Translator

quarta-feira, maio 07, 2008

Cultura pouca é bobagem

Ontem estava lendo o bate-bola do CA no novo blog abissal Roça&Suzi.

Lá pelas tantas, ele fala da sua literatura predileta e da coleção completa dos livros infantis de Monteiro Lobato que ele não tem mais mas eu ainda tenho. Eu tenho também em minha biblioteca (foto acima) a coleção "Tesouro da Juventude" composta de 18 volumes.
A minha edição é de 1961 embora o Tesouro da Juventude tenha sido editado pela primeira vez em 1930. Para quem não conhece ou lembra, tal coleção era uma enciclopédia juvenil composta de forma a tornar a leitura leve e agradável aos jovens de minha geração. Embora não atualizada para os dias de hoje, recomendaria aos pais de hoje que incentivassem seus filhos adolescentes a lerem esta coleção. Ela certamente existe nas boas bibliotecas do ramo. É composta de vários "livros"que dissertam sobre os mais variados assuntos como ciência, literatura, história, arte, poesia, homens e mulheres célebres, exemplos de boas ações humanas, etc.
Eu diria que é uma coleção de cultura geral que incentiva a curiosidade e o raciocínio. Melhor que isso, dá exemplos de moral e retidão. Num país onde hoje se exalta a mediocridade tão bem representada pelo NoçoGhia (como diz o CA), que tem o desplante de papagaiar aos quatro ventos que ler um livro o entedia mais que andar sobre uma esteira ergométrica, estimular nossas crianças e jovens a lerem um pouco deste tipo de publicação nem que seja uma hora semanal, é um grande passo para elevar o nível de educação da nossa população.
Na minha juventude e adolescência incentivado pela minha mãe que é professora, eu tinha o hábito de ler pelo menos uma vez por semana um pouquinho do Tesouro da Juventude e dos livros de Monteiro Lobato. Aprendi muito com esta leitura.

Folheando o Volume 1 do Tesouro da Juventude, achei na página 326 , seção "O Livro da Poesia" (Saramar e Tita, PRESTENÇÃO!) uma poesia de Barbosa du Bocage(1765-1805) denominada "O Papagaio e a Galinha" plenamente aplicável ao nosso mais notável representante e aos seus companheiros que adoram expelir patacoadas pelo orifício bucal, patacoadas estas que deveriam ser mais apropriadamente expelidas por outro orifício.

Loquaz papagaio
Secava a goela,
Soltando mil gritos
A uma janela.

Olhou para a rua,
Por onde vagava
Galinha de pôpa,
Que depenicava:

Na língua das aves
Co'um ar superior
Lhe deu estes chascos
O vão palrador:

"Deveras, vizinha,
Que podes campar
Co'a prenda galante
De cacarejar!

"Deixando ironias,
Sempre és coisa pouca,
Não tens outro chiste
Senão esta touca.

"Depois de defunta
Só causas prazer,
Para te comerem
Te dão de comer.

"Eu em alma e corpo
Sou ave excelente.
Não pasmas de ouvir-me
Falar como a gente?"

- "Não pasmo(responde
Dos galos a amiga)
Vilão, carioca,
Mordaz de uma figa.

"Da língua, que alegas,
Basófia concebes?
Que importa que a fales,
Se não a percebes?

"Com isto te abates
No meu parecer.
Os tolos só dizem
O que ouvem dizer."

5 comentários:

tita coelho disse...

Tunico,
achei o máximo a entrevista do Cantonio lá no blog da Suzi e do Roça! Tenho uma coleção que foi do meu pai do Monteiro Lobato, antiguinha e linda por sinal!!
Nossa , a poesia está perfeita kkkkkk e atual. Sim, os problemas são sempre os mesmos... e quem chega lá fica tudo igual!!
beijos

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Tunico. valeram as referências ao Abismo.Li "as caçadas de Pedrinho" e o "Sítio do Pica-pau Amarelo" he he he !Mas com certeza a obra toda deve ser fantástica.O que vc tem ai, realmente trata-se de um tesouro.

Fábio Mayer disse...

Eu tenho aqui em casa uma coleção Tesouro da Juventude datada de 1958.

É efetuvamente sensacional. Belos poemas, resumos de obras clássicas, comentários sobre física, astrofísica, biologia e tecnologia, reproduções de telas de pintores famosos.

Não dou, não empresto, não vendo e ai do infeliz que tentar me roubá-la!

Pata Irada disse...

hehehehe!

Tunico
adorei a palavrinha "JAQUEÍSMO". Estou sendo torturada dentro da minha própria casa.
Será que existe uma palavra também para esta situação?

Conheço a coleção e é realmente fantástica.
Um beijo

posturaativa disse...

eu possuo a coleção Jabuti da Saraiva com os clássicos Portugal/Brasil
era leitura obrigatória no antigo ginásio, a cada bimestre um livro.
hoje me espanto em ver que a maioria dos colégios não incentivam a leitura