Translator

terça-feira, outubro 23, 2007

The Invaders from Red Star – Nova Série -Episódio 6


No ano passado, iniciei a série que teve grande sucesso entre meus 3 leitores, denominada OS INVASORES DA ESTRELA VERMELHA - A SAGA. Foram 5 episódios que mostraram como essa raça chegou ao nosso planeta em 1978, especificamente num país tropical ao Sul do Equador. O quinto episódio da série mostrou qual o projeto dos tranbikeiros para se apoderar do país.

A nova série – A CONQUISTA se passa 25 anos depois a partir de 2003, quando finalmente os tranbikeiros chegam ao poder nessa grande nação tropical.

Conheçam os personagens principais e os 5 episódios anteriores
a partir deste link(cliquem para ler).
Ouçam também o podcast com a chamada para a nova série.

Epísódio 6 – ENFIM, NO PUDÊ!

Durante 25 anos (2,5 crocks na contagem de tempo deles) , os invasores de Tranbik seguiram fielmente o seu projeto de poder. Montaram o Partido dos Tranbikeiros, se infiltraram no meio dos trabalhadores da indústria local através de seus sindicatos, onde Molluska com o codinome Lul-La, rapidamente se tornou popular e líder da turma. Promoveram um monte de agitações, greves, passeatas, reinvindicações e se tornaram conhecidos pela população como os pretensos defensores dos pobres e oprimidos. Louis Gushy e Rick Vigaristoini haviam se infiltrado no meio dos bancários, Libanik no meio religioso, Zex Genuine na guerrilha (onde foi preso pelos militares no poder e se safou dedurando seus companheiros de guerrilha) e Suplyssysky na alta burguesia local juntamente com sua mulher Martax, onde serviram de informantes do Partido dos Tranbikeiros.

Zex Tranbik que havia vaporizado com sua arma desintegradora o jovem revolucionário em Cuba, assumiu sua identidade e com a anistia começou a se infiltrar no meio político local. Depois de um tempo, todos eles conquistaram popularidade suficiente e liderança política no meio da massa trabalhadora ignara, a ponto de se elegerem em cargos políticos importantes. A próxima etapa agora que estavam no centro do poder, era agir contra tudo e contra todos, sem se importarem com o mérito do assunto. Quanto pior, melhor. Criaram um código de comportamento próprio que consistia em se auto-proclamarem éticos e honestos, embora na realidade não agissem assim. Seus gritos de guerra e máximas preferidas eram : “Eu sou do contra!” , “O povo trabalhador, unido! Jamais será vencido!” , “Fora FMI!” , “Abaixo a burguesia!” . O país tropical passava por uma desestabilização econômica e inflação altíssima. A desigualdade social aumentava a olhos vistos e era o caldo de cultura ideal para sua manipulação prosperar, imaginavam os tranbikeiros.

Porém, com o correr do tempo, eles perceberam que esta tática radical não estava dando certo. Nem 30% do povo os ouvia e aceitava suas idéias. O país saiu da ditadura e os políticos locais que chegaram ao poder, com vários planos mirabolantes de estabilização seguidos e com uma política franciscana do tipo "é dando que se recebe" , iam enrolando o povo até que um líder local conseguiu finalmente implantar um sistema econômico que funcionava. O país começou finalmente a entrar nos eixos e o falatório radical dos tranbikeiros corria o risco de se perder no vazio.

Numa de suas assembléias intermináveis na sede do Partido dos Tranbikeiros, Molluska junto a sua inseparável garrafa de cachaça num lampejo de sabedoria, declarou: “Acordei brabo hoje.Si nóis num pode cumbatê eles, vamu nus juntá a eles! Sem medo de sermo felis!” . Foi ovacionado. Nunca antes nesse partido se ouviu uma frase tão brilhante. Não era à toa que Molluska era o líder. Suas frases de efeito sempre conquistavam os corações e almas dos militantes.
E assim foi feito. Durante mais de um crock(dez anos), ao mesmo tempo que uma parte dos tranbikeiros continuava com a postura radical assustando investidores, tentando desestabilizar o país, outra parte entre eles Molluska, passou a prometer ao povo tudo aquilo que os políticos locais prometiam e com isso numa disputa eleitoral, finalmente conseguiram chegar ao poder.

O líder máximo de Tranbik, Molluska agora com o codinome Lul-Lala, tornou-se Presidente da República Tropical. Essa vitória corria o risco porém de se transformar numa vitória de Pirro pois os tranbikeiros não tinham maioria no Congresso do país. Então Zex Tranbik o ex-Primeiro Ministro de Tranbik agora nomeado Chefe Geral da Tranbikagem mais uma vez, veio com a solução.
(continua no próximo episódio)

Nota do autor: Esta é uma obra de ficção.Qualquer semelhança com fatos verdadeiros ou pessoas será mera coincidência

30 comentários:

JULIO MARION disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Ricardo Rayol disse...

vivas .... fez um belissimo retorno dos que não se foram jamais.

tunico disse...

Atenção. O petralha invasor mudou de nome. Agora é julio marion. Nome de travesti.

Clau disse...

Tunico, que bom que nos trouxe de volta o planeta Tranbik!

Eu adoro esta estória, aguardo ansiosamente o próximo capítulo :-)

BJs

Stella disse...

como sempre você nos brinda com ótimos textos
:-)

shirlei horta disse...

Enviei dois e-mails pra você sobre sua URL.

(estou acompanhando sua saga rsrs)

andre wernner disse...

Perfeitamente meu caro Tunico, é realmente obra de ficção não apenas o relato, como também a situação em que vivemos nesse país imaginário, onde o “é dando que se recebe em votos” e “perdoando os cumpanhêiro” que se fortalece a orgia, afinal, a esquerdopatia tomou conta da República, criando ilusão, “bolsa cala-te boca”, e um exército de paus mandados para fazer barulho, sempre que necessário.

Essa República imaginária está em rápido processo de regresso à idade da pedra, da truculência, da mesmice e da desfaçatez, onde os poderosos mandam à revelia da lei, enquanto os habitantes cumprem por não terem a quem recorrer. Já não dá mais para confiar nem no bispo... Renascer é preciso!
Abs

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Tô ficando é com medo de saber o final desta História.
Tunico, na verdade, são quatro os seus leitores.Não tenho comentado mas leio-o.he he he !

Alcinéa Cavalcante disse...

Adivinha se eu vou perder algum episódio? Nem morta!

ZEPOVO disse...

Muito legal, percebe-se claramente a capacidade tecnológica dos invasores e a inteligencia estratégica da Estrela Vermelha.
Estamos dominados e perdidos, quem capitular não vai sentir nada...vai até gostar!

Fabrício Quintanilha disse...

Tunico,

Melhor que "Star Wars", o único problema é que falta um mocinho contra o Império do Mal. E ao que tudo indica o Lul-Lala não será derrotado nunca. Nos resta ficarmos assistindo, estarrecidos, a grandeza dos defeitos especiais.

...

A propósito, cheguei ao seu blog através do mataador, da Shirlei. Gostaria de saber se, por acaso, você não comentava no extinto politicaecia, do Fiúza. Lá eu assinava como Antoine Roquentin.

Um abraço!

tunico disse...

Fabrício, calma que o mocinho vai aparecer. aliás, veja os episódios anteriores. Já tem 2 mocinhos lá.

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Tunico, eu tenho deixado reclames lá no CA, mas os comentários estão na moderação.Tentarei por e-mail.Aqui na sua página está normal.Hoje o Blogger está meio pesado mesmo, desde manhã.
Tentarei entrar em contato com o C Antônio, pois desde sábado ele não aparece.E ele sempre posta duas vezes diárias.
Qquer coisa eu aviso

roça coisa e outra limpa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
roça coisa e outra limpa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Tunico, estes dois últimos roças acima não sou eu
Confere?E, por favor não lhe dê atenção

Star disse...

Cruzes Tunico tem até petralha clonando seus leitores, como foi comprovado vc tem muito mais que 3.

Falando nisso, eu só posto logada, se não tiver fotinho, não sou eu.

Agora seu texto é magnífico, fico no aguardo dos próximos espisódios, hoje meu post fala da importação de tranbikeiros.

Já temos os tranbikeiros merdim brasil, os merdim venezuela e agora conquistamos o gosto dos merdim espanha.

tunico disse...

Eu não disse que essa raça é do outro mundo? Clonam os outros para fazer fazem gracejos de mau gosto e ofender.Ah escrevem tudo errado.O Roça virou ROCA, hehehe...

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Tunico, nada de resposta por parte do CAntônio, nem no blog e nem por e-mail.Agora estou mesmo ficando preocupado.
Olha, o post que eu assino lá foi permitido por ele dias atrás.
Bom, espero que seja apenas um cansaço, e que ele volte logo
Abraço.

Santa disse...

Oi, oi...

Estou em trânsito, rumo a Barcelona. Obrigada pelo carinho.

Bjs

Clau disse...

Tunico, estou viajando e não pude responder com a devida calma seus comentários sobre a oposição.
Li rapidamente e acho que concordo com o Eduardo Jorge.
Vai passar sim e, se bobear, com folga.
Beijos e até a volta, vou respirar ares londrinos...

Fabrício Quintanilha disse...

Caro Tunico,

Fui ler os episódios anteriores (só não consegui ler o 4º). Achei os dois "Heróis", ainda jovens, prester a iniciar o que seria a parca resistência armada (armada com caneta) do país.
Pelo que entendi, Dioguinho vai crescer e se tornar um certo "Capitão Diego", Super-herói ipanemense e pretenso Oráculo. Mas ao que tudo indica, a batalha está perdida...

...

A propósito, odeio o Mainardi.

Explico-me: o cara prometeu derrubar o Lula, e até agora nada! Fracassado...

...

Um abraço, e boa tarde.

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
tunico disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

O FDP é a cara de quem governa este país nos dias de hoje, é só na base do crime mesmo.
Putz!Por quec essa gente não vai mostrar toda sua genialidade no blog do dirceu, jussara, etc?...Não tem o que dizer, FDP?
Tunico , o que estes pilantras querem é atenção?Se puder contar com os federais, faça isto.Esta corja não respeita nada nem ninguem.São uns sociopatas desgraçados.

tunico disse...

Mais informação sobre o canalha que brinca com coisa séria.
Nickname, email, blog fictício e IP. Como vêem o octal 201.58 é o mesmo o que significa IP variável, mas da mesma fonte ou seja, Velox de BH.
Paulo Souto | psouto7775@yahoo.com.br | naotenho.com.br | IP: 201.58.7.236

tunico disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
besta humana que faz esse tipo de comentário disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
roça limpa é outra coisa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
tunico disse...
Este comentário foi removido pelo autor.