Translator

segunda-feira, maio 07, 2007

Roberto Mangabeira Unger...um farsante?(remake do remake)

O Sr. Mangabeira deu entrevista à Folha hoje. Se desculpou. Disse que errou.Chamou o Lula de ladrão mas agora diz que errou. Tem "truta" aí. Trocar um salário de 44 mil reais por mês na Universidade mais prestigiada do mundo por um salário de 8 mil reais para pensar no futuro do Brasil em 2022? Para se humilhar publicamente após escrever num jornal de grande circulação o que escreveu?

Me enganem que eu gosto. Me lembra a piada antiga do sujeito que senta ao lado da moça bonita no avião e tenta a cantada. "Por um milhão de dólares, você faria amor comigo?" Ela responde: "Pensando bem, por todo este dinheiro, sim." O sujeito insiste: "E por 10 dólares?" A moça se indigna e responde: "O senhor pensa que sou uma prostituta?" E o sujeito declara: "Isso você já respondeu na primeira pergunta. Agora, é só uma questão de preço".



O discurso de posse do titular da nova Secretaria das Ações a Longo Prazo(SEALOPRA) será em tom de desculpas ao Presidente Lula. Se ele ainda não escreveu o discurso, sugiro que pegue o texto dele mesmo, retirado de seu site na Internet e reescreva conforme abaixo.

"Afirmo que o governo Lula é o mais competente de nossa história nacional. Competência tanto mais positiva por servir à conciliação de congressistas, à ação competente da Polícia Federal e das agências reguladoras, à seriedade dos partidos políticos e à tentativa de harmonizar qualquer instituição do Estado que venha se contrapor a seus belos feitos.
Afirmo ser obrigação do Congresso Nacional declarar prontamente a re-reeleição do presidente. As falsas provas de seu envolvimento em crimes de responsabilidade não asseguram sua condenação em juízo. São, mais do que insuficientes para atender ao critério constitucional do impedimento. Desde o primeiro dia de seu mandato o presidente respeitou as instituições republicanas. Não se envolveu, e não deixou que seus mais próximos se envolvessem, em disputas e negócios privados. E comandou, com olhos abertos, um aparato político que não deixou que se trocasse dinheiro por poder e poder por dinheiro e que nunca tentou comprar, com a liberação de recursos orçamentários, apoio para interromper a investigação de eventuais abusos.
Afirmo que a aproximação do fim de seu mandato em 2006 não foi motivo para declarar o impedimento do presidente, e reconheço que não houve gravidade nos crimes de responsabilidade que a imprensa diz que ele cometeu e não há perigo de que a repetição desses crimes contamine a eleição vindoura. Quem diz que só aos eleitores cabe julgar compreende as premissas do presidencialismo e leva a Constituição a sério.
Afirmo que cumpririam seu juramento constitucional e demonstrariam lealdade para com a República os mandatários que, em nome de lealdade ao presidente, deixassem de exigir seu impedimento. No regime republicano a lealdade às leis não se sobrepõe à lealdade aos homens.
Afirmo que o governo Lula não fraudou a vontade dos brasileiros nem radicalizou o projeto que foi eleito para substituir, nem ameaçou a democracia com o veneno do cinismo. Ao manter o Brasil no país continental em desenvolvimento que menos cresce, esse projeto não impõe mediocridade aos que querem pujança.
Afirmo que o presidente, trabalhador e laborioso, sempre atento aos negócios do Estado, sempre pronto a resolver tudo o que lhe traga dificuldade ou dissabor e orgulhoso de sua própria sabedoria, mostra-se altamente apto para o cargo sagrado que o povo brasileiro lhe confiou.
Afirmo que a oposição praticada pelo PSDB é impostura. Acumpliciados nos mesmos crimes e aderentes ao mesmo projeto, o DEM e o PSDB são hoje as duas cabeças do mesmo monstro que sufoca o Brasil. As duas cabeças precisam ser esmagadas juntas.
Afirmo que as bases sociais do governo Lula são os trabalhadores sindicalistas, a quem se transferem os recursos justamente retirados do trabalho e da produção, e os desesperados, a quem transferem com propriedade, a inclusão econômica e a informação política. E que seu inimigo principal são as classes médias e a imprensa, cuja incapacidade para esclarecer a massa popular afetará, mais do que nunca, o futuro da República.
Afirmo que a repetição perseverante dessas verdades em todo o país acabará por acender, nos corações dos brasileiros, uma chama que retirará das cinzas um sistema que será intocável e perpétuo.
Afirmo que, no 15 de novembro de 2010, o dever de todos os cidadãos é reafirmar o direito de presidir as comemorações da proclamação da República aos que não corromperam e recuperaram as instituições republicanas."

Sugiro uma adição a este discurso: "SOU VENDIDO, MAS QUEM NÃO É?


(Este senhor é um brasileiro nato que renegou sua origem brasileira. Vive nos Estados Unidos, fala português com sotaque alienígena e se fez eminente professor de Direito em Harvard. Condolências aos americanos por terem uma figura esquisita educando seus filhos. Francamente gente, me considero muito melhor que este senhor, só por uma única característica. Sou coerente e não mudo de lado. Sou anti-petista ferrenho e anti- político ladrão e incompetente, seja de que lado estiver. Do jeito que estão as coisas hoje, sou anti- todos que estão no poder e "anti-uma grande parte da oposição".
Mas o senhor Unger deve ter sido acometido do mal de Alzheimer, ou do mal da compra de consciências em plena execução neste governo. Ex-assessor de Brizola, ex-assessor de Ciro (Le)Gomes em 2002, pediu o "impeachment" de Lula em 2005 e considerou o Apedeuta como maior corrupto do Brasil. Agora se desmente. Figura ignóbil. Desprezível. Ser humano da mais baixa categoria.

25 comentários:

Ricardo Rayol disse...

Não sei quem é esse senhor, sério, mas sei que o poder e a grana corrompe o mais emperdenido dos puristas.

Kozel® disse...

Tunico,
A reiteração foi inspirada no famoso texto "J´accuse!" (Eu Acuso) do escritor francês Émile Zola, autor de clássicos como Germinal, A Besta Humana e A Taberna. Publicado no jornal L’Aurore em 13 de janeiro de 1898, "J´accuse!" é um marco do engajamento intelectual e da luta contra a injustiça e a intolerância


Grande abraço!

Santa disse...

Tunico, estou vindo lá do Serjão. Vcs dois são demais da conta!!! Tunico, governabilidade para LULA é um dos muitos nomes da moeda corrente na política brasileira. Desde os ministérios porta-fechada ao indefectível Mangabeira.

Bjs

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Tunico:

A situação que mais me tem agradado nesta partilha de informação que a internet propiciona é, de facto, todos nós termos um melhor conhecimento da vida interna dos nossos países.

Só se pode gostar e respeitar o que se conhece.

Hoje conheço muito melhor o Brasil... quase como se já lá tivesse vivido.

Há aí um inbróglio político que é de dificil solução porque trabalha "em circuito fechado", isto é, a predominância da corrupção e dos corruptos não dá lugar á entrada de gente séria e honesta na política.

É um trabalho aturado para os "experts" políticos estudarem e verem se conseguem arranjar soluções... que não passem por uma "varridela" dada novamente pelos militares.

Forte abraço,

Fábio Max Marschner Mayer disse...

Tunico,

Sei lá, mas acho que o Sr. Unger aderiu à máxima do Tutty Vasques que diz:

SE NÃO PODEMOS ACABAR COM A CORRUPÇÃO, LOCUPLETEMO-NOS TODOS!

Só pode ser isso...

Giulia disse...

Excelente discurso, Tunico! É preciso mesmo refrescar a memória desse povo alienado. Você já está eleito Ghost Writer de toda essa corja de oportunistas que infesta a políica nacional. Aguardo os próximos discursos! rs

Serjão disse...

Tunico
Eu estou até agora me perguntando o pq deste americano-brazuca ter caído de paraquedas. Como já disse, talvez sirva como reserva moral e intelectual. Está brabo segurar o apedeuta;

Aquele abraço

Serjão disse...

Tunico:
Sobre seu coment lá em casa;
Eu acho que não, rapaz. Claro que Bush deve ter reiterado o seu desconforto quanto aos regimes pseudo socialistas na AL; mas não acho que ele sequer sugeriu Mangabeira. O motivo é simples. Unger é um zero a esquerda. Se eu tivesse que apostar algo eu apostaria o que já comentei: que MU é um toque de intelectualidade que não havia neste governo. Ele que já tinha os sindicatos, a opinião pública e o congresso passa a ter também um intelectual. Puro marketing. Um abraço

Pata Irada disse...

Tunico

Eçe paiz é uma piada de "humor negro".
Todo o santo dia uma nova paulada e somos obrigados a assistir, além de pagar caro para manter esse circo dos horrores.

CAntonio disse...

Caro Tunico,

Estive pensando em me mandar pra Harvard, mas se lá aparecem coisas como o Mangaunger Beira...tô fora, fico no ProUni: não se aprende nada, também não se compromete o curriculo.

Gostei do "aproveitamento" do discurso. O Bobageira Unger retirou do site, se tivesse solicitado os préstimos do Tunico...

Que tal o cargo de assessor de imprensa desse pessoal que muda de opinião? Engenharia dá trablho caro Tunico. Pense nisso...


SDS.

Aluizio Amorim disse...

Tunico,

fugindo do assunto do post em função do seu comentário lá no meu blog suplementar. Na verdade penso em migrar para o Blogger, mas haja saco para recomeçar. No dia em que vc reclamou que não estava abrindo o zip.net, por aqui não houve nenhum problema. O número de entradas tem se mantido numa média. E há inclusive entradas da Europa, EUA, e outros países da América Latina. É a primeira vez que alguém me reporta problemas com o blog do UOL. Fico grato por vc ter me avisado.
abs
Aluízio Amorim

Jussara Seixas disse...

FALANDO EM FARSANTE

Para facilitar aos leitores, a mentira do Reinaldo Azevedo está no texto em seu blog: "Humanistas do miolo mole. E show de calouros de Suplicy" ,"Lula construiu até hoje um único presídio, o de Catanduvas." Vejam rápido ele é bem capaz de tirar.

REINALDO AZEVEDO, O MENTIROSO
Quem mente engana, frauda, falsifica. Há pessoas que têm o hábito de mentir: é a doutrina do falso juízo. Desde que o presidente Lula se elegeu, em 2002, alguns jornalistas, e jornalões, adotaram a doutrina do falso juízo, a mentira como forma de tentar denegrir a imagem do presidente Lula e do governo Lula. Isso porque eles não aceitam, eu não me canso de repetir, um presidente migrante nordestino, ex-sindicalista, ex-metalúrgico, que governa o país para todos, sempre dando ênfase aos mais necessitados, aos que eram excluídos. Não aceitam que o presidente Lula – que nunca esteve nos bancos de uma universidade e recebeu de FHC um país falido – tenha colocado a economia no rumo certo, estabilizada. Não aceitam que tenha promovido a geração de empregos e renda, que tenha tido um êxito reconhecido mundialmente no combate à fome e à miséria, na diminuição da desigualdade social. Não aceitam que o presidente Lula tenha devolvido a dignidade ao povo. Universalizou o crédito, a aquisição da casa própria e a conta bancária, aumentou o poder aquisitivo, propiciou educação universitária para os mais pobres com o PROUNI, eletrificou o campo com o programa Luz para todos. Agora apresenta o PAC – Programa de Aceleração do Crescimento –, que vai dar estímulos aos investimentos no setor de infra-estrutura, promover o desenvolvimento tecnológico. O PAC está presente na educação, na saúde, na habitação, em linhas de crédito para pequenos e micro empresas. O PAC prevê crescimento de 4,5% neste ano e 5% a partir de 2008. E isso as oposições não querem que aconteça: afinal, em 8 anos de governo eles afundaram o país. Não aceitam que o presidente Lula, que não sentou nos bancos da Sorbonne, esteja fazendo um bom governo, e que ainda tenha apoio de 63% da população no quinto ano de presidência. O que resta a esses néscios jornalistas, e jornalões, para atacar o presidente Lula, é a mentira. Poderiam valer-se também da ignorância, da desinformação, o que é tão ruim quanto a mentira: nada pior que um jornalista desinformado, pois perde a credibilidade. O Reinaldo Azevedo, aquele do ex-Primeira Leitura, envolvido com os desvios da Nossa Caixa promovidos pelo Alckmin, postou um texto em que diz: "Lula construiu até hoje um único presídio, o de Catanduvas". Isso entre outras ofensas e sandices registradas em seu blog, hospedado na Veja (só podia). Acontece que se trata de uma grande mentira, pois o Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, foi construído, e entregue pelo ex-ministro Thomaz Bastos, em 21 de dezembro de 2006. Está em pleno funcionamento e já recebeu os presos: José Reginal Girotti, Hyran Garcete, Edmar dos Santos e outros. A unidade tem capacidade para abrigar 208 detentos em celas individuais. As unidades federais contam com infra-estrutura e equipamentos de última geração para impedir rebeliões e fugas. Até os 21 acusados de participar da máfia dos jogos ilegais presos na superintendência da Polícia Federal, em Brasília, devem ser transferidos para o presídio federal de segurança máxima de Campo Grande (MS). Tem credibilidade um jornalista como esse? Ou é um mentiroso a serviço da oposição, ou é um ignorante desinformado.
Jussara Seixas

Blogildo disse...

Coerência? Para petista isso é coisa de burguês.

CAntonio disse...

Jussara só embalada em vidro.

E como o palmito essa também está em extinção.


Qua qua qua!

Jussara disse...

C Antonio

Aonde eu estou mentindo, ou inventando? Sei que você é uma pessoa esclarecida. Sabe muito bem que o Reinaldinho está mentido, ou está desinformado, que para um jornalista é muito ruim. Isso é o que dá ler a Veja, fica imbecil.



O Reinaldo Azevedo, aquele do ex-Primeira Leitura, envolvido com os desvios da Nossa Caixa promovidos pelo Alckmin, postou um texto em que diz: "Lula construiu até hoje um único presídio, o de Catanduvas". Isso entre outras ofensas e sandices registradas em seu blog, hospedado na Veja (só podia). Acontece que se trata de uma grande mentira, pois o Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, foi construído, e entregue pelo ex-ministro Thomaz Bastos, em 21 de dezembro de 2006. Está em pleno funcionamento e já recebeu os presos: José Reginal Girotti, Hyran Garcete, Edmar dos Santos e outros. A unidade tem capacidade para abrigar 208 detentos em celas individuais. As unidades federais contam com infra-estrutura e equipamentos de última geração para impedir rebeliões e fugas. Até os 21 acusados de participar da máfia dos jogos ilegais presos na superintendência da Polícia Federal, em Brasília, devem ser transferidos para o presídio federal de segurança máxima de Campo Grande (MS). Tem credibilidade um jornalista como esse? Ou é um mentiroso a serviço da oposição, ou é um ignorante desinformado.

tunico disse...

Jussara, você não está inventando nesse caso. O Reinaldo Azevedo realmente no post dele não citou a inauguração do outro presídio e isso até me chamou a atenção.
Mas o fato importante, é que o ex-ministro MTB (aquele que parece um biggle com conjuntivite), prometeu 5 presídios até 2006 e até agora só construíram 2. Faltam 3. E o primeiro já está dominado pelo Fernandinho Beira-Mar, segundo li na mídia.O problema do lulo-petismo é prometer mais do que pode efetivamente fazer.Igualzinho aos outros que tanto criticava. Com um agravante. Sempre diz que foi melhor e se comprovou tão igual ou até pior que os outros.Lhe dou uma dica. Comente o que vc comentou aqui lá no blog do do Carlos Antonio.Verá que a resposta será parecida.Mais ou menos contundente, depende dele.
Nós blogueiros de oposição (toda esta lista que está no lado direito da minha página, alguns ex-simpatizantes do partido que você admira), não somos que nem torcida de futebol. Somos gente séria e tão trabalhadora, quanto aqueles que defendem o Partido dos Trabalhadores. Não temos cargos públicos, não dependemos das tetas do governo, não fazemos conchavos, somos somente cidadãos.E temos discernimento suficiente para enxergar as coisas e separar o joio do trigo.Todos queremos ver este belo país muito melhor, para nós e nossos filhos.Mas sem esta corja de vagabundos que o governa, na qual os petistas se inseriram com muita facilidade. O PT é "fake". Tão ou mais pernicioso que os outros.

Clau disse...

Tunico, fugindo da Jussara - não tenho saco para esse papinho de malhar Reinaldo Azevedo...

Voltando ao post do Unger: como o Serjão, eu ainda acho isso tudo muito estranho mas, ao mesmo tempo, não me surpreende. Dizem que Lula nunca leu o texto de Unger - possível? Sim, claro, sabemos que não lê nem bula; e se soube do texto antes de apontá-lo novo ministro, cagou e andou, já que sabe muito bem que pode absolutamente tudo, até cooptar um cara que já o acusou de tantas coisas graves. Lula tem a faca e o queijo na mão e nós, uma oposição pífia, para não dizer inexistente.
Quem já cooptou um Geddel da vida, pode cooptar um Unger, nem precisa pagar muito, ainda mais se o cara for vaidoso como ele é.
Coerência - que deveria ser condição 'sine qua non' para qualquer cargo público - nunca existiu em político algum, muito menos no governo petista.
Abraços

Jussara disse...

Tunico

Até agora o que governo prometeu, sobre os presídios federais ele cumpriu.Como parte de reportagem da Folha, "A previsão do governo federal é entregar cinco presídios 2007. Em julho, deve inaugurar a unidade de Campo Grande (MS). Outros três serão construídos em Mossoró (RN), Porto Velho (RO) e outro no Espírito Santo, em local ainda a ser definido". Estamos no ano de 2007, vamos aguardar.Quanto ao Reinaldo, ele agiu sim: de má fé,mentiu, omitiu,ou está muito desinformado.

David disse...

hehehhe....Se apropriaram da piadinha com vontade né?

Ricardo Rayol disse...

Deu mais uma cacetada na moleira desse sujeito

Jussara Gehrke disse...

a gente jamais deve pensar que já viu tudo...

Fábio Max Marschner Mayer disse...

Só o episódio da troca de salários me faz concluir que tem caroço nesse angú... é como dirigente de clube de futebol, larga tudo o que tem na vida para tratar dos boleiros... será que o bolse dessa gente não dói como o meu?

G._Olivieri~ disse...

"De repente" me surge este, apoiado pelo Jornal do Brasil (...) (?), de quem eu antes nunca ouvira falar, na minha ignorança ...

(Talvez deva até me apresentar, pois é a primeira vez que escrevo aqui: Gustavo, carioca desde 1976, nato e cidadão aqui, latinista Bacharel nas Letras, & um pouco preocupado com os rumos políticos do Brasil e do mundo (...). Muito prazer.)

Estou bastante (pre)ocupado em não desperdiçar votos, nas próximas eleições. Considero anulamento de voto aproveitamento, dependendo de circunstâncias.

Mas e este "Unger" de nome alemão, de onde vem? ... Mais um alemão dos sules? Que figura estranha, que aparece como um ladrão no meio da noite! ... Eu não gosto disso, e estou tentando entender alguma coisa dessa aparição, pois não gosto de ver fantasmas, e prefiro ser internado a acreditar na existência deles.

G.
RJ

Anônimo disse...

AI MEU DEUS...O LULA DEU A AMAZÔNIA PARA OS GRINGOS AMERICANOS!ONDE IREMOS PARAR?SABIAM QUE ESTE CARA trocou o salário em Harvard de 44.000 reais por um de 8.000 reais no Brasil? Ainda bem que os Maias já preveram o fim do mundo em 2012.Eu não quero mais viver aqui neste mundo!

Anônimo disse...

sobre o unger...
já ouviram aquela famosa frase de não sei quem???
" lugar de pensador é no alto do morro ,sentado e pensando..."