Translator

quinta-feira, dezembro 13, 2007

The day after

Conforme o passarinho de Brasília me havia asseverado, parte da bancada do PSDB não roeu a corda. Tal passarinho é tucano com o bico e o saco roxo. Há 1 mês, ele me aconselhou. Tenha paciência e confie que o “vai-e-volta” faz parte da estratégia. É claro que uma estratégia pode ser furada por traidores. Havia este perigo. Afinal muitos generais perderam batalhas por causa de “quintas-colunas”. Mas a democracia interna do PSDB se fez valer. A maioria da bancada votou pela união em torno da derrubada da CPMF e a decisão foi mantida. Mas nesse “vai-e volta de negociações” , o governo cedeu muita coisa. O BNDES liberou empréstimos para o Rodoanel, para o Metrô de SP, para obras em Minas Gerais, liberou dinheiro do DNIT para estradas no RS que a União devia ao governo daquele Estado, liberou um montão de dinheiro em emendas parlamentares, inclusive para senadores da oposição.

É claro que em política o que menos existe é idealismo mas política é também pragmatismo e neste caso o pragmatismo foi plenamente utilizado em oposição à soberba e à mentira.

A oposição pagou aos lulo-petistas na mesma moeda. O governo fingiu que queria acordo e a oposição fingiu que aceitava. Lulo-petista nunca cumpre acordo mesmo que esteja em papel assinado e registrado em cartório. A oposição fez a mesma coisa. Disse que estava disposta a um acordo e nesse cabo de guerra ganhou algumas vantagens.

Mas agora, passada a ressaca da derrota é certo que os lulo-petistas vão culpar a oposição por tudo de ruim que acontecer no Brasil daqui para a frente. Até terremoto em Minas e furacão em Santa Catarina será culpa da oposição, a herança maldita vai voltar a ser propalada aos 4 ventos. Mas isso não é novidade,eles sempre fizeram isso. A oposição (DEM, PSDB, PPS e aliados) deve tirar de letra as acusações que virão, é só usar o bom-senso.

O importante de tudo isso é que o resultado foi extremamente didático. Lula e seus “cumpanhero” levaram no lombo uma lição de democracia. Se a CPMF tivesse passado, Lula não precisaria do Congresso para mais nada, nem da oposição nem de seus aliados. Não podemos esquecer que o resultado da votação foi também fruto de uma pressão da parcela da população e da mídia responsável que enxerga além dos discursos ufanistas e mentirosos do presidente apedeuta, de seus seguidores e dos aliados de ocasião.

Parabéns, Arthur Virgílio e Sérgio Guerra pela estratégia, apesar do Serra e do Aécio;

Parabéns, José Agripino e Rodrigo Maia pela postura;

Parabéns aos 7 senadores dos partidos aliados do governo pela coragem.

Não nos esqueçamos que ainda tem o segundo turno portanto, “sempre alerta” como dizia Frank Lloyd Wright.

Um especial voto de pêsames ao Pedro Simon pela triste participação no processo. Sua máscara de democrata sério, coerente e independente caiu no ocaso de sua carreira. Idade pode ser sinal de sabedoria mas isso não é dogma. A partir de hoje até o final de seu mandato, reze 10 vezes por dia o Ato de Contrição e a partir de 2011 aconselho que se retire para um convento franciscano em Santa Maria e penitencie-se pelo resto de sua vida.

12 comentários:

Jussara Gehrke disse...

Agora o Governo tem que ficar alerta, a oposição também, e nós mais alertas ainda!

Espero que seja o começo do fim do lulo-petismo.

tunico disse...

Hehe...Ju, continuo de olho. Você sabe.

Clau disse...

Assisti das 7 da noite até o final. Foi memorável. Adorei alguns senadores e continuei odiando outros. Alguns deveriam voltar para casa, envergonhados, com nariz de Pinochio por tantas mentiras contadas em tão pouco tempo.

Foi lamentável o pobre do Simon, né Tunico? Quem diria, se prestar ao papel de capacho de Lula e de sua bancada...Ainda bem que Arthur Virgílio deu o troco na hora.

Mas foi bom ver esta vitória, a sessão de ontem me fez acreditar que ainda existe uma alternativa, e que cabe a nós cobrar, cobrar sempre, para que o governo veja que o buraco é bem mais embaixo do que Lula imagina. Beijão

Fábio Mayer disse...

Tunico,

Vou conferir, mas acho que não tem segundo turno, quando a emenda é reprovada no primeiro.

Sobre o Simon, bem, ele sempre foi favorável à CPMF porque a ela o governo atrelou (mais) uma tentativa de salvação das contas públicas do Rio Grande do Sul. Não acho que isso macule sua biografia, até porque, pensou no estado dele, como um senador deve agir.

Sobre a CPMF, como eu disse, em termos de alivio tribuário foi vitória de Pirro, embora, claro, tenha grande significação política, porque freia aquele ânimo petista em fazer "reformas" que lhe perpetuem no poder. Nesse ponto, o processo marcou a existência de pelo menos un núcleo oposicionista capaz de barrar tentativas de alteração da constiuição federal.

Anônimo disse...

Cópia de parte de mensagem que enviei ao Reinaldo de Azevedo. É hora dos blogueiros anti-pt pegarem pesado:

Façamos oposição preventiva. A petralhada vem prá cima. Vamos pra cima deles também.

Sugiro até que o DEM e o PSDB reforcem os ataques. Tem de pegar no fígado da petralhada.

Sugiro uma comparação entre:

1. Aumentos de gastos perdulários (aspones, cartões corporativos, aumentos de salários de DAS acima da inflação, presidência, viagens, "ONGs" governamentais, verbas para congressos, passeatas, perdão de dívidas, publicidades, falcatruas, etc) do governo FHC para o do molusco, em valores anuais.

2. CPMF anual.

Uma comparação provará que a CPMF é menor que o aumento de desperdício. Portanto, é lula quem está tirando dinheiro da saúde. As oposições apenas estão impedindo que o governo roube mais do povo.

tita coelho disse...

Assisti tudo Tunico...haja estômago! Subestimei o PSDB....admirei o Arthur Virgílio por um dia e repudiei a atitude do Simon....achei uma vergonha!!!
beijos meus

Ricardo Rayol disse...

agora vem o rescaldo, será que o pgoverno pode bloquear o dinheiro? será pedro simom reencarnação de jesus cristo amem aleluia?

Stella disse...

não confio tanto no ato democrático do psdb, li que Virgilio já pensa em falar do retorno da cpmf com Lula, para mim são todos farinha do mesmo saco, cada um fazendo seu jogo de interesses, ninguém pensa no país. E prepare-se lá vem conta para pagarmos, pois corte de gastos nem pensar!

MARCO ANTONIO disse...

TUNICO,

O vai-e-volta já está acontecendo neste momento. Arthur Virgilio já declarou ser a favor do reotrno da CPMF, desde que seja em outro formato.

É como sempre digo: O PT É UM TIPO DE PSDB E O PSDB É UM TIPO DE PT.

Suzy disse...

Tunico, mas os ratos, digo, a tucanalha já começou a roer a corda.
Fazem jogo de cena com olho no ano que vem.
Eu quero um partido de Direita! (o DEM não é e PSDB=PT)
Abs

http://hariprado.personal30.net/ disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Hermano Leitão disse...

PREVISÕES PARA 2008

O ano de 2008 tem uma agenda de arrepios pulsantes. Reforma tributária fantasmagórica, eleições municipais, eleição presidencial americana, a entrada da Venezuela no Mercosul, a olimpíada de Pequim, crise financeira internacional, desaceleração econômica e inflação estão no cardápio da degustação de tempero saliente.

A DITADURA DOS IMPOSTOS

Em que pese a CPMF ter sido extinta no apagar das luzes de 2007 e a oposição à base alienada do governo ter encontrado uma bandeira para se comunicar com a sociedade civil brasileira, a ditadura dos impostos continuará a torturar os brasileiros em 2008. Não haverá reforma tributária na forma desejada pelos contribuintes. O Executivo, a exemplo do que fez na edição da Emenda Constitucional nº 42, tentará aumentar alíquotas de tributos como o IPI ou Confins, sob o mantra de que precisa compensar as perdas do imposto sobre cheque. Mentira: o governo quer manter o aparelhamento do Estado, os gastos perdulários, a corrupção e os apadrinhamentos políticos. O Supersimples virou Superarrecadação. A SuperReceita virou SuperCarrasco – as empresas continuarão a expender horas e horas para fornecer as papeladas ao INSS e à Receita, quando, se não fosse subjulgado pela burocracia federal, poderiam faze-lo racionalmente para um só. A metamorfose continuará, pois, em 2008.

O DRAGÃO DA INFLAÇÃO

O Presidente diz que não gosta de PACotes. Então, tá. Qual será o nome das medidas para combater a inflação? IGP-10 fecha 2007 com alta de 7,38% - feijão sobe 150% no ano!! Em 2008, o IGP-10 registrará taxa de inflação anual de DOIS dígitos, em razão de os preços das comodities, a demanda interna, os reajustes nos combustíveis e nos serviços pressionarem um realinhamento generalizado. Sim, o brasileiro voltará a conviver com o dragão da inflação e o Banco Central voltará a aumentar a taxa Selic. Em sentido contrário, o crescimento da economia será menor em 2008 e o balanço de conta-corrente será pressionado com a remessa de dólares ao estrangeiro. O Brasil finalmente sentirá os efeitos da chamada crise imobiliária mundial – não é atoa que a Caixa Econômica Federal teve de maquiar o balanço para esconder prejuízo histórico. A bolha Brasil será alfinetada.

ELEIÇÕES AMERICANAS

Graças ao fracasso do último mandato de George Bush – invasão pífia do Iraque, crunch no mercado financeiro, dívida interna estratosférica e outras mazelas farão o Partido Democrata sair vencedor na eleição presidencial. Hillary Clinton será eleita Presidente dos Estados Unidos da América. A agenda mundial sofrerá alterações significativas, a partir do pouso da águia e reavaliação da política externa americana. O petróleo continuará sua trajetória para cravar US$100,00 o barril. Hillary proporá uma América limpa – menos poluída (como o próprio Partido Democrata já encaminhou no Senado) -, menos belicosa – abandonará a doutrina do “eixo do mal” -, menos xerife – a alternativa será uma política de cooperação com a China, a Índia e a Rússia (quem diria?). A gestão da Senhora Clinton começará sob o signo da Paz – uma inversão do slogan à “guerra contra o terror”.
ELEIÇÕES MUNICIPAIS

O PMDB será o Partido que elegerá o maior número de prefeitos em 2008, embora não vença em nenhuma capital importante do país. As capitais de peso ficarão com o PSDB e o DEM. O PT amargará a quarta colocação no ranking de prefeitos. O resto comerá as migalhas. O tom das eleições será a apatia dos eleitores até o último instante. A Justiça Eleitoral será mais rigorosa e terá processos céleres na apuração de desvios eleitorais de abuso de poder e econômico. Infelizmente, não aparecerá nenhuma novidade no cenário político por causa da falta de renovação de lideranças – teremos os mesmos de sempre. A grande aposta é se haverá um ensaio para 2010 – ano de eleição presidencial, pois tem-se a impressão que o governo federal terminou e não tem mais nada a propor a sociedade – salvo a criatividade da máquina de propaganda petista, cujo apelo triunfalista já se mostra em esgotamento.


OLIMPIADAS DE PEQUIM

O mundo se curvará ao Império Chinês. O mundo dos esportes terá as Olimpíadas de Pequim. A China terá o maior número de medalhas de ouro – 40. Os Estados Unidos ficarão em 2º - 38. A Rússia em terceiro – 28. Japão em quarto – 17. Austrália em quinto – 15. Será o evento mais marcante do ano, porque coincidirá com o reconhecimento esfuziante do status de grande potência mundial da China. Seremos chineses desde criancinha, embora o dragão do Brasil seja diferente do dragão de lá. Mas, a China ensinará muito com os mascotes das olimpíadas: Beibei, um peixe que representa prosperidade e abundância; Jingjing, um panda com uma flor de lótus na cabeça, que simboliza alegria, felicidade e a interação do homem com a natureza; Huanhuan, a chama olímpica e a paixão pelo esporte; Yingying, o antílope, que simboliza a vastidão das terras nacionais e a saúde em harmonia com a natureza; e Nini, uma andorinha inspirada nas pipas chinesas, representa o céu e sorte para Jogos. Grande inspiração!