Translator

sexta-feira, abril 14, 2006

“Por fora, bela viola. Por dentro, pão bolorento”


Na minha opinião, esse ditado é o que melhor se ajusta ao Partido dos Trabalhadores hoje.

Estou em Aracaju. Tenho um trabalho a desenvolver aqui que deve durar até o fim do ano.

Já conhecia a cidade de 15 anos atrás. Sempre a considerei muito aprazível. E ela continua assim. Parece uma Santo André, mas na praia. Avenidas largas, arborizada, ruas limpas, povo simpático e agradável. Bonita mesmo. A natureza ajuda muito.
A cidade foi administrada até este mês, por um petista, Marcelo Déda. Por quase 8 anos.
Este senhor saiu agora para se candidatar a Governador do Estado de Sergipe. Passou o governo para seu vice, do PC do B.

Santo André foi governada pelo falecido petista Celso Daniel também por 8 anos até sua morte violenta em circunstâncias ainda não totalmente esclarecidas. E melhorou muito na administração dele, vista pelo lado de fora. Aracaju me pareceu também bem administrada. Pelo menos externamente.

E o lado de dentro? Tentei observar este aspecto e comparar com as outras administrações petistas.

Uma coisa em comum entre as cidades administradas pelo partido da estrelinha, é a alta taxa de radares fotográficos por metro quadrado nas ruas. Me dá a impressão que governante petista adora radares, câmeras para (quem sabe?) vigiar seus súditos. No governo da Martaxa em SP, foram instalados mais de 500 aparelhos “Big Brother” nas ruas da cidade. Em Santo André, o povo criou o mote “Visite Santo André. E ganhe uma multa no radar”.Em Porto Alegre,Recife, a mesma coisa.Aqui em Aracaju, não é diferente. Será que o dono da fábrica destes aparelhinhos não é petista?

Outra coisa em comum nas administrações petistas. O ex-prefeito daqui está sendo acusado de contratar em situação obscura uma empresa de limpeza urbana por duas vezes o valor previsto(igual ao Palocci em Ribeirão Preto). É também acusado de superfaturar em mais de 100 mil reais um show do cantor Daniel. Me lembrou aquele escândalo do show do Zezé Di Camargo contratado pelo PT com grana do Banco do Brasil (lembram-se?).

Passando ao plano federal, o Grande Apedeuta se vangloria de “nunca nos últimos 500 anos” terem sido feitas tantas realizações como agora. Mostra ao grande público a face externa do governo.
Lula matraqueia aos quatro ventos o grande número de pessoas assistidas pela esmola oficial do Bolsa Família, a criação de 176 mil empregos em fevereiro (embora a taxa de desemprego tenha parado de diminuir), o grande feito do astronauta tupiniquim cuja passagem para a temporada espacial de 8 dias custou 10 milhões de dólares ao nosso bolso, etc e tal.

Enquanto isso, o MP em sua denúncia demonstra que o PT é mais que os 40 ladrões do Lulalibabá, é sim uma grande quadrilha organizada para se apossar do poder e dividir o butim com seus integrantes.

Pois é, PT. Por fora, bela viola. Por dentro, pão bolorento.
Será que vamos ter que conviver com este bolor no governo por mais quatro anos?

Na minha casa, pão bolorento vai direto pro lixo.

2 comentários:

Keikas disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Keikas disse...

Hah! tem mais uma; o lulinha vai começar sua campanha loguinho na tv pra falar da sua administração, logico que com nossos soldos e a campanha promete machaka a cabeça dos televisivos...afffff este ano vai demorar pra acabar....