Translator

sexta-feira, julho 20, 2007

Essa é a reação dos petralhas..



Vejam neste vídeo a reação do Sargento Garcia e do assessorzinho de imprensa da Presidencia da República, comemorando sei lá o que ao verem a notícia do JN dando conta que EVENTUALMENTE haveria um problema mecânico no freio aerodinâmico do Airbus da TAM acidentado em Congonhas. Notem que o gestual do Sargento Garcia e do tipinho demonstra claramente que estão exultantes ao saberem que poderão com essa notícia, EVENTUALMENTE culpar alguém que não o governo.
A quem eles mandam "se fuder"? Quem o assessorzinho chama de FDP?(percebam no vídeo com uma simples leitura labial)

A imprensa? A TAM? As "zelites"? As oposições?

Para mim essa é a reação normal dessa gente, que se repete neste vídeo.Eles estão pensando como sempre pensaram. O povo brasileiro que se foda! O importante é estar bem na fita.

*******

Respondendo ao comentário do colega blogueiro, CA do meu post anterior :

O Aeroporto de Congonhas tem 2 pistas de pouso/decolagem que somam em área, 157.615 m2 . A pista principal tem 1940 m de extensão por 45 m de largura. A pista auxiliar tem 1435 m de extensão por 49 m de largura.
O custo informado pela Infraero para recapeamento das duas pistas foi de respectivamente, 11 milhões para a pista auxiliar e 19,9 milhões para a pista principal, totalizando aproximadamente 31 milhões de reais. Portanto, o custo médio por metro quadrado de pista importaria em R$ 196,68.
A capa refeita foi objeto de fresamento(retirada da camada superficial existente) e recapeamento, com correção das inclinações laterais que facilitam o escoamento de água para a rede de drenagem que margeia as pistas. O "grooving" é a execução de sulcos transversais na superfície do asfalto que reduzem o tempo de escoamento da película de água evitando o fenômeno da aquaplanagem. ao mesmo tempo, aumenta a rugosidade da superfície, melhorando as condições de atrito entre os pneus das aeronaves e o piso.

A espessura total da capa de asfalto de uma pista dessas é da ordem de 10 a 12 cm, porém as obras se limitaram à remoção e reposição da camada desgastada. Acredito que foi recomposta uma espessura média de 7 cm.

O custo de recapeamento para uma espessura similar em estradas é de R$ 85,00 /m2. Mas as condições de obras para Congonhas que obrigaram a trabalhos noturnos além das obras de sinalização e “grooving” podem mais que dobrar este custo. Um número aceitável em obras privadas similares seria R$ 170,00/m2. Se levarmos em conta que o governo demora muito para pagar as empreiteiras (às vezes até 90 dias depois de feito o serviço), um adicional financeiro poderia caber no preço final. Pela experiência, acredito que o valor empenhado é compatível.
Se houve superfaturamento, com grande probabilidade aconteceu nas obras do terminal. Em post antigo, eu apontei a diferença entre o orçado (90 milhões) e o gasto (300 milhões) na reforma do terminal. Aí a diferença é gritante.

9 comentários:

Markus disse...

Problemas no avião são secundários. O fato é: o avião pousou numa pista. Pousasse em Guarulhos num dia sem chuva com o mesmo problema e NÃO TERIA BATIDO!

Numa pista seca e longa, os freios bastariam. Logo, o fato primeiro é a pista, o secundário o avião. O acidente dependeu de uma pista extremamente molhada e sem grooving. Em uma pista seca, ou pouco molhada e com grooving, o avião teria parado em segurança.

Inverter esta ordem é inverter a realidade mesma. É querer fazer o rabo abanar o cachorro. O fato é que o aeroporto deveria estar fechado por causa da chuva forte.

tunico disse...

Markus, vc tem razão. Mesmo em Congonhas há pista suficiente para pouso em condições normais quando seca. Imagine que a pista de Santos Dumont onde também descem os aviões que descem em Congonhas, tem 1323 metros. E nunca houve acidente similar.De vez em quando alguém molha o bico na água mas hoje é raríssimo.Santos Dumont tem grooving.O problema de Congonhas é hoje a falta de aderência em pista molhada.Não precisa estar encharcada. Entre as mais de 300 vezes que pousei em Congonhas vários pousos foram sem que o piloto usasse o freio aerodinâmico. Somente um pouco de reversão de turbina e freio de rodas.Às vezes, somente o freio aerodinâmico(ailerons)e freio de roda.Depende do ponto de toque.O problema é a pista, sim!

Alice disse...

È vergonhoso !!!
Oi Tunico vc pode me explicar como coloco o youtube , o vídeo que não consigo .
Brigada .
Bjins

Stella disse...

Tunico, a cena é revoltante, é o escárnio deles para com a Nação

Suzy disse...

Tunico, vai aí uma "curiosidade": A pista do aeroporto de Cruzeiro do Sul, no Acre, quase divisa com o Peru, local aliás muito bem movimentado por narcotraficantes, é muiiiiito maior que a principal de Congonhas. Aliás, é das maiores do país.
Quanto ao Sargento garcia ser obsceno, vou usar aquele "slogan": "EU JÀ SABIA":
Ah, vê se aparece, né?

Saramar disse...

Tunico, escreic há pouco no blog do CAntônio e repito aqui: os monstros estão retirando suas máscaras. Agora afrontam até os mortos.

beijos, bom final de semana (se for possível).

Ricardo Rayol disse...

pelo jeito a parte dos tubarões foi cobrado antecipada

Fábio Max Marschner Mayer disse...

São de uma educação ímpar!

Para eles, a FDP da Imprensa do CaXX%**& é que é responsável pela PQP da por... do acidente!

Ever disse...

Bom dia,
bom acho que todos se lembram do slogam do apedeuta nas últimas eleiçoes: "Deixa o homem trabalhar"...

Pois é, ele e sua corja estão trabalhando sim, firmes e fortes para afundar e pilhar o país...