precisa ter CPF. E adquirindo um CPF, deixa de ser cidadão, passa a ser contribuinte. Se não tiver renda ou a renda for inferior ao mínimo tributável, tem que declarar que não ganhou o suficiente, está isento. Se a Fazenda achar que você está errado, passa a ser taxado de sonegador ou inadimplente, até provar que “focinho de porco não é tomada”.

A Fazenda brasileira é como as fazendas do século 19. Seus administradores são como feitores. Os contribuintes via de regra são tratados como escravos na senzala. Para os administradores fazendários, todo contribuinte é sonegador em potencial até que prove o contrário. O Estado brasileiro deu muito poder aos funcionários públicos da Fazenda e eles não se fazem de rogados. Usam e abusam desse poder. A Lei os apóia e incentiva a atitude arrogante e por vezes autoritária.

As repartições da Receita Federal, da Previdência Social, agora uma coisa só chamada Super Receita só atendem em horários especiais. E atendem mal. Mal é pouco. Atendem pessimamente.

O contribuinte comum precisa chegar de madrugada para entrar numa fila que é para pegar uma senha. Essa senha serve para ser atendido. Se tiver Internet, fica mais fácil mas só para poucas coisas como consultas. Na maioria das vezes, tem que pegar a maldita da fila, se encher de paciência pois sabe que vai ser mal atendido e com desleixo, por funcionários no mínimo mau-humorados e até arrogantes.

No próximo post, vou falar sobre as dificuldades dos empresários com relação ao Fisco.

Consultem aí do lado o impostômetro. Vejam quanto o Estado arrecada do contribuinte brasileiro. O texto acima é uma amostra pequena de quão pouco nos é devolvido, ainda assim com muita, mas muita má vontade e dificuldade.



Update de 27/09/2007 : Dei uma sacudida na poeira do União e Ação. Cliquem aqui para verem

Update-2 de 27/09/2007: O Noblat lançou no seu blog a enquete "Quem matou Taís?" . Votem AQUI, na enquete paralela do blog Prosa e Política, "Escolha seu Assassino Preferido".

sexta-feira, setembro 21, 2007

CURTÍSSIMA E GROSSÍSSIMA

O "seu" Abadia, segurança do shopping goiano, achou 10 mil reais e devolveu para o dono.

A grande maioria dos deputados, senadores, membros do executivo e militantes petralhas (principalmente) teriam pego a grana, olhado para lá, pra cá...Se ninguém viu, fariam o que?

Com certeza, embolsariam. Achado não é roubado, certo? Essa é a ética da Máfia.É também a ética dos políticos de hoje.

E o "seu" Abadia, o segurança honesto, continua ganhando o seu parco salário. Com certeza, dorme em paz, certo que cumpriu seu dever. Ainda sonha com o Bolsa-Família que como viu o "presimente" falar na TV ,
vai fazer com que ele um dia deixe de ser pobre.

UPDATE DE 24/09/2007: Eu havia esquecido de ontem avisar aos meus 3 leitores que tem podcast novo. E aí do lado um link para o IMPOSTÔMETRO para vocês saberem quanto pagaram de imposto até hoje com todos os detalhes.

sábado, setembro 15, 2007

OS ALOPRADOS DE LULA&CIA BELA - UM ANO DEPOIS


"Parabéns pra vocês! Nesta data maldita!Aloprados petistas, vocês tão na minha fita!
E pros aloprados? NADAAAAA! E pra honestidade? TUDOOOOOO!]
É pique! é pique! é pique, pique, pique! Rá Tim Bum! Aloprados! Aloprados!Filhos da Puta!"


Hoje faz um ano que essa grana toda aí abaixo( Um Milhão e Setecentos Mil Reais!!!) foi apreendida pela Polícia Federal num hotel perto do aeroporto de Congonhas. Ela se destinava a comprar um dossiê fajuto que incriminaria José Serra e Geraldo Alckmin e os prejudicaria na campanha eleitoral em curso. Junto com a grana, foram presos dirigentes do PT, que o seu líder máximo, hoje presidente da Republica de plantão, chamou de aloprados. Até hoje, ninguém se apresentou para reinvindicar a propriedade da grana, e os aloprados não foram punidos, porque o assunto foi devidamente abafado com a ajuda do então ministro Marcio Thomaz Bastos, o advogado da petralhada responsável pela putaria que assola o país, hoje curtindo sua "dolce vita" no Clube Pinheiros e na sua mansão no Guarujá.

Mesmo assim, até hoje os Irmãos Petralha da vida tentam reverter as evidências acusando a mídia que revelou o caso de golpista, só porque ela mostrou com todas as cores no horário nobre da TV a fracassada tentativa de chantagem política que iria ser financiada a peso de ouro. Eu disse na época que tinha uma forte desconfiança de quem seriam os "investidores" dessa empreitada e mantenho até hoje minha desconfiança.Mas esse é outro assunto. Um dia a sujeira aparece.


P.S.:

Àqueles que eventualmente se ofendam com termos de baixo calão utilizados neste post, lembro: O que os lulo-petistas estão tentando fazer com o Brasil é muito mais obsceno.

quarta-feira, setembro 12, 2007

Como votam os Senadores na CPMF?

Vejam abaixo a minha avaliação. (SIM-a favor, NÃO-contra, D-dúvida)
É só clicar sobre o nome de cada senador para acessar o seu email

Romeu Tuma SP D

RESUMO: 30 CONTRA A CPMF 40 A FAVOR 11 NO MURO
SÃO NECESSÁRIOS 33 VOTOS CONTRA PARA DERRUBAR A CPMF