Translator

segunda-feira, julho 21, 2008

Comparações

Hoje estamos aqui blogueiros de todas as partes do Brasil e do mundo escrevendo graças à genialidade do norte-americano Bill Gates. Um gênio que em apenas 28 anos transformou o mundo da comunicação, divertimento e informação. Com 53 anos de idade irá se aposentar como um dos mais ricos homens do mundo e vai vai se dedicar à filantropia, dando incentivo aos mais necessitados. Ajudou e incentivou aqueles que a ele se uniram na base do mérito e construiu um império. Um verdadeiro gênio do bem.

De outro lado, temos no país imaginário de Nuncadantes outro gênio. O João. Com 63 anos de idade, o João passou a maior parte de sua vida útil, cerca de 28 anos (o mesmo tempo que Bill Gates levou para construir seu império com competência e trabalho) como um inútil, vivendo de ajuda dos companheiros, da sua palavra fácil, de falácias, de promessas impossíveis e de enganar os pobres e desavisados. Mas em apenas 6 anos também enricou. Remediado em Nuncadantes mas suspeita-se, bilionário nos paraísos fiscais deste mundo. Ajudou e incentivou aqueles que a ele se uniram na base da troca de favores, da degradação moral, da roubalheira desenfreada e em mais dois anos fará parte de um império das comunicações e se quiser, poderá até se aposentar e dedicar-se à filantropia com o dinheiro dos outros. Um verdadeiro gênio do mal.

10 comentários:

Fábio Mayer disse...

Pus óia:

Se fosse só o João, gênio brasileiro do mal, eu ficava feliz. Mas por aqui tem João, Maria, Paulo, Paulo, Severino, André, Cláudio, Fábio, Cleide, Joana, Rosana, Expedido, Luis, Fernando, Ciro, Rosalva, Jandira, Heloísa, etc... etc... e etc...

Aqui no Brasil, basta virar vereador para ser umpotencial gênio do mal...

paschoal disse...

Pois é meu amigo tunico, voce está corretíssimo, nada a acrescentar.
O pior dessa estória toda é que o nove dedos vai se eternizar no pudê.
Portanto, nos próximos vinte anos teremos que engolir o sapo barbudo,

Suzy disse...

"filantropia" com a grana dos outros é ótimo.

CAntonio disse...

Caro Tunico,

O Bye Bye de outro dia, foi apenas pró-forma (forma de quê eu não sei).

Gostaria mesmo de me mandar dessa nhaca de esboço de mapa do inferno chamada brazil. Infelizmente me faltam tempo$, muito$ aliá$.

Continuamos no front, até que Deus na sua infinita sabedoria resolva levar...(pensou que eu iria escrever o ME? Enganou-se.) o apedeuta estupidocorruptosacanadubadubá...

GrandAbraço

ZEPOVO disse...

Bill é o cara! Realmente soube tranformar sua genialidade em algo pratico no cotidiano, isto não é muito comum. Ficou bilionário, o que também não é muito comum entre os genios.
João tem também sua genialidade, nem vc pode negar, tivesse nascido nos EUA,seria eleito presidente - quem elege Bush, elege João - e hoje estaria distribuindo "bolsas" para os terroristas não sairem dos desertos...

obs:
João nunca foi desocupado ou inútil, passou muito tempo pavimentando seu caminho para melhor atingir seu objetivo.

"O maior prazer de um homem inteligente é bancar
o idiota diante de um idiota que banca o inteligente."

Ronald disse...

Muito bom, João, Socialista no discurso e um autentico capitalista nos atos. Tá, só queria mesmo era entender...

posturaativa disse...

Será que no país do João não tem MPF que possa investigar este enriquecimento ilícito?

Ricardo Rayol disse...

não é interessante como a vida toma rumos desconhecidos? ehehehehehehe

Ricardo Rayol disse...

ah e não esqueça que bill gates tem parte com o demo, talvez seja aí a semelhança com certo presidente latrino-americano

Saramar disse...

É, tem razão.
Excelente este paralelo entre gente que trabalha e enriquece e gente que se aproveita do trabalho alheio para enriquecer, senão ilícita, pelo menos, imoralmente. Não sei.

Pensar no Bill Gates, que construiu sua fortuna com a inteligência, a criatividade, o trabalho e agora a está distribuindo racionalmente para ajudar causas urgentes e importantes, é um alento, uma esperança sobre as possibilidades da humanidade.

Pensar no parasita-mor, que nunca estudou, nunca cresceu, nunca construiu nada, a não ser um bando de aproveitadores e exploradores da credulidade dos coitados que neles acreditam e, hoje, na posse do dinheiro alheio, usam-no para aprofundar a miséria, visando criar escravos mal pagos para que continuar no poder, provoca os instintos mais animais de qualquer pessoa decente.

O que fazer?

beijos