Translator

quinta-feira, julho 16, 2009

A galinha vermelha e o socialismo



Esta história ficou mais conhecida quando foi divulgada por Ronald Reagan, nos anos 70, que, quando era presidente dos Estados Unidos, reduziu a carga tributária e conseguiu aumentar a arrecadação.

Uma galinha vermelha achou alguns grãos de trigo e disse a seus vizinhos:
- Se plantarmos trigo, teremos pão para comer. Alguém quer me ajudar a plantá-lo?
- Eu não. Disse a vaca.
- Nem eu. Emendou o pato.
- Eu também não. Falou o porco.
- Eu muito menos. Completou o ganso.
- Então eu mesma planto. Disse a galinha vermelha.
E assim o fez. O trigo cresceu alto e amadureceu em grãos dourados.
- Quem vai me ajudar a colher o trigo? - quis saber a galinha.
- Eu não. Disse o pato.
- Não faz parte de minhas funções. Disse o porco.
- Não depois de tantos anos de serviço. Exclamou a vaca.
- Eu me arriscaria a perder o seguro-desemprego. Disse o ganso.
- Então eu mesma colho. Falou a galinha, e colheu o trigo ela mesma.
Finalmente, chegou a hora de preparar o pão.
- Quem vai me ajudar a assar o pão? Indagou a galinha vermelha…
- Só se me pagarem hora extra. Falou a vaca.
- Eu não posso por em risco meu auxílio-doença. Emendou o pato.
- Eu fugi da escola e nunca aprendi a fazer pão. Disse o porco.
- Caso só eu ajude, é discriminação. Resmungou o ganso.
- Então eu mesma faço. Exclamou a pequena galinha vermelha.
Ela assou cinco pães, e pôs todos numa cesta para que os vizinhos pudessem ver. De repente, todo mundo queria pão, e exigiu um pedaço. Mas a galinha simplesmente disse:
- Não, eu vou comer os cinco pães sozinha.
- Lucros excessivos!. Gritou a vaca.
- Sanguessuga capitalista! . Exclamou o pato.
- Eu exijo direitos iguais!. Bradou o ganso.
O porco, esse só grunhiu.
Eles pintaram faixas e cartazes dizendo ‘Injustiça’ e marcharam em protesto contra a galinha, gritando obscenidades. Quando um burrocrata do governo chegou, disse à galinhazinha vermelha:
- Você não pode ser assim egoísta…..
- Mas eu ganhei esse pão com meu próprio suor. Defendeu-se a galinha.
- Exatamente. Disse o burrocrata. Essa é a beleza da livre empresa. Qualquer um aqui na fazenda pode ganhar o quanto quiser, mas sob nossas modernas regulamentações governamentais, os trabalhadores mais produtivos têm que dividir o produto de seu trabalho com os que não fazem nada.
E todos viveram felizes para sempre, inclusive a pequena galinha vermelha, que sorriu e cacarejou:
- Eu estou grata, eu estou grata. Esse é o governo do social.
Mas os vizinhos sempre perguntavam por que a galinha, desde então, nunca mais fez coisa nenhuma… Nem mesmo um pão.

Esta fábula deveria ser distribuída e estudada em todas as escolas brasileiras. Quem sabe, assim, em uma ou duas gerações, sua mensagem central pudesse tomar o lugar de toda essa papagaiada, que insiste em assombrar nosso país e condená-lo à eterna miséria. Qualquer semelhança desses bichos com alguns abaixo é mera coincidência: “Sem-Terra”, “Sem-Teto”, “Quilombola”, “Com Bolsa-Escola Sem Escola”, “Puxa-sacos”, “Com indenização de Perseguido Político”, “Sem Vergonha”, “Assessores”, Corruptos,Governantes populistas etc.

8 comentários:

Patricia Ribeiro disse...

Nossa Tunico, eu nunca tinha ouvido essa história. Por isso é que gosto de vir aqui. São só novidades!

Marcos Pontes disse...

Tá esquecendo de um pequeno detalhe, tunico: as escolas brasileiras, particularmente as públicas, têm um viés esquedista terrível. professores de humanas dessa escola chamariam o alunado para fazer canja com molho de trigo.

tunico:uma pessoa comum,branco de olhos azuis disse...

Marcos, tem razão. Foi-se o tempo em que os professores das escolas públicas, ensinavam somente. Hoje, não ensinam. Doutrinam.

Laguardia disse...

Aproveitando a idéia da Passeata Virtual, faço aqui a sugestão de que no dia 7 de Setembro de 2009, façamos outra passeata virtual, nos organizando desde já.

Esta passeata, como a Fora Sarney, começaria no seu computador e terminaria em vários pontos:

Na presidência da República, No Congresso Nacional, No Supremo Tribunal Federal, na Procuradoria Geral da União, na Assembléia Legislativa de seu estado, no Palácio do Governo do seu estado, na Câmara de Vereadores de sua cidade e na Prefeitura de sua cidade.

A idéia é enviar o maior número possível de emails de protesto contra a situação atual, da falta de ética, de moral, de honestidade de nossos governantes e parlamentares.

Denunciaremos o governo federal por agir a margem da lei com a campanha eleitoral antecipada, o que é ilegal, e exigindo, como cidadãos, que fossem tomadas as devidas providências.

Os e mails seriam mandados para os seguintes enderêços:


Senado Federal: Alô Senado http://www.senado.gov.br/sf/senado/centralderelacionamento/sepop/?page=alo_sugestoes&area=alosenado
Câmara Federal: Fale com o deputado: http://www2.camara.gov.br/canalinteracao/faledeputado
Supremo Tribunal Federal – Central do Cidadão - http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/enviarDadoPessoal.asp
Procuradoria Geral da União - pfdc@pgr.mpf.gov.br
Presidência da República – Fale com o Presidente - https://sistema.planalto.gov.br/falepr2/index.php

Gostaria de ter a opinião dos leitores com relação a idéia.

Anônimo disse...

Jane Bürgermeister, jornalista austríaca, recentemente apresentou acusações criminais junto ao FBI contra a Organização Mundial da Saúde (OMS), Organização das Nações Unidas (ONU), e vários altos funcionários governamentais e empresariais relativos bioterrorismo.

Jane criou um dossie, entregue ao FBI, que mostra as evidencias de que o virus da gripe suína foi criado em laboratório e usado para exterminar parte da populacao e forcar lei marcial.
"Evidencias de que um sindicato internacional de criminosos corporativos, que se anexaram com altos oficiais do governo dentro dos Estados Unidos, estao levando adiante um genocídio em massa contra as pessoas dos Estados Unidos usando um vírus pandemico artificialmente (geneticamente) modificado, e um programa de vacinacao para causar morte em massa, ferimentos e despovoar os EUA de forma a trasferir o controle dos EUA para a OMS, a ONU e suas forcas afiliadas de seguranca...

continua
http://umanovaordemmundial.blogspot.com

WORF NETO disse...

Comunico que o RESISTÊNCIA E LIBERDADE está com novo endereço
http://resistenciaeliberdade.blogs.sapo.pt
Ficou impossível sustentá-lo através das inúmeras falhas, nos buscadores do Google e nos meus Feeds.
Muito Obrigado pela compreensão. Um grande abraço!

Fábio Mayer disse...

Uma cliente minha trabalha como desenvolvedora de livros didáticos. A empresa para a qual trabalha deixa absolutamente claro que os livros de história devem seguir linha marxista.

Para bom entendedor, meia palavra basta. Adivinhe para onde, vão os livros dessa editora?

Kozel® disse...

Alckmin(q deus o tenha),quando governador conseguiu façanha semelhante à Reagan.
Excelente e oportuna fábula,ontem ao engolir alguns chopps eu meditava,como o Brasil é rico,pois apesar de todos os desmandos(acho que nem a mente mais sórdida alcança a real dimensão do roubo neçe paiz)ainda somos grandes e crescemos,ainda que em bases mais modestas que China,India e Russia,
um abraço e bom fim de semana.