Translator

sábado, março 08, 2008

Homenagem póstuma ao amigo que se foi de repente


É sempre chocante quando a gente recebe de sopetão uma notícia ruim. De repente, alguém te liga e diz: "fulano morreu".

Ontem soube que perdi mais um grande amigo. O segundo em menos de dois meses. Morte idiota, com infecção hospitalar.

Na flor da idade dos seus 50 e poucos anos. Honesto, trabalhador, ativo, alegre, bonachão.

Eu fico aqui pensando: a vida é assim mesmo, as pessoas se vão, é inevitável. Mas por que muita gente boa se vai tão cedo enquanto tem tanta gente ruim que dura bastante? Só para fazer ruindade por mais tempo?

Grande Jacob: Eu sei que para onde você foi não existe internet mas Deus é onipotente e onipresente e lhe passará esta mensagem. Descanse em paz, amigo. Você merece. A gente aqui vai dar apoio para a Cris, pode crer.

8 comentários:

Stella disse...

a dor da perda é irreparável, mas restam as lembranças
meus sentimentos pela sua perda
abs
Stella

Jussara Gehrke disse...

não me sai da cabeça a frase da Cris, chorando e me dizendo: "Ju, meu companheiro se foi e me deixou sozinha..." e eu chorei muito com a dor de nossa amiga.

realmente Tunico, como pessoas boas, alegres e cheias de vida vão assim tão de repente, em dois dias!

Jacob faz muita falta...

(meus olhos ficam marejados quando penso na Cris)

Pata Irada disse...

Que triste,
como dói quando se perde alguém que gostamos e admiramos. Mais triste ainda é saber do motivo que o levou.
Um beijo sentido da amiga
Silvana

Ricardo Rayol disse...

Mas vou te dizer, é preferível do que a morte cadenciada a passos de tartaruga. Morri e pronto.

Anônimo disse...

Quando vc diz:
“Mas por que muita gente boa se vai tão cedo enquanto tem tanta gente ruim que dura bastante?”
—Cometes um grande erro, porque o seu amigo terminou a sua tarefa, e os que a ficam talvez nem a tenha começado.
Lembre-se:
O seu amigo está bem. Deus é justo em todas as coisas.
Paz, muita paz.

MARCO ANTONIO disse...

Caro Tunico,

A Cris, a quem você se refere, é a Cris do blog TIA CRIS?

tunico disse...

Não, Marco. Não é.

Saramar disse...

Tunico, sinto mutio por sua dor.
Perder um amigo, dois amigos em tão pouco tempo é muito terrível.
Nestas horas, não há o que dizer, eu sei. A dor é algo muito solitário.


beijos