Translator

sábado, outubro 07, 2006

Debates do segundo turno

Lula disse ontem que irá a todos os debates, porque gosta de debater. Agora que a pimenta ardeu vocês sabem onde, ele decide ir. Ora,vejam só!

Quem viu o Roda-Viva e o noticiário de hoje, percebeu que a petralhada tentará levar o debate para o passado. Para a comparação entre o governo FHC e o governo Lula. Assim, creio que a turma de Alckmin, deve estar preparada para anular a lenga-lenga petista. Mas deve fazer isto atacando e não na defensiva. Tem que tomar a iniciativa caso o confronto seja este. E rebater as acusações com números e fatos. Eu preparei uma lista dos itens mais "batidos" pela turma da petralhada em forma de tabela do Word. Mas como não sei colocar isso aqui em forma de tabela, listo. Em azul, os dados do governo FHC e em vermelho, os dados do governo Lula.Se alguém tiver alguma adição ou correção me avise. Os dados desta lista foram obtidos junto aos sites do IBGE, Eletrobrás, BNDES, RedeGoverno, arquivos da FSP, Estado de SP.

1-EMPREGO E RENDA
A taxa de desemprego em dez/2002(FHC) foi de 10,5%. A taxa de desemprego em agosto de 2006(Lula) é 10,6%
Lula prometeu solenemente criar 10 milhões de empregos. Criou 4 milhões, insuficiente para atender o crescimento da população entre dezembro de 2002 até agosto de 2006.

A renda média em dez/2002(FHC) era de R$ 1069,00. A renda média em agosto/2006(Lula) é de R$ 1036,20. A renda média do brasileiro de 1990 a 2002 cresceu 48%. A renda média entre 2003 e 2006 decresceu 3%! No Nordeste cresceu 3,35% enquanto que no Sul-Sudeste decresceu 4,74%.

O consumo de frango no governo FHC subiu 86%, de iogurte,82%, de carne suína, 57%, de biscoitos,51%, de carne bovina, 35%. O consumo de cimento, que havia caído na década de 80, deu um salto de 45%, acima da média de 1991/1994. O número de brasileiros que detinham geladeira aumentou de 71,8%, em 1993, para 88 % em 2002. Rede de abastecimento de água passou de 75% para 81,1% dos lares. O arroz "Tio João" que o Lula disse que caiu de R$ 13,00 para R$ 5,00 no seu governo, hoje está em R$ 8,00.

2- PROGRAMAS SOCIAIS
Foram implantados no governo FHC entre 1995 e 2000, 12 programas sociais diferentes, constituindo uma
rede de proteção, com benefícios regulares para 37,6 milhões de pessoas pobres( 9,8 milhões de famílias). Os recursos para 2002 foram mais de R$ 30 bilhões. Esse valor ultrapassou o total arrecadado com o Imposto de Renda no país, da ordem de R$ 20,2 bilhões.O Bolsa-Escola, o Vale-gás,o Bolsa Renda, o Bolsa-Alimentação, o PETI, todos sob coordenação do programa Comunidade Solidária, garantiam até 90 reais mensais às famílias, só que de forma diferenciada, exigindo reciprocidades dos assistidos. Em 2001 foi criado o Fundo de Combate à Pobreza, para garantir recursos aos diversos programas.
O governo Lula, depois do fracasso do Programa Fome Zero, juntou os 12 programas de FHC em um só e o rebatizou de Bolsa-Familia. No processo de reinventar a roda, milhões de famílias ficaram desassistidas por um tempo. Hoje o Bolsa-Família atinge 11 milhões de famílias (1,2 milhões a mais somente do que os programas de FHC assistiam). Descontinuou o PETI(Programa de Erradicação do Trabalho Infantil).

3-ELETRIFICAÇÃO RURAL
PROGRAMA LUZ NO CAMPO-Criado em 1999, em 2,5 anos atingiu 2 milhões de pessoas.Foi rebatizado pelo atual governo para PROGRAMA LUZ PARA TODOS em 2004, em 2,5 anos atingiu 2,6 milhões de pessoas, sendo 90% no meio rural.Olha o PT se apossando de uma boa idéia e dizendo que é dele!

4-TRANSPORTES
A malha rodoviária brasileira tem 58 mil km de estradas. Só em SP são 20 mil km. Deste total, as estradas estaduais representam 70% e estão todas em ótimas condições.As estradas federais, salvo a Via Dutra, privatizada no governo FHC, estão em péssimas condições.Seriam necessários 12 bilhões de reais para recuperar as estradas federais brasileiras.
A CIDE é um imposto que foi criado sobre o custo do combustível para ser aplicado na conservação das estradas.Os recursos arrecadados no governo Lula e não utilizados da CIDE hoje somam 18 bilhões de reais para fazer superávit primário. Este dinheiro daria para recuperar toda a malha viária federal e ainda sobraria para construir mais 1500 km de estradas totalmente novas, além de criar milhares de empregos.
O governo Lula se vangloria de só ele estar melhorando os aeroportos brasileiros. O que eles não dizem é que o programa de ampliação e modernização dos aeroportos foi iniciado no governo FHC, com as obras de ampliação e modernização dos aeroportos de Guarulhos,Porto Alegre, Curitiba, Galeão e Brasília.
O governo Lula critica o governo FHC pela má situação das estradas federais mas não fez nada para melhorá-las a não ser no início deste ano, quando sob forte pressão partiu para um programa “tapa-buracos” sem licitação em 2,4 mil km(dos quais foram efetivamente executados não mais que 50%), executado na época das chuvas, o que significa que daqui a no máximo 2 anos estas estradas estarão de novo imprestáveis.Estradas novas? Somente foram construídos 269 km ! Hoje, 82% das estradas federais estão em péssimas condições de uso.
Enquanto isso a diretora da ANAC, ex-assessora de José Dirceu, destrata os familiares dos mortos no acidente do avião da Gol.


5-CORRUPÇÃO
Vejam este artigo com acusações de corrupção no governo FHC, nenhuma comprovada. Notem um detalhe: quem é o autor do artigo? Pasmem! O mensaleiro João Paulo Cunha.

http://www.revistaforum.com.br/ladob-45escandalos.htm

A CGU(Controladoria Geral da União) foi criada em 2001 e demitiu 592 servidores por corrupção até final de 2002(em um ano apenas).
O governo Lula MENTE dizendo que criou a CGU. A sua CGU de Waldir Pires, demitiu 471 servidores em 3 anos!

Alguns casos de corrupção e escândalos do governo Lula, denunciados e comprovados, com ninguém punido ou preso:

-Waldomiro Diniz e a propina, o escândalo dos Correios;Rogério Buratti e a GTEC
-Mensalão e os 40 ladrões

-Dólares na cueca do assessor do irmão do Genoíno

-Silvinho Pereira e a Land Rover da GDK
-Humberto Costa e os Vampiros

- Palocci e a quebra de sigilo do caseiro Francenildo
-Os Sanguessugas e o escândalo das ambulâncias que foram compradas na gestão Lula a um preço 5 vezes superior ao valor normal.
-Os Vedoin enrolados com o PT e o "dossiêgate" contra Serra/Alckmin
... e o Lula não sabe de nada disso? Enganem o povo que ele gosta!

6-PRIVATIZAÇÕES

De 1991 até 2002 foram privatizadas ou objeto de concessões mais de 170 empresas federais e estaduais,totalizando uma arrecadação de 87,5 bilhões de dólares e repasse de dívidas de 18 bilhões de dólares.Foram abertas concessões de serviços públicos para exploração da iniciativa privada.No caso específico das Telecomunicações: entre leilões e transferência de dívidas, o governo arrecadou 31 bilhões de dólares.Em 1994 havia 13,3 milhões de telefones fixos instalados no Brasil, número que saltou para 49,4 milhões em 2002, isto é, 271% a mais. O número de telefones celulares hoje é de mais de 80 milhões a um custo de aquisição de até 90 reais por aparelho com uso imediato contra um custo de 2000 dólares em 1993, e fila de espera de até 2 anos. O custo de implantação de uma ERB(estação radio-base) celular no sistema Telebrás em 1993 era de 1, 5 milhões de reais saídos dos cofres públicos. Em 2002, o custo de implantação da mesma ERB nas empresas privatizadas era de 150 mil reais.
A EMBRAER após a privatização, passou a ser a 3a. empresa fabricante de aeronaves do mundo.
A CVRD, quando estatal era um cabide de empregos. De 2001 a 2005 a Vale investiu 28 bilhões de reais. Como estatal não teria conseguido investir nem um terço desse valor.

O governo Lula fez o contrário. Partiu para um programa de estatização com a contratação de uma enorme quantidade de funcionários públicos inchando a máquina, para substituir mão de obra terceirizada nas atividades-meio. Contratou milhares de companheiros para cargos de assessoria na maioria das vezes sem competência para o cargo, aparelhando o Estado. Desta forma aumenta o gasto público com a perenização do custo salarial e encargos, incentiva a ineficiência pois que a maioria das atividades-meio no serviço público não é contínua.

PPP´s – Apesar de aprovada a Lei das PPP´s pelo Congresso, nenhum contrato de parceria foi efetivado até o momento pois a
s agências reguladoras antes independentes, passaram para o controle dos ministérios e nenhuma empresa privada quer ser sócia de alguém que a qualquer momento pode mudar as regras do jogo.

7- SAÚDE
Em 2002, 54,9 milhões de pessoas foram atendidas pelo programa Saúde da Família, praticamente um em cada três brasileiros. As equipes do programa eram 328 em 1994, passando para 16.657 em 2002, um aumento de quase 5000%. Os agentes comunitários de saúde passaram de 29 mil, em 1994, para 174 mil em 2002. Durante uma década, o projeto de lei dos genéricos ficou parado no Congresso Nacional. Virou lei em 1999 e, no final de 2002, já existiam 696 medicamentos genéricos registrados,envolvendo 37 laboratórios.
Perto de 95% do mercado já estava sendo atendido com os genéricos,que são, em média, 40% mais baratos que os remédios de marca. Divulgados em maio de 2002, os resultados do censo 2000 apontaram uma queda histórica na mortalidade infantil brasileira ocorrida ao longo da década de 1990. A redução foi de 47,8 óbitos por mil nascidos para 29,6. A expectativa de vida passou de 63 para 69 anos.

Os programas de saúde do governo Lula são os mesmos da gestão FHC. Não mudou nada.

8-EDUCAÇÃO
Em 2002 Brasil tinha acima de 97% das crianças de 7 a 14 anos na escola, contra 88,6% em 1993.Entre 1994 e 2001, as matrículas no ensino fundamental cresceram 12,7%, um total de 3,3 milhões de matrículas a mais. As matrículas no ensino superior oficial cresceram de 971 mil em 1994 para 1,8 milhões em 2000.
O governo FHC criou o FUNDEF para incentivar e melhorar o estudo fundamental .
O governo Lula criou o PROUNI que significa pagar com dinheiro público o estudo de pessoas em escolas particulares. Lula anunciou a criação do FUNDEB ainda na campanha de 2002(se apossaram da idéia do FUNDEF e ampliaram o programa). O FUNDEB não está implantado até hoje.Está ainda no papel. Lula ainda demitiu o Ministro Cristóvam Buarque por telefone, por ele criticar a falta de verbas para a educação e não concordar com a política educacional de Lula

9-REFORMA AGRÁRIA
Foram assentadas no governo FHC entre 1995 e 2002, 1.219.600 famílias(média de 152.450 por ano). De 2003 até 2005, foram assentadas 235 mil famílias(média de 78.300 por ano).
O número de invasões de terra não diminuiu neste governo mas pelo menos não invadiram o sítio de Lula em São Bernardo do Campo.

10-ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL
De 1995 a 1999, o número de crianças de 5 a 15 anos ocupadas na produção caiu 25%, passando de 5,1
para 3,8 milhões. O esforço brasileiro foi reconhecido em maio de 2002 pela Organização Internacional do
Trabalho (OIT).
O governo Lula erradicou o PETI(Programa de Erradicação do Trabalho Infantil).

11-SEGURANÇA
OK. O governo FHC não deu atenção à segurança como devia. Mas o governo Lula prometeu construir 4 Penitenciárias Federais. Até agora só construiu uma que tem como inquilino somente um preso.Fernandinho Beira-Mar.

12-COMBATE À POBREZA
O número absoluto de pobres no governo FHC caiu de 65 milhões (média de 1990 a 1994) para 55 milhões(média de 1995 a 2000). A proporção dos pobres caiu do patamar médio de 42% da população, em 1990/1994, para a média de 33%, em 1995/2000.

13-ECONOMIA
A taxa média de crescimento do PIB entre 1994 e 2002 foi de 2,4%.A taxa média de crescimento do PIB entre 2003 e 2006 atingirá 2,5%( quase a mesma coisa). A taxa média de crescimento dos países emergentes no resto do mundo foi de 6%.
A taxa média de juros reais entre 1994 e 2002 foi de 8 % ao ano.A taxa média de juros reais entre 2003 e 2006 foi de 12% ao ano.

A carga tributária no governo FHC subiu de 29% para 34% do PIB.Foi perverso, reconhecemos. Mas estava previsto em Lei que a CPMF devia diminuir em 2003 para 0,1%, a alíquota do IRRF de 27,5% para 25% em 2003. A carga tributária no governo Lula subiu de 35% para 40% do PIB. Mantiveram as alíquotas da CPMF e do IRRF. Aumentaram as alíquotas das Contribuições Sociais(PIS,COFINS e CSLL). O número de tributos subiu para 73. O brasileiro hoje trabalha 5 meses do ano para pagar impostos que são desviados na corrupção, nos gastos exorbitantes do Estado, nos lençóis egípcios do Palácio da Alvorada, no AeroLula. Estima-se hoje que 10% (cerca de 40 bilhões de reais!!!) do total arrecadado de impostos seja desviado em corrupção e outros 10% em incompetência de gestão da coisa pública.

A taxa de câmbio artificialmente sub-valorizada e a falta de incentivos, levou o agro-negócio quase à bancarrota.Por falar nisso, levou o Brasil de novo ao time de países com febre aftosa.

14-ÉTICA
(painel FSP de outubro/2002)
"Lula lançará um "pacote ético" antes da posse. Ministros e funcionários de primeiro escalão terão de abrir mão dos sigilos bancário e fiscal antes de assumirem os cargos. Além disso, parentes de primeiro grau dos ministros terão de apresentar ao governo declarações anuais de renda". E como ficam José Dirceu,Marcos Valério, Delúbio Soares, Silvinho "Land-Rover" Pereira, os homens do caixa-2?


15-POLÍTICA INTERNACIONAL
FHC foi elogiado em todo o mundo pela postura de estadista e o Brasil ganhou prêmios sobre a condução da política social.Viajou pelo mundo utilizando o sucatão ou avião comercial alugado.Teve grandes vitórias na OMC, principalmente contra o protecionismo agrícola.

Enquanto isso hoje assistimos abismados:
- O luxuoso Air Force 51 e as suas mais de 400 viagens internacionais; Evo Morales enganando Lula e tungando a Petrobrás e o Brasil;Hugo Chavez passando a perna em Lula.
-A diplomacia brasileira no governo Lula perdeu todos os contenciosos na OMC.Se o câmbio estivesse em valores mais adequados à realidade, estaríamos hoje exportando 30% a mais do que exportamos.




13 comentários:

Jacaré Doido disse...

Também acho que o PSDB não deve ter medo das comparações do governo delle com o de FHC. Mas elle deve responder no debate de quem é o dinheiro que ia pagar o dossiê. Sem falar no enriquecimento do Lulinha, nos gastos astronômicos com os cartões da presidência, onde estão as cartilhas de R$11 milhões, etc, etc, etc...

Serpico disse...

Caso o filho do "aloprado-presidente" compareça em lugar de lullaem lugar de um copo de agua teriam que colocar 200 gramas de pó.

Ricardo Rayol disse...

se for realmente fidedigna e embasada esta lista vai detonar o molusco

Anônimo disse...

"Presidente que foge de debate mostra que prefere ficar escondido atrás de publicidade paga com dinheiro do povo em vez de ir para o ringue lutar em
igualdade de condições."

A frase foi dita em 1998 pelo então candidato Luiz Inácio Lula da Silva.

Nat disse...

Querido Tunico, munição temos de sobra. Resta saber se a oposição saberá usá-la na dose e no timing correto...

Hoje estou com raiva...

Bjs

Stella disse...

Tunico, você é uma central de dados, perfeito!
lula disse que debaterá ética no domingo
hauhauhauhauhau

Star disse...

Parabéns Tunico,

Só não entendo porque o PSDB não faz isso.

Alguém explica?

Santa disse...

Tunico

É a primeira vez que leio um levantamento como esse. Parabéns querido!


Vou republicá-lo no Toca da Santa (política). Beijos!

Saramar disse...

Parabéns, Tunico.
Vou enviar para o Alckmin.

beijos

Ricardo Rayol disse...

Nunca é demais relembrar...

Vera disse...

BELEZA TUNICO!!! O SAPO SE PHODEU!!! ahahahah VIVA GERALDO!

Star disse...

Tunico,

Gostei tanto do seu post que publiquei no meu blog também, temos que desmascarar esses mentirosos.

Alckmin no debate mostrou que entrou na disputa para vencer, o molusco se encolheu todo.

Boa semana,

Beijo

Anônimo disse...

Nico,
melhor ainda foi a Marta dando entrevista e falando que o Alk era de plático, meus ela tinha que olhar no espelho, a cara dela de plástica parecia de plástico, amei perderam o rumo de casa heheheh....