Translator

quarta-feira, fevereiro 25, 2009

A pergunta que não quer calar e uma verdade verdadeira:

Se Lula tem 84% de popularidade, por que teve que entrar escondido no Sambódromo com medo de vaias?

******************************************************

O Silêncio dos bons

Copiei este post do Esculhacho e Simpatia . Porque vale a pena contar a verdade verdadeira.

Diamantina, interior de Minas, 1914. O jovem Juscelino Kubitschek, de 12 anos, ganha seu primeiro par de sapatos. Passou fome. Jurou estudar e ser alguém. Com inúmeras dificuldades, concluiu Medicina e se especializou em Paris. Como presidente, modernizou o Brasil. Legou um rol impressionante de obras e amantes; humilde e obstinado, é (e era) querido por todos.

Brasília, 2003. Lula assume a presidência. Arrogante, se vangloria de não ter estudado. Acha bobagem falar inglês. 'Tenho diploma da vida', afirma. E para ele basta. Meses depois, diz que ler é um hábito chato. Ler jornais lhe dá azia. Quando era sindicalista, percebeu que poderia ganhar sem estudar e sem trabalhar - sua meta até hoje, ao que parece.


Londres, 1940. Os bombardeios são diários, e uma invasão aeronaval nazista é iminente. O primeiro-ministro W. Churchill pede ao rei George VI que vá para o Canadá. Tranqüilo, o rei avisa que não vai. Churchill insiste: então que, ao menos, vá a rainha com as filhas. Elas não aceitam e a filha mais velha entra no exército britânico; como tenente-enfermeira, sua função é recolher feridos em meio aos bombardeios. Hoje ela é a rainha Elizabeth II.

Brasília, 2005. A primeira-dama Marisa requer cidadania italiana - e consegue. Explica, candidamente, que quer 'um futuro melhor para seus filhos'. E O FUTURO DOS NOSSOS FILHOS?

Washington, 1974. A imprensa americana descobre que o presidente Richard Nixon está envolvido até o pescoço no caso Watergate. Ele nega, mas jornais e Congresso o encostam contra a parede, e ele acaba confessando. Renuncia nesse mesmo ano, pedindo desculpas ao povo

Brasília, 2005. Flagrado no maior escândalo de corrupção da história do País, e tentando disfarçar o desvio de dinheiro público em caixa 2, Lula é instado a se explicar. Ante as muitas provas, Lula repete o 'eu não sabia de nada!', e ainda acusa a imprensa de persegui-lo. Disse que foi 'traído', mas não conta por quem.

Londres, 2001. O filho mais velho do primeiro-ministro Tony Blair é detido, embriagado, pela polícia. Sem saber quem ele é, avisam que vão ligar para seu pai buscá-lo. Com medo de envolver o pai num escândalo, o adolescente dá um nome falso. A polícia descobre e chama Blair, que vai sozinho à delegacia buscar o filho, numa madrugada chuvosa. Pediu desculpas ao povo pelos erros do filho.

Brasília, 2005. O filho mais velho de Lula é descoberto recebendo R$ 5 milhões de uma empresa financiada com dinheiro público. Alega que recebeu a fortuna vendendo sua empresa, de fundo de quintal, que não valia nem um décimo disso. O pai, raivoso, o defende e diz que não admite que envolvam seu filhinho nessa 'sujeira'. Qual sujeira?

Nova Déli, 2003. O primeiro-ministro indiano pretende comprar um avião novo para suas viagens. Adquire um excelente, brasileiríssimo EMB-195, da Embraer, por US$ 10 milhões.

Brasília, 2003. Lula quer um avião novo para a presidência. Fabricado no Brasil não serve. Quer um dos caros, de um consórcio anglo-alemão. Gasta US$ 57 milhões e manda decorar a aeronave de luxo nos EUA. Depois se finge indignado com a demissão de 4.200 funcionários da Embraer.

E você, já decidiu o que vai fazer nos próximos cinco minutos?

Vamos repassar estas informações por e mail para a maioria dos nossos contatos?

Vamos dar ao BRASIL uma nova chance?

Ele precisa voltar para o caminho da dignidade.

Nós não merecemos o desgoverno que se instalou em nosso País e precisamos acordar e lutar antes que seja tarde.

Perca mais cinco minutos e converse com todos os seus amigos que não têm acesso a internet.

“O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons”.

Martin Luther King

************************************************************************************
Coma bem : VEJA AQUI


10 comentários:

Fábio Mayer disse...

Sabe Deus, vamos lá:

1. Elé é tímido?
2. Tava de porre?
3. Mariza estava fantasiada com tapa sexo e ele não queria estragar a surpresa na Sapucaí?
4. Ele não queria ser visto pelo chatíssimo Roberto Requião, que foi lá pular carnaval às custas do Erário paranaense?
5. Ele não gosta de povo?

tunico disse...

Fábio, algumas respostas às suas considerações:

1- Tímido ele? Não! Cara-de pau? Sim!
2- De porre ele sempre está.
3- Mariza tomou tanto botox que até "as parte baixa" devem ter inchado.
4- O Bob Requião foi lá? às custas do povo do Paraná? Eita cara afilhado de uma grande rameira(Respeito a mãe dele que deve ser uma santa por ter que aceitar que seu filho não passa de um pulha e não poder fazer nada).
5- Ele adora povo que beije sua mão,lamba seus pés e receba Bolsa-Família.E morre de medo de gente que sabe como ele é de verdade.Enganador.Mentiroso.Aproveitador.

Lula ,enfim. Seu nome é sinônimo de todos os adjetivos acima(e outros mais).

Jussara Gehrke disse...

ele estava de chapéu de malandro!

isso não vale, não é fantasia e era carnaval!

Carlos Caldas disse...

É Tunico, post para guardar realmente. Quanto aos 84% de certeza na vitória de Lula, falta combinar com os 50% que nunca aceitou a forma dele de fazer política interiorana.

MARCO ANTONIO disse...

TUNICO,

Ele tem medo dos 16%. Se os 16% vaiam, o castelo dos 84% anestesiados pode começar a desabar. Você sabe, esse negócio é como um castelo de carta, comece a derrubar umas três ou quatro e o resto cai. Nossa gente é como boiada, é a mentalidade de um atrás do outro.

Um abraço.

posturaativa disse...

Os bons, os poucos que ainda existem e persistem são suplantados pela inércia popular.

FENIX disse...

Finalmente instalou-se de vez a anarquia no país. Cada autoridade no poder faz o que quer, de acordo com suas crenças, informações e ignorâncias.

Já se vão quase 15 anos de FHC para cá com o MST invadindo propriedades privadas, laboratórios de multinacionais, roubando, destruindo pesquisas tecnológicas, vandalizando bens alheios e, principalmente, alterando o comportamento social na aceitação de tais fatos. Agora querem assassinar e ter a proteção do Estado para seus crimes, uma vez que o crime de invasão já havia sido aceito como luta social. Quase 15 anos se passou para alguém do Judiciário se pronunciar que o MST, financiado pelo governo do PT, é uma organização criminosa. Por outro lado, a justiça do trabalho resolveu ingerir em negócios da iniciativa privada, respaldado por lideres sindicais, a maioria com processos de corrupção e desvio de dinheiro publico em andamento.

Como dizem os jovens "bagunçou geral". Na outra ponta, o governo, depois de inúmeras tentativas em destruir a credibilidade das forças armadas, movido pela inveja, prepara campanha publicitária para mais uma vã tentativa.

Como se não bastasse, estamos diante da maior crise econômico-financeira jamais vista pela humanidade, cujos efeitos ainda não nos alcançaram em sua plenitude.

Já há muito desemprego e haverá muito mais e pior, sem a menor possibilidade de reversão em curto prazo. Grande parte desses desempregados, vendo-se sem alternativas, certamente migrará para o crime, esse mesmo já instalado até nas policias que deveriam combatê-lo.

Nos deparamos com noticias jamais vistas, que elementos do Exército apresentam desvios de conduta, contrabandeando armas provenientes da campanha do desarmamento, realimentando assim o crime organizado.

Não restou muito que preservar.

LIBERTAS QUAE SERA TAMEN

Marquer disse...

Tunico,

Post perfeito...realmente maravilhoso!!

Valeu cada palavra lida.

Foi ótimo ter replicado, porque este merece toda a divulgação possível!

FENIX disse...

Ao mesmo tempo em que o governo investe 12,34 bilhões de reais na formação de indolentes, reduz em 30% o numero de jovens para o serviço militar.

Um em cada quatro brasileiros recebe o bolsa família sem obrigação de apresentar contrapartida e as que existem, o governo não fiscaliza, investindo no ócio e na indolência, quebrando o moral, o amor próprio e o orgulho de uma gigantesca população. Estes, jamais servirão para defender a pátria em caso de necessidade, corrompidos que foram pelo suborno eleitoreiro e o péssimo vicio da inatividade.

Por outro lado, muitos jovens que poderiam aprender sobre organização, hierarquia e disciplina entre outras coisas e, com isso poder vislumbrar uma profissão e um futuro melhor, afastando-se do sedutor atalho do crime, também não serão preparados para a defesa da pátria e, sem perspectivas de emprego, ficaram à mercê das drogas e do crime organizado.

Até aí, não é de estranhar, pois cumpre à risca o programa da esquerda no poder, mas, acontecer isto com a participação dos comandantes militares, sob alegação de crise financeira global, é no mínimo ridículo e temerário.

Quem são esses comandantes que não se comportam como militares?

LIBERTAS QUAE SERA TAMEN

Gusta disse...

OFF TOPIC
Bom dia!!!

Por favor, vote na Enquete do Estadão:
Sem-terra realizam ações contra o agronegócio em 13 Estados. Na sua opinião, o protesto é legítimo?

http://www.estadao.com.br/pages/enquetes/default.htm?id_enquete=215

O "SIM" está ganhando. Vamos reverter isso!!

Abs