Translator

quarta-feira, dezembro 12, 2007

É hoje? Será? Não sei.O que acham?

O assunto político do dia é claro, é a votação da CPMF, prevista para hoje às 16 horas.

Como o governo ao que parece não alcançou ainda os 49 votos para aprovar a prorrogação deste imposto, está empurrando com a barriga a votação enquanto tenta comprar mais algum coração e mente senatorial.

Nas minhas contas, pelo que leio na mídia e assisto principalmente na TV Senado, a oposição que precisa de 32 votos +1, tem garantidos 32. Seriam os 14 do DEM, os 13 do PSDB, 1 do PSOL mais Mão Santa e Jarbas Vasconcelos do PMDB, Mozarildo Cavalcanti do PTB e ainda o Senador Expedito Jr. do PR. Esses eu creio que não falham pois por motivos diferentes, não têm como voltar atrás.

O DEM que se revela o verdadeiro partido de oposição e está firmemente disposto a expulsar qualquer traíra.

O PSDB apesar da desconfiança que todos temos sobre seu comportamento ambíguo, foi longe demais nas afirmativas e agora se algum Senador trair a palavra vai ocasionar um racha tão grande que pode acabar com o partido de vez e de quebra levar uma maioria de eleitores de oposição para os braços do DEM.

Jarbas Vasconcelos tem opinião e pronto. Mão Santa está de olho no governo do Piauí e sua postura e popularidade certamente o credencia como favorito naquele estado em 2010 uma vez que o governo petista de lá é um verdadeiro desastre.

Mozarildo Cavalcanti além de ter sido humilhado pela Ideli “Bravatti” tem sido desde o início contra a CPMF e está de olho no governo de Roraima cujo eleitorado é oposicionista. Com a morte de Ottomar Pinto, ele terá grande chance em 2010.

Expedito Jr. só não foi para o PSDB porque o STF não permitiu mas podem crer que será o candidato pelo PSDB ao governo de Rondônia em 2010.

O senador do PSOL vota contra porque Heloísa Helena mandou e pronto. HH quer ver Lula pelas costas. Quanto pior pra Lula, melhor pra ela.

De quebra, existem outros senadores da base do governo que podem votar contra a CPMF. São a exemplo de Lula também metamorfoses ambulantes. Seriam eles:

César Borges (PR) , Romeu Tuma (PTB), que estão com a faca no pescoço ali colocada pelo seu ex-partido o DEM, que numa chantagem saudável ameaça tomar seus mandatos se não votarem contra a CPMF. Cesar Borges ainda está de olho no governo da Bahia em 2010 e se contar com o apoio de seu ex-partido mais o PSDB de lá tem chances pois além de ser ex-governador, com a gestão desastrada de Jaques Wagner que se anuncia pelas plagas bahianas, um apoio do partido do falecido “painho” ACM é de grande ajuda.

Osmar Dias(PDT) é um ex-tucano e tem a promessa de apoio do DEM e do PSDB de apoiá-lo novamente nas eleições para o governo do Paraná em 2010. Além disso, as conversas de pé de ouvido de seu irmão mais velho Álvaro Dias (PSDB) podem surtir efeito.

Geraldo Mesquita(PMDB) já se declarou contra e é outro que está de olho no governo do Acre. Sua chance lá é ter o apoio da oposição naquele estado em 2010.

Pedro Simon foi pego pela palavra. Escreveu carta ao senador Arthur Virgílio dizendo que vota contra a CPMF que hoje vai mostrá-la em plenário.

Conta muito também a pressão do eleitorado que através de emails entope suas caixas postais. Afinal, 70% da população é contra a CPMF ou melhor, a favor da redução de impostos.

E finalmente, o motivo principal. Político (qualquer um) tem horror a ficar sem mandato, de não ser reeleito. Através do mandato é que eles podem fazer suas maracutaias.

O que eu acho que vai acontecer hoje, caso o governo tope a parada de votar e não fuja da raia de novo:

Aberta a votação, se a oposição lograr atingir os 32 votos a porteira se abrirá. As “metamorfoses ambulantes” votarão maciçamente contra para sair bem na fotografia. Até voto do PT contra a CPMF vai aparecer. Acreditem se quiserem.

9 comentários:

Jussara Gehrke disse...

Tunico,
Espero que vc tenha razão, está tudo bem explicado aí, mas até a votação sabemos lá o que vai rolar.
Vamos torcer por uma boa surpresa.

bjuju

Fábio Mayer disse...

Torço para que a CPMF não seja aprovada... mas ainda prefirto esperar a votação, porque, sinceramente, não confio em nenhum parlamentar, todos eles tem seu preço, todos podem "mudar de opinião" em momento oportuno.

tita coelho disse...

Olha...li em algum lugar que o PSDB estava balançando para aprovar...não sei não...
beijos meus

tunico disse...

Uma coisa que estou notando na fala dos pais da pátria é que os senadores do PT estão berrando ao falar. Nunca dantes nesse Senado desde que o PT ganhou as eleições eles berravam tanto.Quando eram oposição se esgoelavam no plenário. É o desespero de ver a mamata estar escapando pelos dedos.

Jussara Gehrke disse...

Foi mesmo Tunico, também observei isso nas mais de 8 horas que fiquei acompanhando cada discurso, a oposiçao berrava, o Mercadante ficou até roxo!...hehe...
Enquanto a oposiçao calmamente apresentava argumentos coerentes, os que 'defendiam' o Governo ficaram histriônicos.
Mais uma vez confirmada a máxima de quem mais grita é quem menos tem razão.
Adorei o Senado hoje!!!
Ainda é possível ter esperança!

(e o Lulla a essas horas - agora são 2 da manha - deve estar afogando as mágoas num uiscão)

Jussara Gehrke disse...

corrigindo:
(digitei muito rápido o texto acima)
eu quiz dizer enquanto o pessoal favorável ao Governo berrava, esguelava, se estrebuchava...hehe

eles sabiam que iriam perder e arriscaram até o ultimo minuto, vergonhoso o Presidente mandar a cartinha as 22:30

Star disse...

Tunico, não passou, mas não me animo, to esperando pra ver o que eles criam no lugar..

shirlei horta disse...

A vitória foi rasgadamente política. Vejamos pelo lado bom - além de desonerar o cidadão, deu-se mostra de que oposição é possível. Confiável não parece ser, mas possível. Vamos aguardar a reação do governo.

Ricardo Rayol disse...

Chegeui atrasado