Translator

sábado, dezembro 01, 2007

Quatro anos + 1 dia. Continuando a caminhada, agora mais acelerada.


Esta semana eu participei de uma reunião política muito informativa e esclarecedora. O objetivo desta reunião foi ouvir e debater com uma pessoa influente no meio político brasileiro e que pela proximidade com o poder, com o jogo político, sabe muito mais coisas que nós aqui da arquibancada.

De acordo com o que esta pessoa nos confirmou, o plano do terceiro mandato é real, está em pleno curso, passa pela aprovação da CPMF e pela disputa da presidência do Senado. Muito mais pela aprovação da CPMF. E que o governo está disposto a gastar muitos bilhões para aprová-la.

Uma revolução não se faz só com ideologias. Para fazer uma revolução e mudar o regime político, é necessário principalmente dinheiro. Dinheiro para comprar consciências, para financiar movimentos marginais. Daí o nervosismo de Lula e seus destemperos verbais recentes. Existe o risco iminente de se perder uma importante fonte de financiamento de um projeto de poder que está em curso já há muitos anos. A CPMF na realidade financia a compra pura e simples das consciências através do assistencialismo. Somente um terço deste imposto vai para a saúde. O resto vai para os ‘programas sociais” que na realidade servem para em nome da erradicação da pobreza, financiar os MST´s da vida e calar os desassistidos e deseducados que com a boca cheia de arroz, farinha e feijão, não conseguem gritar por condições realmente sustentáveis de vida.

É mentira que com a CPMF irão melhorar a educação. Não interessa aos mentores do projeto de poder ter um povo educado viu, Senador Cristóvam? Um povo educado mesmo que com fome, tem consciência de cidadania. Tem condições de realizar se está sendo manobrado ou não.

Com 40 bilhões a mais no cofre ano que vem, o próximo passo será comprar mais consciências nas eleições municipais além de manter as já conquistadas. Será muito mais fácil aumentar o número de prefeitos e vereadores que na realidade são os políticos que estão mais perto do povo e que influem decisivamente nos corações e mentes dos desassistidos e deseducados. Com os 80 bilhões adicionais a partir de 2009, ficará ainda mais fácil aprovar o "plebiscito democrático” da extensão do mandato do presidente. Uma vez consolidado um terceiro mandato, não haverá mais a necessidade da CPMF. O projeto de poder terá dado um grande passo. O toque final será abolir este imposto em 2011 e assumir a paternidade da redução da carga tributária com o intuito de anular a reação da já combalida classe média pensante. Afinal, alguém duvida que quem já se apossou desavergonhadamente da paternidade do Plano Real, da economia estável, do crescimento das exportações, da crescente produção de petróleo e dos programas assistenciais não é capaz de realizar tais ações?
Portanto, vai aqui um apelo aos que ainda têm condição de reclamar e pressionar:

A próxima semana será crucial. Mandem emails para os senadores. Seus endereços eletrônicos estão neste link. Mandem se possível emails todos os dias para todos os senadores que dizem estar contra a CPMF e para aqueles que ainda estão no muro. Lembrem-se: o que mais assusta um político é a possibilidade de não ser reeleito. Bastam 33 votos contra a CPMF e falta muito pouco, eu diria mais dois ou três votos. Concentrem-se mais nos senadores Pedro Simon, Sérgio Zambiasi, Geraldo Mesquita, César Borges, Romeu Tuma, Jonas Pinheiro, Flávio Arns, Cristóvam Buarque, Jefferson Peres, Osmar Dias, Patrícia Saboya, Lúcia Vânia, Eduardo Azeredo. Não percam tempo com os senadores petistas nem com os da turma do Renan e do Sarney. Já estão dominados e devidamente acolhidos no seio governista.

Para aqueles que se opõem a este governo, repasso um conselho que me foi dado pela pessoa que estava nesta reunião. Unam-se em torno dos partidos de oposição. Unir-se não é acreditar somente. É pressionar também. É ser pró-ativo.

Os líderes da oposição têm toda a razão. Esta é a hora de acabar com a CPMF. Não só pelo dinheiro, o buraco é muito mais embaixo. Acabar com a CPMF será uma grande vitória da verdadeira democracia sobre a falsa democracia lulo-petista.

8 comentários:

Jussara Gehrke disse...

assustador,
onde chegaram!

tita coelho disse...

Postei sobre o teu comentário...e sobre a CPMF agora pouco!
O que me indigna é que o terceiro mandato vem aí...e os políticos não estão fazendo nada!
Os movimentos indignados e massa de manobra...leia- se UNE, MST, Sindicatos apoiam o Governo... para tirar o apedeuta do poder deveria existir mobilização...e isto realmente requer financiamento! Não são todos que tiram sua bundas do sofá para reclamar!! Nosso futuro é "Venezuela"!!
Beijos

tunico disse...

Tita, políticos da oposição estão fazendo, sim! Pelo menos tem gente tentando. A oposição bobeou lá atrás no caso do mensalão e agora tentam reverter. Será difícil mas um apoio da sociedade pensante é muito importante.

MARCO ANTONIO disse...

TUNICO,

Quanto menos dinheiro nas mãos do governo, melhor. O oposto é sempre pior. Essa incluive é uma lei da natureza.

Ozéas disse...

Grande post, passa por ai mesmo.
Barricadas.
Abç

Ricardo Rayol disse...

Meu amigo, espero que eles tenham consciencia, mas quando se trata de fisiologismo isso passa longe. Mesmo sem CPMF é só os caras arrumarem outra fonte de financieamento para conquistar corações e mentes. Cambada de vendido.

http://hariprado.personal30.net/ disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
shirlei horta disse...

Também acho que esse é um momento de união. As diferenças existirão sempre e devem ser tratadas, civilizadamente, dentro das leis. Não é o que faz a quadrilha que está aí.